Vitória “sofrida” da Ferrari em Red Bull Ring

Charles Leclerc levou a melhor sobre Max Verstappen e venceu o GP da Áustria na casa da Red Bull. O piloto monegasco concluiu as 71 voltas ao Red Bull Ring com 1,532 segundos de vantagem sobre o Max Verstappen, que foi segundo. Lewis Hamilton foi terceiro.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Quando tudo parecia apontar para o 1 – 2 da Ferrari, com o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) no comando e o espanhol Carlos Sainz (Ferrari) em terceiro, a aproximar-se do neerlandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) e a caminho de o ultrapassar como os dois carros vermelhos feitos antes, a situação complicou-se para a marca italiana.

Primeiro foi o Ferrari do espanhol a pegar fogo e a obriga-lo a desistir, quando faltavam 14 voltas para a bandeira de xadrez, depois foi o monegasco a passar as derradeiras voltas a queixar-se de problemas com o pedal do acelerador e a ver Max Verstappen aproximar-se, mas o monegasco conseguiu segurar o primeiro lugar para alcançar a terceira vitória da temporada, quinta da carreira, três meses depois do triunfo anterior, que tinha acontecido na Austrália.

Sem surpresa, o neerlandês, que largou da “pole”, assumiu o comando após a partida, mas os Ferrari depressa o deixaram para trás, situação que se repetiu nas duas paragens para a troca de pneus, e tudo apontava para que terminasse em terceiro lugar, depois da vitória na corrida qualificação, ontem.

Se Max Verstappen arrancou bem, o seu colega de equipa, o mexicano Sergio Perez (Red Bull/Honda), teve um encontro imediato do terceiro lugar com o inglês George Russell (Mercedes) e acabou por desistir, enquanto o inglês, depois de ir às “boxes”, trocar a asa dianteira, e cair para o meio do pelotão.

Recuperou até ao quarto lugar, atrás do seu compatriota e companheiro de equipa, Lewis Hamilton (Mercedes), que largou de oitavo e terminou no derradeiro lugar do pódio, num excelente resultado da marca da estrela, que parece estar cada vez mais perto das duas equipas que têm dominado a temporada.

O francês Esteban Ocon (Alpine/Renault), quinto, fechou o lote de pilotos que não perdeu uma volta para o vencedor, à frente do alemão Mick Schumacher (Haas/Ferrari), que voltou a pontuar.

O inglês Lando Norris (McLaren/Mercedes), o dinamarquês Kevin Magnussen (Haas/Ferrari), o australiano Daniel Riccardo (McLaren/Mercedes) e o espanhol Fernando Alonso (Alpine/Renault), que largou de 18.º, terminaram nos restantes lugares pontuáveis, com o espanhol a chegar aos pontos, nas derradeiras voltas, depois de deixar para trás o finlandês Valtteri Bottas (Alfa Romeo/Ferrari).

FICHA DA PROVA

Prova – Rolex Grosser Preis Von Osterreich

Data – 10 de Julho

Circuito – Red Bull Ring

Extensão – 306,452 km = 71 x 4,318 km

“Pole position” – Max Verstappen (Red Bull RB18/Honda), 1 volta (4,318 km), em 1’04,984” (239,209 km/h)

Grelha de partida1.ª linha: Max Verstappen (Red Bull RB18/Honda); Charles Leclerc (Ferrari F1-75/Ferrari); 2.ª linha: Carlos Sainz (Ferrari F1-75/Ferrari); George Russell (Mercedes W13/Mercedes); 3.ª linha: Sérgio Perez (Red Bull RB18/Honda); Esteban Ocon (Alpine A522/Renault); 4.ª linha: Kevin Magnussen (Haas VF-22/Ferrari); Lewis Hamilton (Mercedes W13/Mercedes); 5.ª linha: Mick Schumacher (Haas VF-22/Ferrari); Lando Norris (McLaren MCL36/Mercedes); 6.ª linha: Daniel Riccardo (McLaren MCL36/Mercedes); Lance Stroll (Aston Martin AMR22/Mercedes); 7.ª linha: Guanyu Zhou (Alfa Romeo C42/Ferrari); Pierre Gasly (Alpha Tauri AT03/Honda); 8.ª linha: Alexander Albon (Williams FW44/Mercedes); Yuki Tsunuda (Alpha Tauri AT03/Honda); 9.ª linha: Nicholas Latifi (Williams FW44/Mercedes); Sebastian Vettel (Aston Martin AMR22/Mercedes); 10.ª linha: Fernando Alonso (Alpine A522/Renault); Valtteri Bottas (Alfa Romeo C42/Ferrari)

Comandantes sucessivos – Max Verstappen, da 1.ª à 11.ª volta; Charles Leclerc, da 12.ª à 26.ª volta; Carlos Sainz, na 27.ª volta; Max Verstappen, da 28.ª à 32.ª volta; Charles Leclerc, da 33.ª à 49.ª volta; Carlos Sainz, na 50.ª volta; Max Verstappen, na 51.ª e 52.ª volta; Charles Leclerc, da 53.ª à 71.ª volta

Volta mais rápida – Max Verstappen (Red Bull RB18/Honda), 1 voltas (4,318 km), em 1’07,275” (231,063 km/h)

Vencedor – Charles Leclerc (Ferrari F1-75/Ferrari), 71 voltas (306,452 km), em 1.24’24,312” (217,483 km/h)

CLASSIFICAÇÃO

POS. PILOTO CARRO MOTOR TEMPO
1.º Charles Leclerc Ferrari F1-75 Ferrari 1.24’24,312”
2.º Max Verstappen Red Bull RB18 Honda a 1’532″
3.º Lewis Hamilton Mercedes W13 Mercedes a 41,217″
4.º George Russell Mercedes W13 Mercedes a 58,972″
5.º Esteban Ocon Alpine A522 Ferrari a 1’08,436″
6.º Mick Schumacher Haas VF-22 Ferrari a 1 volta
7.º Lando Norris McLaren MCL36 Mercedes a 1 volta
8.º Kevin Magnussen Haas VF-22 Ferrari a 1 volta
9.º Daniel Ricciardo McLaren MCL36 Mercedes a 1 volta
10.º Fernando Alonso Alpine A522 Renault a 1 volta
11.º Valtteri Bottas Alfa Romeo C42 Ferrari a 1 volta
12.º Alexander Albon Williams FW14 Mercedes a 1 volta
13.º Lance Stroll Aston Martim AMR22 Mercedes a 1 volta
14.º Guanyu Zhou Alfa Romeo C42 Ferrari a 1 volta
15.º Pierre Gasly Alpha Tauri AT03 Honda a 1 volta
16.º Yuki Tsunoda Alpha Tauri AT03 Honda a 1 volta
17.º Sebastian Vettel Aston Martim AMR22 Mercedes a 1 volta

CLASSIFICAÇÕES DOS CAMPEONATOS

PILOTOS – 1.º, Max Verstappen, 208 pontos; 2.º, Charles Leclerc, 170; 3.º, Sergio Perez, 151; 4.º, Carlos Sainz, 133; 5.º, George Russell, 128; 6.º, Lewis Hamilton, 109; 7.º, Lando Norris, 64; 8.º, Esteban Ocon, 52; 9.º, Valtteri Bottas, 46; 10.º, Fernando Alonso, 29; 11.º, Kevin Magnussen, 22; 12.º, Daniel Riccardo, 17; 13.º, Pierre Gasly, 16; 14.º, Sebastian Vettel, 15; 15.º, Mick Schumacher, 12; 16.º, Yuki Tsunoda, 11; 17.º, Guaynu Zhou, 5; 18.º, Alexander Albon, 3; 19.º, Lance Stroll, 3

CONSTRUTORES – 1.º, Oracle Red Bull Racing, 359 pontos; 2.º, Scuderia Ferrari, 303; 3.º, Mercedes-AMG Petronas F1 Team, 237; 4.º, McLaren F1 Team, 81; 5.º, BWT Alpine F1 Team 81; 6.º, Alfa Romeo F1 Team Orlen, 51; 7.º, Haas F1 Team, 34; 8.º, Scuderia AlphaTauri, 27; 9.º, Aston Martin, 18; 10.º, Williams Racing, 3

Próxima prova – Lenovo Grand Prix de France, dia 24 de Julho, no Circuit Paul Ricard.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.