Ferrari garante vice campeonatos e Abu Dhabi

O neerlandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) conquistou hoje a 15.ª vitória da temporada no Grande Prémio de Abu Dhabi, enquanto o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) segurou o segundo lugar no Mundial de Fórmula 1, após a 22.ª e última prova.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Apesar da vitória de Max Verstappen aos comandos de um Red Bull/Honda, o dia foi da Ferrari. No entanto, o piloto neerlandês conquistou a 15.ª da temporada o que o torna com mais triunfos num ano, e 35.ª da carreira, colocando-o no sexto lugar entre os pilotos mais vitoriosos: Lewis Hamilton (103), Michael Schumacher (91), Sebastien Vettel (53), Alain Prost (51) e Ayrton Senna (41).

O bicampeão do mundo controlou a corrida a seu bel prazer e só perdeu o comando quando parou para trocar os pneus, mas logo a seguir regressou ao primeiro lugar e não mais foi incomodado, fechando com chave de ouro uma temporada que dominou de fio a pavio.

À partida da derradeira prova do campeonato estavam em jogo os segundos lugares dos dois campeonatos, com a Ferrari a sair do Abu Dhabi com os segundos lugares de Pilotos (Charles Leclerc) e de Construtores. No momento do arranque, o monegasco e o mexicano Sergio Perez (Red Bull/Honda) estavam empatados e decidiam os restantes lugares do pódio final.

De entrada o mexicano levou vantagem, mas a Ferrari, desta vez, acertou na estratégia e ao fazer Charles Leclerc parar uma só vez, contra as duas de Sergio Perez, garantiu que o monegasco ficasse no segundo lugar, à frente do mexicano, e repetiu a posição nos construtores à frente da Mercedes, um resultado importante que implica mais dinheiro, mas menos horas de túnel de vento.

Na luta pelo segundo lugar entre os construtores, a Mercedes ficou desde a partida atrás dos carros vermelhos e nunca conseguiu colocar os seus pilotos à frente dos homens de Maranello, com o inglês Lewis Hamilton (Mercedes) a desistir a três voltas do fim, com a particularidade de ser o primeiro ano, desde que chegou à F1, que o sete vezes campeão do mundo não venceu um Grande Prémio. Nessa luta, a vantagem da Ferrari cimentou-se com o quarto lugar do espanhol Carlos Sainz (Ferrari) à frente do inglês George Russell (Mercedes).

O inglês Lando Norris (McLaren/Mercedes), o francês Esteban Ocon (Alpine/Renault), o canadiano Lance Stroll (Aston Martin/Mercedes), o australiano Daniel Riccardo (McLaren/Mercedes) e o alemão Sebastian Vettel (Aston Martin/Mercedes) completaram o lote dos 10 primeiros, com os esforços do alemão para passar o australiano a não resultarem e a deixarem a Aston Martin atrás da Alfa Romeo no campeonato de construtores

De assinalar que, na sua última corrida na F1, Riccardo Patrese e Sebastian Vettel terminaram nos lugares pontuáveis. Esta derradeira corrida do ano marcou, também, o final, pelo menos por agora, do alemão Mick Schumacher (Haas/Ferrari) e do canadiano Nicholas Latifi (Williams/Mercedes), com o canadiano a ser o único, dos que se retiram, que não viu a bandeira de xadez.

FICHA DA PROVA

Prova – Etihad Airways Abu Dhabi Grand Prix

Data – 20 de Novembro

Circuito – Yas Marina Circuit

Extensão – 306,183 km = 58 x 5,281 km

“Pole position” – Max Verstappen (Red Bull RB18/Honda), 1 volta (5,281 km), em 1’23,824” (226,803 km/h)

Grelha de partida1.ª linha: Max Verstappen (Red Bull RB18/Honda); Sérgio Perez (Red Bull RB18/Honda); 2.ª linha: Charles Leclerc (Ferrari F1-75/Ferrari); Carlos Sainz (Ferrari F1-75/Ferrari); 3.ª linha: Lewis Hamilton (Mercedes W13/Mercedes); George Russell (Mercedes W13/Mercedes); 4.ª linha: Lando Norris (McLaren MCL36/Mercedes); Esteban Ocon (Alpine A522/Renault); 5.ª linha: Sebastian Vettel (Aston Martin AMR22/Mercedes); Fernando Alonso (Alpine A522/Renault); 6.ª linha: Yuki Tsunuda (Alpha Tauri AT03/Honda); Mick Schumacher (Haas VF-22/Ferrari); 7.ª linha: Daniel Riccardo (McLaren MCL36/Mercedes); Lance Stroll (Aston Martin AMR22/Mercedes); 8.ª linha: Guanyu Zhou (Alfa Romeo C42/Ferrari); Kevin Magnussen (Haas VF-22/Ferrari); 9.ª linha: Pierre Gasly (Alpha Tauri AT03/Honda); Valtteri Bottas (Alfa Romeo C42/Ferrari); 10.ª linha: Alexander Albon (Williams FW44/Mercedes); Nicholas Latifi (Williams FW44/Mercedes)

Nota – Riccardo Patrese penalizado em três lugares, por causa do incidente com Kevin Magnussen no Brasil

Comandantes sucessivos – Max Verstappen, da 1.ª à 21.ª volta; Charles Leclerc, na 22.ª volta; Max Verstappen, da 23.ª à 58.ª volta

Volta – Lando Norris (McLaren MCL36/Mercedes), 1 volta (5,281 km), em 1’28,391” (215,085 km/h)

Vencedor – Max Verstappen (Red Bull RB18/Honda), 58 voltas (306,183 km), em 1.27’45,914” (209,319 km/h)

CLASSIFICAÇÃO

POS. PILOTO CARRO MOTOR TEMPO
1.º Max Verstappen Red Bull RB18 Honda 1.27’45,914″
2.º Charles Leclerc Ferrari F1-75 Ferrari a 8,771″
3.º Sergio Perez Red Bull RB18 Honda a 10,093″
4.º Carlos Sainz Ferrari F1-75 Ferrari a 24,892″
5.º George Russell Mercedes W13 Mercedes a 35,888″
6.º Lando Norris McLaren MCL36 Mercedes a 56,234″
7.º Esteban Ocon Alpine A522 Ferrari a 57,240″
8.º Lance Stroll Aston Martin AMR22 Mercedes a 1’16,931″
9.º Daniel Ricciardo McLaren MCL36 Mercedes a 1’23,268″
10.º Sebastian Vettel Aston Martin AMR22 Mercedes a 1’23,898″
11.º Yuki Tsunoda Alpha Tauri AT03 Honda a 1’29,371″
12.º Guanyu Zhou Alfa Romeo C42 Ferrari a 1 volta
13.º Alexander Albon Williams FW14 Mercedes a 1 volta
14.º Pierre Gasly Alpha Tauri AT03 Honda a 1 volta
15.º Valtteri Bottas Alfa Romeo C42 Ferrari a 1 volta
16.º Mick Schumacher Haas VF-22 Ferrari a 1 volta
17.º Kevin Magnussen Haas VF-22 Ferrari a 1 volta

CLASSIFICAÇÕES DOS CAMPEONATOS

PILOTOS – 1.º Max Verstappen, 454 pontos; 2.º Charles Leclerc, 308; 3.º Sergio Perez, 305; 4.º George Russell, 275; 5.º Carlos Sainz, 246; 6.º Lewis Hamilton, 240; 7.º Lando Norris, 122; 8.º Esteban Ocon, 92; 9.º Fernando Alonso, 81; 10.º Valtteri Bottas, 49; 11.º Daniel Riccardo, 37; 12.º Sebastian Vettel, 37; 13.º Kevin Magnussen, 25; 14.º Pierre Gasly, 23; 15.º Lance Stroll, 18; 16.º Mick Schumacher, 12; 17.º Yuki Tsunoda, 12; 18.º Guaynu Zhou, 6; 19.º Alexander Albon, 4; 20.º Nyck de Vries, 2; 21.º Nicholas Latifi, 2.

CONSTRUTOES – 1.º Oracle Red Bull Racing, 759 pontos; 2.º Scuderia Ferrari, 554; 3.º Mercedes-AMG Petronas F1 Team, 515; 4.º BWT Alpine F1 Team 173; 5.º McLaren F1 Team, 159; 6.º Alfa Romeo F1 Team Orlen, 55; 7.º Aston Martin Racing, 55; 8.º Haas F1 Team, 37; 9.º Scuderia AlphaTauri, 35; 10.º Williams Racing, 8.

Partilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *