Red Bull ameaça deixar a Fórmula 1

O ex-piloto e actual consultor da Red Bull, Helmut Marko, afirmou que a marca pode deixar a Fórmula 1 no final da temporada 2020.

(auto.look2010@gmail.com)

Helmut Marko

«Temos um acordo até 2020. Enquanto não houver regulação dos motores nem Acordo de Concorde, nem a Red Bull, nem a Honda, vão tomar uma decisão. No entanto, não iremos, certamente, tornar-nos dependentes mais uma vez, como no passado», atira o antigo piloto.

«Parar é uma opção. Ou fazer outra coisa, outra prova de automobilismo. Com o Valkyrie, Le Mans poderia ser uma opção, com regras de hipercarros. Já o fizemos e é um sucesso sensacional. Os carros esgotaram imediatamente. É outro bom pilar da Red Bull Technologies», explicou ainda o consultor.

Em causa está uma possível alteração de regulamentos por parte da Liberty Media, proprietária da prova – que tem tentado criar uma “revolução” comercial e regulatória para o final do actual Acordo de Concorde, em 2020, mas sem sucesso.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação