Verstappen parte da “pole” em Abu Dhabi

Piloto holandês foi o mais rápido no circuito Yas Marina na qualificação para a 17.ª e última corrida do Mundial de 2020 de Fórmula 1, acabando com o domínio da Mercedes. O Grande Prémio do Abu Dhabi tem início amanhã, às 13h10.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

O holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) juntou-se ao canadiano Lance Stroll (Racing Point/Mercedes), no lote de pilotos que impediu os “Mercedes boys” de monopolizarem as “pole positions” nas 17 corridas que integraram o calendário deste ano.

O canadiano fê-lo na Turquia e o holandês no Abu Dhabi, na derradeira volta, desalojando do topo da tabela de tempos o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) que, pela sexta vez tinha batido o inglês Lewis Hamilton (Mercedes), que arrancou 10 vezes da primeira posição da grelha.

O inglês foi o mais rápido na Q1 e na Q2, mas na hora da decisão viu-se relegado para o terceiro lugar da grelha, tendo a seu lado o inglês Lando Norris (McLaren/Renault), que bateu o anglo-tailandês Alexander Albon (Red Bull/Honda) e foi “o melhor dos outros”.

Com o sexto tempo do espanhol Carlos Sainz (McLaren/Renault) a equipa criada pelo neo-zelandês Bruce McLaren parte para a derradeira corrida em vantagem, no que à luta pelo terceiro lugar dos construtores diz respeito, porque a Racing Point só tem um piloto, o canadiano Lance Stroll (Racing Point/Mercedes), em oitavo, no lote dos 10 mais rápidos, já que o mexicano sérgio Perez (Racing Point/Mercedes) vai partir da última linha da grelha, e nenhum dos Renault chegou à Q3.

Além da Mercedes, Red Bull e McLaren, também a Alpha Tauri viu os seus dois pilotos entrar na Q3, com o russo Daniil Kvyat (Alpha Tauri/Honda), sétimo, a superiorizar-se ao francês Pierre Gasly (Alpha Tauri/Honda), décimo, com o monegasco Charles Leclerc (Ferrari), nono, a completar o lote de pilotos que chegou à Q3.

Tal como os Renault, também o alemão Sebastian Vettel (Ferrari) não chegou à Q3, algo habitual esta temporada, onde tem sido dominado por Charles Leclerc, com o italiano Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari) a conseguir pela segunda vez entrar na Q2.

Sabendo que partirá da última linha da grelha Sérgio Perez optou por fazer uma única volta, que não completou na Q2, para poupar pneus, e é de esperar que, a exemplo do que sucedeu no passado domingo, faça uma recuperação que o leve aos pontos, já que o pódio e a repetição da vitória parecem inalcançáveis.

Mas a garra do mexicano, apostado em mostrar que merece continuar na F1, pode permitir a repetição da surpresa da última corrida.

GRELHA DE PARTIDA PROVISÓRIA

  Max Verstappen
  Red Bull/Honda
  1’35,246″
Valtteri Bottas  
Mercedes  
1’35.271″  
  Lewis Hamilton
  Mercedes
  1’35,332″
Lando Norris  
McLaren/Renault  
1’35,497″  
  Alexander Albon
  Red Bull/Honda
  1’35,571″
Carlos Sainz  
McLaren/Renault  
1’35,815″  
  Danill Kvyat
  Alpha Tauri/Honda
  1’35,963″
Lance Stroll  
Racing Point/Mercedes  
1’36,046″  
  Charles Leclerc
  Ferrari
  1’36,065″
Pierre Gasly  
Alpha Tauri/Honda  
1’36,242″  
  Esteban Ocon
  Renault
  1’36,359″
Daniel Ricciardo  
Renault  
1’36,406″  
  Sebastian Vettel
  Ferrari
  1’36,631″
Antonio Giovinazzi  
Alfa Romeo/Ferrari  
1’36,248″  
  Kimi Raikkonen
  Alfa Romeo/Ferrari
  1’37,555″
George Russell  
Williams/Mercedes  
1’38,045″  
  Pietro Fittipaldi
  Haas/Ferrari
  1’38,173″
Nicolas Latifi  
Williams/Renault  
1’38,443″  
  Sergio Perez
  Racing Point/Mercedes
  sem tempo
Kevin Magnussen  
Haas/Ferrari  
1’37,863″  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *