Jack Dennis imparável no traçado londrino

Piloto britânico venceu e “casa” aos comandos de um Andretti, somando a segunda vitória no mesmo traçado, relegando para a segunda posição o belga Stoffel Vandoorne (Mercedes). Já António Félix da Costa terminou no 7.º posto.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Um ano depois de ter triunfado pela primeira vez na história da competição, o inglês Jack Dennis (Andretti) soma segunda vitória no mesmo traçado, depois de ter sido o mais rápido no seu grupo de qualificação, ter garantido a “pole” e comandado a corrida de fio a pavio.

Stoffel Vandoorne (Mercedes), que largou da segunda posição, limitou-se a conservá-la com as costas protegidas pelo neerlandês Nick De Vries (Mercedes). O piloto belga aproveitou os maus resultados dos seus mais directos perseguidores na luta pelo título para elevar para 26 pontos a vantagem sobre o neo-zelandês Mitch Evans (Jaguar), que ascendeu ao segundo lugar, podendo, amanhã, quase garantir o ceptro e transformar as corridas de Seoul numa mera confirmação.

Já o neerlandês cumpriu na perfeição o seu papel de “guarda-costas” para o título permanecer na marca da estrela e defendeu com êxito, por vezes de forma mais “musculada”, o derradeiro lugar do pódio.

Nick De Vries ficou à frente do neo-zelandês Nick Cassidy (Envision), que foi um dos muitos que ultrapassou o brasileiro Sérgio Sette Câmara (Penske), que largou de quarto e terminou no fundo da classificação, por, nas derradeiras voltas, ter ficado sem energia.

O início da corrida foi muito acidentado, com o inglês Sam Bird (Jaguar) a ser a primeira vítima e o suíço Edoardo Mortara (Venturi) a perder as possibilidades de continuar na corrida pelo título, em consequência de um “toque”, entre os dois, logo nos primeiros metros, havendo mais alguns que deixaram destroços na pista, o que em determinados locais, dificultou a tarefa dos pilotos.

O português António Félix da Costa (DS) terminou em sétimo, depois de intensas lutas no meio do pelotão, enquanto o brasileiro Lucas Di Grassi (Nissan), relegado para o fim da grelha, depois de ver os tempos da qualificação anulados, recuperou até ao nono. Amanhã, teremos, a segunda corrida na capital inglesa.

CLASSIFICAÇÕES

Corrida – 1.º, Jack Dennis (Andretti), 37 voltas, em 46’56,557; 2.º, Stoffel Vandoorne (Mercedes), a 2,223”; 3.º, Nyck De Vries (Mercedes), a 12,367”; 4.º, Nick Cassidy (Envision), a 12,663”; 5.º, Oliver Askew (Andretti), a 14,904”; 6.º, Mitch Evans (Jaguar), a 17,128”; 7.º, António Félix da Costa (DS), a 17,733”; 8.º, Max Gunther (Nissan), a 22,067”; 9.º, Lucas Di Grassi (Venturi), a 32,139; 10.º, Pascal Wehrlein (Porsche), a 34,347”. Classificaram-se mais oito pilotos

CAMPEONATOS

PILOTOS – 1.º, Stoffel Vandoorne, 173 pontos; 2.º, Mitch Evans, 147; 3.º, Edoardo Mortara, 144; 4.º, Jean-Eric Vergne, 128; 5.º, António Félix da Costa, 106; 6.º, Robin Frijns, 104; 7.º, Nyck De Vries, 98; 8.º, Lucas Di Grassi, 86; 9.º, Jake Dennis, 76; 10.º, Pascal Werhlein, 64; 11.º, André Lotterer, 63; 12.º, Nick Cassidy, 59; 13.º, Sam Bird, 47; 14.º, Sébastien Buemi, 20; 15.º, Alexander Sims, 14; 16.º, Oliver Askew, 12; 17.º, Oliver Rowland, 11; 17.º, Oliver Turvey, 6; 18.º, Max Gunther, 6; 20.º, Dan Ticktum, 1

EQUIPAS – 1.º, Mercedes-EQ Formula E Team, 271 pontos; 2.º, DS Techeetah, 234; 2.º, Rokit Venturi Racing, 230; 4.º, Jaguar TCS Racing, 194; 5.º, Envision Racing, 163; 6.º, TAG Heuer Porsche Formula E Team, 127; 7.º, Avalanche Andretti Formula E, 88; 8.º, Nissan E Dams, 26; 9.º, Mahindra Racing, 25; 10.º, Nio 333 FE Team, 7.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.