Félix da Costa irrepreensível no triunfo de Fórmula E

Ao volante de um BMW, o português venceu a corrida inaugural do Campeonato do Mundo de Fórmula E de 2018/19, na Arábia Saudita, após um emocionante braço-de-ferro com o francês Jean-Éric Vergne.

(auto.look2010@gmail.com)

António Félix da Costa rumo ao triunfo

Triunfo incensurável António Félix da Costa que liderou quase de fio-a-pavio a primeira jornada da competição monolugar eléctrica. O piloto de Cascais partiu da “pole position” no circuito citadino de Diriyah, cidade próxima da capital Riade, para terminar a corrida com 462 milésimos de vantagem sobre Jean-Éric Vergne, que defende o título conquistado na temporada passada, e 4,033 segundos sobre o belga Jérôme d’Ambrosio, segundo e terceiro classificados, respectivamente.

O piloto português liderou durante a fase inicial da prova, até ser ultrapassado por Jean-Éric Vergne, e, posteriormente, pelo alemão André Lotterer, mas o duo da frente foi penalizado com uma passagem pelas “boxes”, deixando António Félix da Costa na liderança, com uma vantagem confortável sobre Jerôme d’Ambrosio.

A entrada do “safety car” reagrupou o pelotão e permitiu a recuperação de Jean-Éric Vergne, que chegou a esboçar a ultrapassagem a António Félix da Costa nas últimas curvas do circuito, mas o piloto português conseguiu resistir e, dessa forma, assumir a liderança do campeonato.

O Grande Prémio da Arábia Saudita foi a primeira de 13 provas do campeonato, que se disputam em 12 cidades de cinco continentes, com a última ronda – a única em que está prevista a realização de duas corridas – a realizar-se em Nova Iorque, em 13 e 14 de Julho de 2019.

A edição de 2019, a quinta do campeonato, sofreu algumas alterações, destacando-se a maior autonomia das baterias, que pode permitir que os pilotos não tenham de trocar de monolugar e disputem ininterruptamente os 45 minutos mais uma volta de cada uma das corridas.

Os carros estão também mais rápidos e evoluídos a nível aerodinâmico e o público vai poder premiar cinco pilotos com o designado “fanboost”, que confere um suplemento de potência aos mais votados.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1.º António Félix da Costa (BMW), 33 voltas

2.º Jean-Eri Vergne (DS Techeetah), + 0,462s

3.º Jerôme d’Ambrosio (Mahindra), + 4,033s

4.º Mitch Evans (Jaguar), + 5,383s

5.º Andre Lotterer (DS Techeetah), + 5,579s

6.º Sebastien Buemi (Nissan eDams), + 6,625s

7.º Oliver Rowland (Nissan eDams), + 9,105s

8.º Daniel Abt (Audi Sport), + 9,819s

 

 

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação