Lappi lidera com 0,1 segundos de Ogier

Aos comandos de um Hyundai i20 N Rally1, a dupla Esapekka Lappi e Janne Ferm ganhou 6,8 segundos à formação Sébastien Ogier e Vincent Landais, em Toyota GR Yaris Rally1, para alcançar o topo da classificação geral do Rali da Sardenha por 0,1 segundos de vantagem.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

A segunda passagem pelas três especiais do dia do Rali da Sardenha ficou marcada pela anulação das duas primeiras. A primeira, depois da passagem do espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 N Rally1), por questões de segurança, a segunda, em consequência da saída de estrada do inglês Gus Greensmith (Skoda Fabia RS Rally2). Esta equipa foi conduzida ao hospital por medida de precaução, sem que, ao que tudo indica, haja consequências para piloto e navegador.

A tarde seria, ainda, marcada pelo aparecimento da chuva, o que veio beneficiar o finlandês Kalle Rovampera (Toyota GR Yaris Rallly1) que, por abrir a estrada aproveitou o facto do piso não estar enlameado para, nos quase 50 km da derradeira especial do dia, subir de oitavo para quarto.

Enquanto isso, o finlandês Esapekka Lappi (Hyundai i20 N Rally1) conseguia, tal como sucedeu ontem, terminar o dia na frente, com um escassíssimo décimo de segundo de avanço sobre o francês Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris Rally1).

Uma saída de estrada, aparentemente, provocada por a direcção ter partido, colocou ponto final na excelente prova que o francês Pierre-Louis Loubet (Ford Puma Rally1) vinha a fazer e que o fez perder o terceiro lugar que ocupava.

Em relação aos RC2 a tarde foi de frustração, já que ninguém fez a primeira especial, para na segunda só os franceses Adrien Fourmaux (Ford Fiesta Rally2) e Yohan Rossel (Citroën C3 Rally2) acelerarem, já que todos os outros percorreram o itinerário alternativo, para, finalmente, puderem “soltar os cavalos” nos quase 50 km da derradeira especial do dia.

O francês Adrien Foumaux (Ford Fiesta Rally2) ascendeu ao comando da categoria, com 6,8” de avanço sobre o finlandês Emil Lindholm (Skoda Fabia RS Rally2) e 9,6” sobre o norueguês Andreas Mikkelsen (Skoda Fabia RS RDally2). Já o finlandês Teemu Suninen (Hyundai i20 N Rally2), que tinha começado a segunda parte no comando, furava, perdia mais de 1’30” e “afundava-se” na classificação.

Amanhã haverá nova dupla passagem por quatro especiais: Colluna – Loelle (16,20 km), Su Filigosu (19,57 km), Erula – Tula (21,92 km) e Tempio Pausania (9,04 km)

Classificação após sete especiais – 1.º, Esapekka Lappi/Janne Ferm (Hyundai i20 N Rally1), 1.31’48,8”; 2.º, Sébastien Ogier/Vincent Landais (Toyota GR Yaris Rally1), a 0,1”; 3.º, Thierry Neuville/Martijn Windaeghe (Hyundai i20 N Rally1), a 18,5”; 4.º, Kalle Rovampera/Jonne Halttunen (Toyota GR Yaris Rally1), a 46,0”; 5.º, Takamoto Katsuta/Aaron Johnston (Toyota GR Yaris Rally), a 47,4”; 6.º, Elfyn Evans/Scott Martin (Hyundai i20 N Rally1), a 1 ’05,5”; 7.º, Ott Tanak/Martin Jarveoja (Ford Puma Rally1), a 1’09,7”; 8.º, Adrien Fourmaux/Alexandre Coria (Ford Fiesta Rally2), a 3’45,8” (1.º RC2); 9.º, Emil Lindholm/Reeta Hamalainen (Skoda Fabia RS Rally2), a 3’53,6”; 10.º, Andreas Mikkelsen/Torstein Eriksen (Skoda Fabia RS Rally2) a 3’’55,4”.

Partilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *