Vitória inútil de Valterri Bottas em Monza…

Valtteri Bottas vence “sprint race” de qualificação para o GP de Itália mas a “pole” será de Max Verstappen. Contudo, o piloto finlandês mudou o motor do seu Mercedes, pelo que foi penalizado e sairá do final da grelha, deixando o primeiro lugar para o holandês, enquanto Lewis Hamilton vai partir da quarta posição.

PEDRO RORIZ (auo.look2010@gmail.com)

O finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) venceu a corrida de qualificação, que lhe daria a “pole position”, este domingo, para o GP de Itália, mas a mudança de unidade motriz relega-o para o fundo da grelha e deixa o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda), segundo, na primeira posição da grelha, tendo a seu lado o australiano Daniel Riccardo (McLaren/Mercedes).

O finlandês dominou a corrida, enquanto o holandês a partir do momento em que ascendeu ao segundo lugar, logo na primeira curva, e viu o inglês Lewis Hamilton (Mercedes) falhar o arranque – ultrapassado pelos McLaren e descer de segundo para quinto –, limitou-se a garantir o segundo lugar sabendo que este domingo parte da melhor posição para cimentar a posição de comandante do “Mundial”.

O inglês tentou ultrapassar o seu compatriota Lando Norris (McLaren/Mercedes) mas este, com o carro equipado com pneus macios resistiu a todos os ataques e vai partilhar com Lewis Hamilton a segunda linha da grelha, com o piloto da Mercedes a ter uma tarefa difícil ao ter de deixar para trás os homens da McLaren.

O “Safety Car” entrou em acção logo na volta inaugural, em consequência do despiste do francês Pierre Gasly (Alpha Tauri/Honda) que vai partilhar a derradeira linha da grelha com o finlandês, o que obriga os dois a uma corrida de recuperação para chegarem aos pontos.

Classificação da corrida de qualificação – 1.º, Valtteri Bottas Mercedes W12/Mercedes), 18 voltas (104,274 km); 2.º, Max Verstappen (Red Bull RB16/Honda), a 2,325”; 3.º, Daniel Riccardo (McLaren MCL35/Mercedes), a 14,534”; 4.º, Lando Norris (McLaren MCL35/Mercedes), a 18,835”; 5.º, Lewis Hamilton (Mercedes W12/Mercedes), a 20,011”; 6.º, Charles Leclerc (Ferrari SF21/Ferrari), a 23,442”; 7.º, Carlos Sainz (Ferrari SF21/Ferrari), a 27,952”; 8.º, Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo C41/Ferrari), a 31,089”; 9.º, Sergio Perez (Red Bull RB16/Honda), a 31,680”; 10.º, Lance Stroll (Aston Martin AMR21/Mercedes), a 38,671”; 11.º, Fernando Alonso (Alpine A521/Renault), a 39,795”; 12.º, Sebastian Vettel (Aston Martin AMR21/Mercedes), a 41,177”; 13.º, Esteban Ocon (Alpine A521/Renault), a 43,373”; 14.º, Nicholas Latifi (Williams FW 43B/Mercedes), a 45,977”; 15.º, George Russell (Williams FW43B/Mercedes), a 46,821”; 16.º, Yuki Tsunoda (Alpha Tauri AT02/Honda), a 49,977”; 17.º, Nikita Mazepin (Haas VF21/Ferrari), a 1’02,599”; 18.º, Robert Kubica (Alfa Romeo C41/Ferrari), a1’05,096”; 19.º, Mick Schumacher (Haas VF21/Ferrari), a 1’06,154”; 20.º, Pierre Gasly (Alpha Tauri AT02/Honda), a 18 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *