Diogo Ventura conquista triunfo em Celavisa

Aos comandos de uma Beta, o goiense Diogo Ventura selou a vitória na Classe 2 e à geral na nona edição do Enduro de Celavisa Arganil, ao terminar a prova com uma vantagem significativa para o também goiense Marcelo Bandeira, em GasGas, no segundo posto.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt) – Fotos: JOÃO DA FRANCA

Diogo Ventura (Beta)

Diogo Ventura foi o vencedor do Enduro de Celavisa Arganil, prova desenhada pelo União Recreio e Progresso Celavisense. O experiente piloto de Góis não deu a mínima hipótese à concorrência, completando a prova em 28m59,233s, seguido de Marcelo Bandeira (GasGas), também na vila goiense, que ficou a 2m50,429s do vencedor, e João Hortega, numa Beta 300, a 3m23,052s do vitorioso.

O piloto da Beta/Góis Moto Clube mostrou-se demolidor durante toda a prova, num traçado com zonas molhadas e escorregadias devido à chuva que caiu algumas horas antes do início. Mais familiarizado com a moto e com o terreno, Diogo Ventura encerrou a temporada com mais um sucesso, não escondendo a sua satisfação por ter encontrado espaço para cimentar a posição de líder.

Marcelo Bandeira (GasGas)

Já tinha saudades de corridas de “inverno”. Celavisa Arganil foi, sem margem para dúvida, um convívio de Enduro, prova muito técnica e bem organizada como sempre. Só perdeu quem ficou em casa com medo da chuva», sublinhou Diogo Ventura com a sua forma muito peculiar de encarar os desafios em que se envolve.

Depois de muito porfiar, Gonçalo Rodrigues (KTM 300 TPI), encerou a sua participação na prova do União Recreio e Progresso Celavisense na quarta posição, a distantes 3m38,658s de Diogo Ventura, relegando para o quinto posto Marco Vicente (Beta 250 THM),a 4m07,135s do piloto de Góis.

Frederico Rocha

TOMÁS CLEMENTE VENCE A CLASSE 1

NA FRENTE DE FREDERICO ROCHA

Na Classe 1, Tomás Clemente foi o mais ágil, terminado com o tempo total de29m59,651s, cabendo o degrau intermédio o pódio ao conimbricense Frederico Rocha, a 56,1780 segundos do seu mais direto opositor. Por seu turno, Gil do Carmo (Honda CRF 250 4T), da Lousamotos, reclamou para si o terceiro lugar da geral, a 1m47,072s de Tomás Clemente.

O conimbricense Diogo Valença (KTM EXC 250), da equipa MotoPro, estabeleceu o quarto melhor registo, a 2m10,378s do vencedor, ao passo que o piloto de Góis, Luís Fortunato (GasGas 250, da formação “Netos do Camané”, ocupou o quinto lugar, a 3m07,857s do vitorioso da Classe 1.

Referência para Mário Patrão (KTM elétrica), na sétima posição, a 5m09,318s, atrás de Rui Piedade (GasGas 250 4T), que gastou mais 3m11,434s que Tomás Clemente.

A categoria de Veteranos foi interessante de seguir, com André Beato (Honda CRF 250 4T) a finalizar o Enduro Celavisa Arganil no topo da classificação geral, com o tempo total de 32m57,486s, à frente de Pedro Duarte, da equipa Pitos Gostoso, a escassos 20,117 segundos, com Vítor Correia (KTM 300 TPI), da formação MC Work Góis Moto Clube a reclamar a terceira posição, a 1m13,0860s do vencedor.

Carlos Lopes “Camané” (Sherco 300 4T, da equipa Velhos são os trapos, fechou a participação na quarta posição, a 2m27,65s, relegando para o quinto posto o lousanense António Henriques (Honda CRF), da equipa Lousamotos, a 11m25,652s.

Na categoria Amadores, José Betaline (Beta 250 2T), da equipa EC Motos, foi o mais rápido a cumprir o percurso que lhe competia em sorte, com o tempo de 22m39,38s, com Duarte Ribeiro (TM 300 2T), a cotar-se o segundo mais rápido, a 28,356 segundos.

Por seu turno, Fábio Ladeiras terminou no terceiro lugar, a 47,9300 segundos, relegano para a quarta posição Tiago Ribeiro da Silva (KTM 250 2T), do Team Gruas Vítor Silva, a 1m46,535. Rodrigues Esteves (KTM 300, do Team Barbaça, fechou a participação no “top five”, a 2m35,641s do vencedor José Betaline.

Partilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *