Miguel Correia: campeão FIA European Rally Trophy 3

Piloto de Braga foi ainda vice-campeão nacional do Grupo RC3 e termina no pódio absoluto nas 2 Rodas Motrizes do Campeonato de Portugal de Ralis.

(auto.look2010@gmail.com)

Miguel Correia e Pedro Alves

Veni, vidi, vici. A primeira temporada de Miguel Correia no desporto automóvel terminou com um segundo título internacional para o piloto navegado por Pedro Alves: a conquista do FIA European Rally Trophy 3, que sucedeu à vitória no FIA Iberian Rally Trophy. Piloto de Braga foi ainda vice-campeão nacional do Grupo RC3 e termina no pódio absoluto do CPR 2WD.

Quando, no passado mês de Fevereiro, em Fafe, Miguel Correia iniciou o primeiro troço da sua primeira prova no Campeonato de Portugal de Ralis, estava longe de imaginar que terminaria a temporada com a conquista de um título europeu FIA, um título ibérico FIA, com o vice-campeonato nacional do Grupo RC3 e no pódio absoluto do Campeonato de Portugal de Ralis 2WD (2 Rodas Motrizes).

No decisivo Rali Casinos do Algarve, prova que representava mais uma estreia absoluta para o piloto de 27 anos, Miguel Correia e Pedro Alves voltaram a estar em grande nível e lideravam a classificação do CPR RC3 e do FIA ERT3 no final do primeiro dia de prova, apesar de terem apanhado o concorrente que partia à sua frente numa das classificativas de sexta-feira (Fóia 1).

Miguel Correia

No sábado, Miguel Correia concentrou-se sobretudo em manter o comando na competição europeia, algo que conseguiu com mais uma vitória esclarecedora no FIA European Rally Trophy 3 (FIA ERT3), que sucedeu ao brilhante triunfo no Rali Vinho da Madeira e que, desta forma, deu mais um título internacional ao rookie do CPR, que já havia sido campeão do FIA Iberian Rally Trophy fruto dos seus resultados em Fafe e na Madeira.

«Sinceramente, não consigo descrever as emoções que senti quando terminámos o último troço do rali e quando encontrei a minha família e amigos em festa no final da classificativa», afirmou Miguel Correia, que concluiu a sua estreia no Rali Casinos do Algarve no 1.º lugar do FIA ERT3, no 2.º lugar do Grupo RC3 e no 4.º lugar do CPR 2WD.

«O rali é mesmo muito difícil e exigente, com troços muito longos e variados, com diferentes tipos de piso e condições de aderência. Fiquei contente com a nossa prestação e ainda mais contente com o título no FIA European Rally Trophy, obtido contra pilotos nacionais e internacionais que valorizaram muito esta conquista», começou por referir Miguel Correia.

Pedro Alves

«O mesmo se pode dizer do vice-campeonato RC3 e do pódio final no CPR2, onde tivemos adversários muito experientes e que nos obrigaram a aprender e a evoluir rapidamente. Acho que chegámos ao final da época com um andamento muito interessante e espero manter esta tendência nos próximos anos da minha carreira, que só agora começou. Quero agradecer, do fundo do coração, a todos os nossos patrocinadores, em especial à Socicorreia na pessoa do meu tio Custódio Correia, à minha família, ao Pedro Alves, amigos e a toda a estrutura da ARC Sport, que é muito mais do que uma equipa. Em 2019 lá estaremos outra vez», prometeu o piloto bracarense.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação