Verstappen acusa Hamilton de antidesportivo

O piloto da Red Bull afirma estar bem, apesar da força do impacto, mas acusa o piloto da Mercedes de “falta de respeito” e “comportamento antidesportivo”. Por seu turno, o britânico respondeu a Max Verstappen, que “não tem de ser tão agressivo”.

(auto.look2010@gmail.com)

O piloto holandês Max Verstappen (Red Bull) confirmou, nas redes sociais, estar «bem» de saúde, depois do acidente sofrido no início do Grande Prémio da Grã-Bretanha de Fórmula 1, após toque no Mercedes do britânico Lewis Hamilton.

O piloto dos Países Baixos, que liderava no momento do acidente à entrada da segunda volta, sofreu um impacto de 51 G (51 vezes a força da gravidade) e foi levado a um hospital local para observação: «Em primeiro lugar, estou feliz por estar bem. Foi um grande impacto, com 51 G, mas sinto-me melhor», afirmou numa publicação nas redes sociais.

Verstappen mostrou-se, ainda, contrariado com a penalização atribuída ao campeão mundial em título: «Não nos ajuda de forma nenhuma e não faz justiça ao movimento perigoso que o Lewis (Hamilton) fez na pista», acrescentou Verstappen, nas redes sociais.

O holandês acusou ainda o britânico de falta de respeito pelas celebrações no final da corrida: «As celebrações dele depois da corrida, enquanto ainda estava no hospital, foram uma falta de respeito e antidesportivas», concluiu.

Antes, o chefe da Red Bull tinha sido bastante caustico com Lewis Hamilton, colocando culpas no britânico: «Não devia de ter sido assim. O Max sofreu um acidente de 51 G (Força G), Lewis Hamilton é um campeão mundial e não devia de andar a fazer manobras daquelas. É inaceitável. Ele colocou um piloto (em perigo)… Felizmente, o nosso maior resultado hoje é que ele não se feriu», começou por dizer Christian Horner, aos microfones da Sky.

«Ele foi ao hospital para ser observado preventivamente depois de um acidente de 51G, por isso espero que o Lewis esteja contente consigo mesmo. Para mim, é uma vitória vazia», concluiu.

LEWIS HAMILTON:

“VERSTAPPEN NÃO TEM DE SER TÃO AGRESSIVO”

O piloto inglês Lewis Hamilton respondeu à Red Bull e a Max Verstappen, considerando que o neerlandês não precisa de ser tão agressivo e contando o seu lado do incidente entre os dois pilotos que acabou com Verstappen fora da corrida.

«Acho que ele não tem de ser tão agressivo. Estamos a passar na curva seis, e estamos a bater rodas. É fixe porque existem imagens antigas da Formula 1 com grandes pilotos lado a lado nas rectas. Tenho a certeza que parece fixe, eu tentei dar-lhe espaço mas estava muito dentro na (curva) nove e nenhum de nós recuou e foi assim que terminou», disse, em declarações à Sky Sports.

O britânico aceita a penalização de 10 segundos, mas realça que a culpa nunca é de uma só pessoa e que a durante muito tempo evitou o choque: «Aguentei muito tempo sem colidir com ninguém, mas quando alguém é demasiado agressivo estas coisas estão destinadas a acontecer», notou.

No final, deixou os desejos de melhoras para Verstappen, mas deixa o aviso: «Espero que esteja bem. Adoraria que tivéssemos uma batalha roda a roda durante toda a corrida. Gosto de correr com ele e aguardo por reencontra-lo, mas nunca vou recuar perante ninguém», concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *