Depois de etapa anulada, caravana na estrada

As péssimas condições climatéricas levaram a direcção da 11.ª edição do Africa Eco Race a prova a cancelar a sexta etapa. Os concorrentes seguiram por estrada até Chami por estrada para reiniciar esta terça-feira.

Texto: PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Como consequência das más condições atmosféricas que se fizeram sentir no norte da Mauritânia, a direcção do Africa Eco Race decidiu anular o SS desta segunda-feira, conforme demos referência na altura, com a esperança da prova prosseguir esta terça-feira e poder retomar o seu rumo normal. A medida foi tomada pelo aparecimento de uma tempestade em Dakhla e que não permitiu que os helicópteros da estrutura organizativa levantassem voo em segurança.

Uma decisão, por certo, muito apreciada por quem está na frente, mas que não deverá ter sido muito bem vista por quem procura recuperar o tempo perdido e que tem menos um dia para o fazer.

Assim sendo, as classificações mantêm-se inalteráveis, com o italiano Alessandro Botturi (Yamaha), motos, os franceses Dominique Laure e Christophe Crespo (Optimus), automóveis, e os portugueses Elisabete Jacinto e José Marques/Marco Cochinho (MAN), camiões, no comando das respectivas classificações.

CLASSIFICAÇÕES – GERAL – MOTOS

1.º Alessandro Botturi (Yamaha), 20h46m08s

2.º Pal Anders Ullevalseter (KTM), a 7’16”

3.º Martin Benko (KTM), a 2.02’08”

4.º Simone Agazzi (Honda), a 2.09’48”

5.º Felix Jensen (KTM), a 2.23’42”

GERAL – AUTOMÓVEIS

1.º Dominique Laure/Christophe Crespo (Optimus),19h36m13s

2.º Jean-Pierre Strugo/François Borsotto (Optimus), a 22’30”

3.º Jean Noel Julien/Rabha Julien (Optimus) a 1.28’00”

4.º Yves Fromont/Paul Vidal (Buggy), a 1.34’12”

5.º Patrick Martin/Didier Bigot (Mercedes), a 1.37,18”

GERAL – CAMIÕES

1.º Elisabete Jacinto/José Marques/Marco Cochinho (MAN), 22h02m28s

2.º Noel Essers/Marc Lauwers/John Cooninx (MAN), a 1.39’43”

3.º Igor Bouwens/Tom De Leeuw/Ulrich Boerboom (Iveco), a 2’07’23”

4.º Aad Van Velsen/Marco Siemons/Harry Ootting (Ginaf), a 2.15’19”

5.º Johan Elfrink/Dirk Schutel (Mercedes), a 2.39’01”

ETAPA DE TERÇA-FEIRA

As difíceis pistas da Mauritânia são o palco da etapa desta terça-feira, que começa e acaba em Chami, depois de um percurso de 500,99 km, dos quais os primeiros 20,01 km são uma ligação até à Gare du Nord, local onde começa o SS com 480,98 km, para terminar no acampamento.

Trata-se da primeira etapa em “boucle”, que tem a particularidade de a assistência ser proibida no final do dia, o que vai obrigar os participantes a terem particulares cuidados no SS e a fazerem a assistência no final do dia. O percurso, que foi feito o ano passado, em sentido inverso, começa com a denominada “erva dos camelos”, pouco agradável para homens e máquinas, para, a partir dos 30 km iniciais, os concorrentes entrarem numa sucessão de dunas, que os levará até ao final do SS. Dia difícil e que pode provocar mudanças nas classificações.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação