Rui Ramalho na “Falperra” no MINI do irmão Paulo

“O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis”.

Texto: CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

Rui Ramalho vai homenagear o irmão Paulo na Rampa da Falperra

“Tudo vale a pena quando a alma não é pequena”. Esta é uma das muitas frases distintas de Fernando Pessoa, na qual junto outra para vincar o desejo de Rui Ramalho. Vem tudo isto a propósito de Rui Ramalho, piloto sobejamente conhecido no mundo do desporto motorizado, mais concretamente no Campeonato de Portugal de Montanha, comunicar que vai fazer parte da lista de participantes na Rampa da Falperra 2019 ao volante do MINI do irmão Paulo Ramalho, que faleceu este ano devido a doença.

«Fazer a Rampa da Falperra 2019 com o MINI do meu irmão é a maneira de homenageá-lo. Quem não me conhece, desde miúdo, ou não sabe, é o MINI é o carro que o nosso querido avô deu ao meu irmão, em 1991, como prenda quando tirou a carta de condução e no qual eu fiz a minha primeira prova de montanha, começando a minha carreira como piloto» desta disciplina, pode ler-se na página de Facebook de Rui Ramalho.

«Quem me conhece bem, sabe que tenho um grande carinho por este MINI e que irá ficar para sempre na minha família e, futuramente, será para o meu filho Francisco Ramalho que era um dos desejos do meu irmão», vincou Rui Ramalho, um “gentleman” distinto. Parafraseando ainda Fernando Pessoa, “há tanta suavidade em nada dizer e tudo se entender”.

Rui Ramalho aproveitou a oportunidade para deixar um «obrigado a todos pelo apoio», bem como «à minha querida e paciente mulher Ana Lima, aos meus pais e aos meus amigos – vocês sabem bem quem são esses – e espero por vocês nos dia 10, 11 e 12 de Maio».

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação