Campeões de MotoGP confiam em Miguel Oliveira

O actual e os antigos campeões de MotoGP acreditam que o português Miguel Oliveira vai conseguir «bons resultados» na categoria rainha do Mundial de Velocidade, no próximo ano.

(auto.look2010@gmail.com)

Miguel Oliveira

Durante a conferência de imprensa de antevisão do Grande Prémio da Comunidade Valenciana, última prova da temporada, os espanhóis Marc Márquez e Jorge Lorenzo e o italiano Valentino Rossi disseram esperar uma boa prestação do piloto português em 2019, na classe de MotoGP, com uma KTM da equipa Tech3.

«Conheço-o há muito tempo, pois correu em Espanha. A sua progressão foi muito boa. Não terminou da melhor forma a passagem pelo Moto2, mas chega como estreante e terá tempo para cometer erros e ir aprendendo. Trabalha muito e, quando assim é, consegue-se atingir os objectivos», disse o já campeão Marc Márquez, que conta cinco ceptros na categoria principal (2013, 2014, 2016, 2017 e 2018).

Já Valentino Rossi, que soma sete títulos na classe principal (2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2008 e 2009), lembra que Miguel Oliveira «foi um grande problema durante toda a época», pois discutiu o título de Moto2 com o italiano Francesco Bagnaia, piloto da equipa Sky VR46, com a qual Valentino Rossi tem uma parceria.

«É um piloto forte e rápido, e também será muito forte em MotoGP, pois vence corridas e não comete erros», sublinhou o piloto da Yamaha, acrescentando: «Este ano, não houve nenhuma corrida em que não tivesse somado pontos. Significa que é rápido, mas tem tudo sob controlo. Será interessante vê-lo em MotoGP no próximo ano. Pode ser um adversário forte».

Quanto a Jorge Lorenzo, campeão em 2010 e 2012, disse que «agora que tem tido boas motos, mostrou toda a sua velocidade e o seu talento». «É interessante ter um piloto português nesta categoria. É o primeiro português da história e, por isso, tem mérito», destacou.

O piloto espanhol, que vai trocar a Ducati pela Honda na próxima época, também conhece Miguel Oliveira «desde o início da sua carreira, em Espanha, quando lutava com Maverick Viñales», pelo que, acredita, «será um bom piloto em MotoGP».

Já o compatriota Dani Pedrosa, que passou ao estatuto de “Lenda do MotoGP”, numa cerimónia que decorreu no circuito valenciano, e vai ser piloto de testes da KTM na próxima época, aconselha o português «a tentar aprender e adaptar-se à classe» rainha.

«É fácil cometer erros, mas é importante manter a confiança. Sei que é um bom piloto e vai conseguir lidar com isso», sublinhou Pedrosa.

O GP da Comunidade Valenciana, que se disputa este fim- de-semana no circuito Ricardo Tormo, é a 19.ª e última prova da temporada e marca a despedida de Miguel Oliveira da classe de Moto2, pois a partir de terça-feira sob à categoria principal (MotoGP), com os primeiros testes com a nova moto.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação