Verstappen “oferece” a pole a Hamilton

Foi uma luta intensa pela “pole position” entre os dois candidatos ao título, com o inglês Lewis Hamilton (Mercedes) a ser o primeiro a fechar a Q3, no topo da tabela de tempos, o que o deixava nas mãos do neerlandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) em relação à conquista da “pole position”.

(auto.look2010@gmail.com)

O neerlandês estava a fazer uma volta “canhão”, tinha feito os melhores tempos nos dois primeiros sectores e ia lançadíssimo para a “pole” quando, na derradeira curva, depois de uma “ameaça” no início da volta, bateu de lado no muro de protecção e “ofereceu” a primeira posição da grelha ao seu rival.

E a situação para a Red Bull, em relação ao “Mundial” de Construtores, complicou-se porque, como consequência do despiste de Max Verstappen, o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) ocupa a segunda posição da grelha.

Trata-se de uma situação que pode permitir à marca da estrela fazer jogo de equipa, com o finlandês a “travar” o neerlandês, caso Valtteri Bottas arranque melhor do que tem feito nas últimas corridas, com a agravante de largar do lado sujo da pista, ao contrário de Max Verstappen que parte do lado limpo, o que o pode beneficiar.

E agravou-se ainda mais por o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) ter batido o mexicano Sergio Perez (Red Bull/Honda), ainda que este possa beneficiar, tal como o seu companheiro de equipa, do facto de partir do lado limpo da pista.

Os Alpha Tauri voltaram a estar em destaque, como tem sucedido nas últimas qualificações, com o francês Pierre Gasly (Alpha Tauri/Honda) a registar o sexto tempo e o japonês Yuki Tsunoda (Alpha Tauri/Honda), o oitavo, restando saber se, na corrida, têm um desempenho ao nível do que tiveram nos treinos e na qualificação.

Entre os dois colocou-se o inglês Lando Norris (McLaren/Honda), que tem contra si o facto de partir com pneus macios por ter tido necessidade de recorrer a eles para garantir a passagem à Q3.

O francês Esteban Ocon (Alpine/Renault) e o italiano Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari) completaram o lote de pilotos que chegou à Q3, enquanto, pela primeira vez, esta temporada, os dois Aston Martin, do alemão Sebastian Vettel (Aston Martin) e do canadiano Lance Stroll (Aston Martin/Mercedes), não passaram da Q1.

Grelha de partida

 

Lewis Hamilton
Mercedes W12/Mercedes
1’27,511″
Valtteri Bottas
Mercedes W12/Mercedes
1’27,622″
Max Verstappen
Red Bull 16B/Honda
1’27,653″
Charles Leclerc
Ferrari SF21/Ferrari
1’28,054″
Sergio Perez
Red Bull RB 16B/Honda
1’28,123″
Pierre Gasly
Alpha Tauri AT02/Honda
1’28,125″
Lando Norris
McLaren MCL35M/Mercedes
1’28,180″
Yuki Tsunoda
Alpha Tauri AT02/Honda
1’28,442″
Esteban Ocon
Alpine A521/Renault
1’28,647″
Antonio Giovinazzi
Alfa Romeo C41/Ferrari
1’28,754″
Daniel Riccardo
McLaren MCL35M/Mercedes
1’28,668″
Kimi Raikkonen
Alfa Romeo C41/Ferrari
1’28,885″
Fernando Alonso
Alpine A521/Renault
1’23,920″
George Russell
Williams FW43B/Mercedes
1’29,054″
Carlos Sainz
Ferrari SF21/Ferrari
1’53,652″
Nicholas Latifi
Wiliams FW43B/Mercedes
1’23,213″
Sebastian Vettel
Aston Martin AMR21/Mercedes
1’22,785″
Lance Stroll
Aston MartinAMR21/Mercedes
1’22,460″
Mick Schumacher
Haas VF-21/Ferrari
1’23,407″
Nikita Mazepin
Haas VF-21/Ferrari
1’25,859″

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.