Valtteri Bottas saboreia o néctar do triunfo

A época do britânico Lewis Hamilton, num ano em que pode igualar os sete títulos mundiais conquistados pelo alemão Michael Schumacher, começou com duas penalizações no Grande Prémio da Áustria, conquistado pelo outro Mercedes, do finlandês Valtteri Botas.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

A vitória do finlandês Valtteri Bottas (Mercedes), na prova que inaugurou o “Mundial” de 2020, foi a confirmação da superioridade que a Mercedes exibiu ao longo dos dois dias que antecederam o GP da Áustria, com o monegasco Charles Leclerc (Ferrari), que “salvou a honra” da equipa italiana, e o inglês Lando Norris (McLaren/Renault), que foi pela primeira vez ao pódio, a ocuparem as três primeiras posições, depois de uma corrida que “virou” nas derradeiras voltas.

Ao sair da “pole position”, Valtteri Bottas não perdeu a oportunidade de assumir o comando, que manteve até à bandeira de xadrez, enquanto o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda), que tinha sido promovido à primeira linha da grelha, em consequência da penalização do inglês Lewis Hamilton (Mercedes), deixava de o seguir na 14.ª volta, quando foi forçado a desistir.

Nessa altura, os dois Mercedes ocupavam as duas primeiras posições, o que levou a que já na segunda parte da corrida, a direcção da equipa avisou os seus pilotos que deveriam entrar em modo de gestão, uma vez que dispunham de uma margem de segurança sobre o mexicano Sérgio Perez (Racing Point/Mercedes) e o inglês Alexander Albon (Red Bull/Honda), que lutavam pela derradeira posição do pódio.

Só que, já na parte final da corrida, a entrada do “Safety Car” juntou o pelotão, com Alexander Albon, que já tinha passado Sérgio Perez, a atacar Lewis Hamilton, com os dois a “tocarem-se”, o piloto da Red Bull a ficar pelo caminho e o campeão do mundo a ser penalizado, em cinco segundos, o que o atirou para o quarto lugar.

O espanhol Carlos Sainz (McLaren/Honda) terminou em quinto completando o bom resultado da equipa criada por Bruce McLaren, depois de na fase inicial ter tido um “desentendimento” com o alemão Sebastian Vettel (Ferrari), que relegou o alemão para o fundo do pelotão, de onde recuperaria até ao décimo lugar, enquanto o mexicano acabava em sexto por, na parte final, todos os Mercedes terem conhecido problemas que condicionaram o seu andamento.

Entre Sérgio Perez e Sebastian Vettel classificaram-se os franceses Pierre Gasly (Alpha Tauri/Honda), que deu os primeiros pontos à equipa que sucedeu à Toro Rosso, e Esteban Ocon (Renault), que marcou pontos no regresso à F1, mas que não conseguiu superar os pilotos da McLaren, e o italiano Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari), com o “rookie”, o francês Nicholas Latifi (Williams/Mercedes), a terminar em 11.º e a ser o último a fazê-lo.

O campeonato prossegue para a semana, no traçado austríaco e as equipas vão ter uns dias para analisar o que correu bem e o que correu mal, havendo quem tenha muito trabalho de casa para efectuar.

FICHA DA PROVA

Grande Prémio – Áustria

Circuito – Red Bull Ring – Spielberg

Extensão – 306,452 km = 71 x 4,318 km

“Pole position” – Valtteri Bottas (Mercedes W11/Mercedes), 1 volta (4,318 km), em 1’02,939” (246,981 km/h)

Grelha de partida1.ª linha: Valtteri Bottas (Mercedes W10/Mercedes), 1’02,939”; Max Verstappen (Red Bull RB16/Honda), 1’03,477”; 2.ª linha: Lando Norris (McLaren MCL35/Renault), 1’03,626”; Alexander Albon (Red Bull RB16/Honda), 1’03,868”; 3.ª linha: Lewis Hamilton (Mercedes W10/Mercedes), 1’02,951”; Sergio Perez (Racing Point RP20/Mercedes), 1’03,868”; 4.ª linha: Charles Leclerc (Ferrari SF1000/Ferrari), 1’03,923”; Carlos Sainz (McLaren MCL35/Renault), 1’03,971”; 5.ª linha: Lance Stroll (Racing Point RP20/Mercedes), 1’04,029”; Daniel Riccardo (Renault RS20/Renault), 1’04,239”; 6.ª linha: Sebastian Vettel (Ferrari SF100/Ferrari), 1’04,206; Pierre Gasly (Alpha Tauri AT01/Honda), 1’04,305”; 7.ª linha: Daniil Kvyat (Alpha Tauri AT01/Honda), 1’04,431”; Esteban Ocon (Renault RS20/Renault), 1’04,643; 8.ª linha: Romain Grosjean (Haas VF-20/Ferrari), 1’04,691”; Kevin Magnussen (Haas VF-20/Ferrari), 1’05,164”; 9.ª linha: George Russell (Williams FW43/Mercedes), 1’05,167”; Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo C39/Ferrari), 1’05,175”; 10.ª linha: Kimi Raikkonen (Alfa Romeo C39/Ferrari), 1’05,224”; Nichola Latifi (Williams FW43/Mercedes), 1’05,757”

Nota – Lewis Hamilton foi penalizado em três lugares, por desrespeito da bandeira amarela mostrada na qualificação

Comandantes sucessivos – Valttei Bottas, da 1.ª à 71.ª volta

Volta mais rápida – Lando Norris (McLaren MCL35/Renault), 1 volta (4,318 km), em, 1’07,475” (230,378 km/h)

Vencedor – Valtteri Bottas (Mercedes W11/Mercedes), 71 voltas (306,452 km), em 1.30’55,738” (202,214 km/h)

CLASSIFICAÇÃO

POS. PILOTO CARRO MOTOR TEMPO
1.º Valtteri Bottas Mercedes W11 Mercedes 1.30’55,739″
2.º Charles Leclerc Ferrari SF1000 Ferrari a 2,700″
3.º Lando Norris McLaren MCL35 Renault a 5,491″
4.º Lewis Hamilton Mercedes W11 Mercedes a 5,689″
5.º Carlos Sainz McLaren MCL35 Renault a 8,903″
6.º Sergio Perez Racing Point RP20 Mercedes a 15,092″
7.º Pierre Gasly Alpha Tauri AT01 Honda a 16,682″
8.º Esteban Ocon Renault RS20 Renault a 17,456″
9.º Antonio Giovinazzi Alfa Romeo C39 Ferrari a 21,146″
10.º Sebastian Vettel Ferrari SF1000 Ferrari a 24,545″
11.º Nicholas Latifi Williams FW 43 Mercedes a 31,650″
12.º Danill Kvyat Alpha Tauri AT01 Honda a 4 voltas
13.º Alexander Albon Red Bull RB16 Honda a 4 voltas

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS” (APÓS A PROVA AUSTRÍACA)

PILOTOS – 1.º Valtteri Bottas, 25 pontos; 2.º, Charles Leclerc, 18; 3.º, Lando Norris, 16; 4.º, Lewis Hamilton, 12; 5.º, Carlos Sainza, 10; 6.º Sérgio Perez, 8; 7.º, Pierre Gasly, 6; 8.º, Esteban Ocon, 4; 9.º, Antonio Giovinazzi, 2; 10.º, Sebastian Vettel, 1

CONSTRUTORES – 1.º, Mercedes AMG Petronas F1 Team, 37 pontos; 4.º, McLaren F1 Team, 26; 3.º, Scuderia Ferrari, 19; 4.º, BWT Racing Point F1 Team, 8; 5.º, Scuderia Alpha Tauri Honda, 6; 6.º, Renault DP World F1 Team, 4; 7.º, Alfa Romeo Racing ORLEN, 2

Próxima prova – Pirelli Grosser Preis der Steiermark, no Red Bull Ring – Spielberg, dia 12 de Julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: