Lima engalanada para ver partir a caravana do “Dakar”

Cumpridas as formalidades, Lima, a capital do Peru, engalanou-se para a partida simbólica da edição 2019 do “Dakar”, a última, ao que tudo indica, que terá por palco a América do Sul.

Texto: PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Após um começo em África e da passagem pelo continente sul-americano, a mítica prova criada por Thierry Sabine vai voltar a mudar de cenário, com o Médio Oriente (Arábia Saudita) e o sul do continente africano (Angola, Namíbia e África do Sul) a perfilarem-se como os mais prováveis, muito embora a primeira hipótese pareça reunir maior consenso. Hoje, toda a caravana vai passar pelo pódio de partida, para ser aplaudida por um enorme multidão que, espera voltar a recebê-los, ainda que em menor número, dia 17, quando a prova terminar, depois de 10 etapas, todas elas no Peru, único país que mostrou disponibilidade para acolher a prova.

Apesar de tudo, o interesse tem sido crescente, com 554 participantes, em 337 veículos à partida, mais 1,7% do que no ano passado. Esta será, também, a edição mais feminina de sempre, com 17 mulheres a alinharem à partida.

Para já, feitas as últimas afinações nas máquinas, está tudo pronto para o arranque da prova, com Paulo Gonçalves (Honda) a confirmar a presença, depois do “shakedown”, com o “motard” português, cuja preparação foi prejudicada por uma operação, para a extracção do baço, em consequência de uma queda na derradeira prova do Campeonato Nacional de Rally Raid, a assegurar que «senti-me bem e sem qualquer dor e agora vou tentar perceber, dia a dia, como é que me sinto, com a esperança de ir melhorando ao longo da prova».

Por sua vez, David Megre (KTM) está de volta ao “Dakar”, depois de, o ano passado, ter sido forçado a abandonar, com o objectivo de «terminar a prova, depois da primeira experiência não ter tido o resultado que queria, tanto mais que estou mais bem preparado e consciente das dificuldades e muito melhor do ponto de vista físico»

Quanto aos restantes pilotos lusos, todos estão prontos para enfrentarem a dureza da prova e apostam no regresso a Lima, no final da competição.

Nas motos, o favoritismo pende para a KTM, que mantém como pilotos o austríaco Mathias Walkner, o australiano Toby Price e o britânico Sam Sunderland, vencedores das últimas três edições, até porque a principal rival da marca austríaca, a Honda, surge com os seus principais pilotos limitados por lesões, com o espanhol Joan Barreda parado praticamente o segundo semestre.

A ambição de lograr o triunfo nas duas rodas é enorme. A Yamaha e a Husqvarna serão “outsiders” e não serão, por isso, as principais adversárias da KTM, que não perde uma edição desde a vitória do francês Richard Sainct pela BMW, em 2000.

Nos automóveis, a discussão pelo triunfo volta a ficar em aberto, com Carlos Sainz e Stéphane Peterhansel, recordista de vitórias, com 13, a serem os principais favoritos, aos comandos de dois Mini. O francês Ciryl Deprés e o espanhol Nani Roma, ambos em Mini, também partem com ambições de lutar pela vitória, assim como Nasser Al-Attiyah, do Qatar, e o sul-africano Giniel de Villiers, da equipa oficial da Toyota.

Destaca-se ainda o regresso do norte-americano Robby Gordon, após dois anos de ausência e o francês Sébastien Loeb, nove vezes campeão mundial de ralis, que participa num Peugeot privado.

Nos camiões, o duelo deve centrar-se entre o Kamaz do russo Eduard Nikolaev, vencedor em 2017 e 2018, e o Iveco do Team De Rooy, de regresso após um ano de ausência, liderado pelo holandês Gerard De Rooy, que venceu em 2016.

A ETAPA DE AMANHÃ

A ligação Lima – Pisco abre as “hostilidades” da edição 2019 do “Dakar” com os concorrentes a terem de enfrentar um percurso de 331 km, dos quais 84 km serão cumpridos em SS. Trata-se de um “aquecimento” para o que se segue, num traçado onde a areia impera e onde as dificuldades de navegação vão ser inúmeras. A além disso será um primeiro medir de forças entre os principais candidatos ao triunfo, restando saber se algum deles compromete, desde logo, as suas aspirações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: