Ogier continua em “part time” na Toyota em 2023

Sébastien Ogier vai ter como companheiro de equipa na Toyota Gazoo Racing o japonês Takamoto Katsuta, que vai assumir o lugar deixado vago por Esapekka Lappi, que ruma à Hyundai Motorsport. Também o irlandês Craig Breen vai para a marca sul-coreana.

(auto.look2010@gmail.com)

Craig Breen

O francês Sébastien Ogier, oito vezes campeão do mundo de ralis, vai continuar na Toyota Gazoo Racing em tempo parcial em 2023, enquanto o finlandês Esapekka Lappi e o irlandês Craig Breen vão rumar à Hyundai Motorsport, anunciaram os construtores.

Aos 38 anos, Sébastien Ogier, que depois dos títulos conquistados em 2013, 2014, 2015, 2016, 2017, 2018, 2020 e 2021, participou apenas em seis dos 13 ralis do Mundial de ralis (WRC), incluindo o Vodafone Rali de Portugal, vai continuar ao volante de um Toyota GR Yaris Rally1.

O francês vai ter como companheiro de equipa o japonês Takamoto Katsuta, que vai assumir o lugar deixado vago por Esapekka Lappi, que vai rumar à Hyundai Motorsport.

Takamoto Katsuta

«Estou muito orgulhoso por poder continuar a minha cooperação com a Toyota Gazoo Racing em 2023, com um programa parcial, semelhante ao que cumpri este ano. É uma oportunidade que me agrada, porque me permite correr por uma equipa competitiva, continuando a minha paixão, enquanto tenho mais tempo para a minha família e para fazer coisas diferentes», afirmou Sébastien Ogier, citado em comunicado pela equipa.

Além de Sébastien Ogier e Takamoto Katsuta, a Toyota Gazoo Racing vai contar também com o finlandês Kalle Rovanpera, atual campeão do mundo, e o britânico Elfyn Evans, vice-campeão em 2020 e 2021.

Na Hyundai Motorsport, Esapekka Lappi, de 31 anos, que não cumpre uma época completa desde 2020, vai assumir o volante durante toda a temporada com o belga Thierry Neuville, substituindo o estónio Ott Tänak, campeão em 2019, cujo contrato com a equipa sul-coreana foi rescindido prematuramente por «razões pessoais».

Esapekka Lappi

«Com a chegada de Esapekka Lappi à equipa para um lugar a tempo inteiro, temos um grupo de pilotos capaz de lutar pelos primeiros lugares em todas as provas e em todas os terrenos», disse Julien Moncet, um dos responsáveis da Hyundai Motorsport.

Já Craig Breen, que integrava os quadros da M-Sport, conduzindo um Ford Puma, vai regressar à Hyundai Motorsport, partilhando o volante com o espanhol Dani Sordo, depois de já ter estado na equipa entre 2019 e 2021.

Até ao momento, a M-Sport, que contou com os franceses Sébastien Loeb, nove vezes campeão do mundo, em “part time”, e Adrien Fourmaux e o britânico Gus Greensmith, além de Craig Breen, é o único construtor que não revelou o quadro de pilotos para a temporada de 2023.

Partilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *