Kubica regressa à Fórmula 1 como piloto da Williams

O anúncio foi avançado pela própria “escuderia” britânica nas redes sociais, com a directora da escuderia, Claire Williams, filha do fundador Frank Williams, a destacar a “coragem e determinação” do piloto polaco.

CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Roberto Kubica

Roberto Kubica vai regressar à Fórmula 1 em 2019, como piloto da Williams. O polaco foi oficializado, esta quinta-feira, como novo piloto da “escuderia” britânica. O piloto polaco regressa oito anos depois de ter sofrido um grave acidente em rali, que quase culminou no final da sua carreira. Roberto Kubica nunca desistiu do sonho de regressar à Fórmula 1. No ano passado foi piloto de testes, mas na próxima temporada vai ser piloto oficial da Williams.

«Foi um duro caminho para regressar à Fórmula 1, mas o que parecia quase impossível começou a ser realidade. Estou entusiasmado de poder dizer que estarei de novo na Fórmula 1 em 2019», declarou Roberto Kubica numa entrevista aos jornalistas no circuito de Yas Marina.

A directora da escuderia britânica, Claire Williams, destacou a «coragem e determinação» de Roberto Kubica, que era piloto de testes da equipa há um ano.

«As suas qualidades na área de engenharia ajudar-nos-ão no desenvolvimento do próximo carro», avançou a filha do fundador da escuderia, Frank Williams. Refira-se que o polaco Roberto Kubica participou em vários treinos da Fórmula 1 o ano passado, primeiro com a Renault e, depois, com a Williams.

O polaco vai substituir o russo Serguei Sirotkin, que ocupa a última posição no Mundial de 2018, com apenas um ponto. Roberto Kubica tem uma vitória na Fórmula 1, aquando o Grande Prémio do Canadá, em 2008, quando era piloto da BMW Sauber.

Roberto Kubica, de 33 anos, terá como companheiro de equipa o jovem inglês George Russel, de 20, vencedor do GP3 em 2017 e actual líder do Mundial de F2.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação