Sébastien Loeb em várias frentes no mês de Janeiro

Rali Dakar, treinos com o i20 Coupe WRC e Rali de Monte Carlo encontram-se no “cardápio” do piloto da Alsácia no primeiro dos 12 meses do corrente ano. O francês não descarta defender as cores da Hyundai Motorsport no Vodafone Rali de Portugal.

Texto: CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

A contagem decrescente para a temporada de 2019 do Campeonato do Mundo de Ralis (WRC) está activada. O Rali de Monte-Carlo, a primeira das 14 rondas do calendário deste ano, está agendado de 24 a 27 de Janeiro. A Hyundai Motorsport, que no “mercado de Inverno” reforçou a ambição com a contratação do francês Sébastien Loeb, já está a encarara a sexta temporada no WRC com motivação acrescida. Para o elevado índice de confiança, muito contribui o nove vezes campeão mundial Sébastien Loeb disponível para alinhar num programa de seis provas, contando para o efeito com o compatriota e amigo de longa data do co-piloto Daniel Elena.

O piloto francês viajou até à fábrica germânica de Alzenau para tomar o pulso e o banco do Hyundai 220 Coupe WRC tendo em vista o seu primeiro ensaio com a viatura da marca sul-coreana antes de Monte Carlo. Entre a visita e a prova monegasca, Sébastien Loeb, no entanto, terá pela frente mais um compromisso com a participação no icónico Rali Dakar, este ano 100 por cento disputado nas areias e dunas do Peru.

“TEMOS UMA JANELA DE OPORTUNIDADE MUITO CURTA”

Antes de dar o contributo à equipa Hyundai Motorsport, o piloto francês abriu um pouco o “véu”. Sobre o que tem feito após ter ingressado na “família” da marca sul-coreana, Sébastien Loeb respondeu como uma “flecha”: «Fui duas vezes ao Dubai para preparar o Dakar, uma vez com a viatura de rali e outra com um buggy para me habituar a conduzir nas dunas. Obviamente que também passei algum tempo com minha filha e família no período festivo do Natal. Agora vou estar embebido num mês bastante movimentado que começa com o Dakar».

Confrontado para quando o primeiro contacto a sério com o Hyundai i20 Coupe WRC, a resposta também saiu rápida e precisa: «Temos uma janela de oportunidade muito curta para testar o i20 Coupe WRC antes do Rali de Monte-Carlo. Vou regressar do Rali Dakar apenas no dia 18 e o reconhecimento para a prova monegasca está marcado para o dia 21. Naturalmente que estou esperançoso que vamos estar tão bem preparados quanto pudermos para a ronda inaugural do WRC da temporada que se avizinha, independentemente do curto espaço de tempo para o fazer».

A visita à fábrica de Alzenau não passou despercebida, até por se tratar da primeira. Para Sébastien Loeb, «foi muito produtiva e vai certamente ajudar-me, como ao Daniel (Elena) a acelerar rapidamente quando, finalmente, conseguirmos testar o carro». «Tive a oportunidade de efectuar uma ligação especial ao banco de corrida durante a minha visita, à semelhançao do que fiz uma vez no WTCC, mas nunca fiz antes no rali. Fizemos alguns ajustes para me deixar confortável na viatura, pronto para o teste. Isso vai-nos ajudar a maximizar o nosso tempo de teste, já limitado antes do Rali de Monte Carlo».

Relativamente às novas cores da Hyundai Motorsport, Sébastien Loeb voltou a ser rápido na resposta, sublinhando que, «tendo passado tanto tempo com o mesmo fabricante, levará algum tempo para se acostumar, mas gosto das minhas novas cores e estou ansioso pelo desafio que promete ser uma época empolgante».

Como não poderia deixar de ser, e confrontado quanto às aspirações para 2019, o piloto francês foi também peremptório em afirmar que espera «lutar pelas vitórias», mas, ao mesmo tempo, «sei que será um desafio difícil de voltar ao WRC com um carro novo e uma nova equipa».

«Eu fiz três provas no ano passado e ganhei uma delas. Espero acostumar-me rapidamente com o Hyundai i20 Coupe WRC e ser capaz de mostrar um ritmo competitivo, e quiçá, partir em todas as provas em busca do primeiro lugar», sustentou Sébastien Loeb.

LOEB AINDA À PROCURA DO NORTE NO RALI DE PORTUGAL

O piloto francês admitiu que também seria «excitante» disputar o Vodafone Rali de Portugal pela Hyundai Motorsport, até porque tem o aliciante de nunca ter participado na prova desde que se mudou para o norte do país. Sébastien Loeb, que assinou um contrato de dois anos com a marca sul-coreana, revelou que Monte Carlo está no programa, bem como a Suécia e, provavelmente, na Córseja, «mas as restantes três ainda não estão decididas» em que irá participar no Campeonato do Mundo, mas confessou que gostaria que o rali português fosse uma delas.

«Para já, apenas decidimos que irei estar em Monte Carlo, na Suécia e, provavelmente, na Córsega. Quanto a Portugal, ainda não está decidido. Ainda teremos de falar sobre isso, pois não tivemos tempo», explicou o piloto, de 44 anos. O piloto da Alsácia sublinhou que seria «excitante e uma das provas a ter em conta», pois nunca participou no rali português desde que a prova foi transferida do Algarve para o norte de Portugal.

«Nunca o fiz desde que foi para o Porto. Para mim, seria uma novidade completa e uma estreia. Sempre adorei correr em Portugal. Só conheço a prova no Algarve, mas adoro o ambiente à volta da corrida, com muitos espectadores, e as especiais», explicou Sébastien Loeb, preparado para o desafio Hyundai Motorsport para as duas próximas temporadas.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação