Valtteri Bottas salta para a “pole” no GP da China

O finlandês da Mercedes conquistou hoje a primeira “pole position” da temporada ao ser o mais rápido na qualificação para o Grande Prémio da China de Fórmula 1, a milésima corrida do Mundial.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Valtteri Bottas garantiu a “pole position” para o Grande Prémio da China, depois de ter sido o mais rápido no treino livre desta manhã e na segunda sessão de ontem. O finlandês da Mercedes impôs-se ao seu colega de equipa, o inglês Lewis Hamilton (Mercedes), por 0,023”, para averbar a sétima “pole position” da carreira, numa confirmação que pode vir a ser um sério obstáculo à revalidação do título por parte do inglês.

E a grelha de partida apresenta de forma clara a hierarquia actual da Fórmula1. É que se a primeira linha é partilhada pelos Mercedes, a segunda é ocupada pelos Ferrari, com o alemão Sebastian Vettel a ganhar alento, por ter ficado à frente do monegasco Charles Leclerc, mas a não poder deixar de estar preocupado, porque os carros italianos a estão a três décimos dos “flecha de prata” e desde o segundo treino livre que não voltaram a superiorizar-se aos seus adversários

Na terceira estão os dois Red Bull/Honda, com o francês Pierre Gasly a conseguir, pela primeira vez, chegar à Q3, mas a ser batido, sem surpresa, de forma clara, pelo holandês Max Verstappen, seu colega de equipa.

Os Renault do australiano Daniele Ricciardo e do alemão Nico Hulkenberg, que ficaram separados por 0,004”, ocupam a quarta linha, à frente dos Haas do dinamarquês Kevin Magnussen e do francês Romain Grosjean, com os dois pilotos da equipa norte-americana a não saírem para a pista na Q3, com o objectivo de poupar pneus para puderem ter, na corrida, uma estratégia diferente da dos seus adversários.

De assinalar que para além de Kevin Magnussen e de Romain Grosjean, também o italiano Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo Ferrari) e o inglês Alexander Albon (Toro Rosso/Honda) não saíram para a pista, logo na Q3, o primeiro por um problema técnico, o segundo em consequência de um violento despiste nos derradeiros minutos da terceira sessão de treinos livres, quando tinha o nono tempo e levou mesmo à interrupção da sessão, que já não seria retomada, razão pela qual vão partilhar a última linha da grelha, atrás dos Williams/Mercedes do inglês George Russell e do polaco Robert Kubica.

GRELHA DE PARTIDA

Valtteri Bottas  
Mercedes  
1’31,547  
  Lewis Hamilton
  Mercedes
  1’31,570
Sebastian Vettel  
Ferrari  
1’31,848″  
  Charles Leclerc
  Ferrari
  1’31,865
Max Verstappen  
Red Bull/Honda  
1’32,089  
  Pierre Gasly
  Red Bull/Honda
  1’32,930″
Daniel Ricciardo  
Renault  
1’32,958  
  Nico Hulkenberg
  Renault
  1’32,962″
Kevin Magnussen  
Haas/Ferrari  
sem tempo  
  Romain Grosjean
  Haas/Ferrari
  sem tempo
Danill Kvyat  
Toro Rosso/Honda  
1’33,236  
  Sergio Perez
  Racing Point/Mercedes
  1’33,299
Kimi Raikkonen  
Alfa Romeo/Ferrari  
1’33,419″  
  Carlos Sainz
  McLaren/Renaukt
  1’33,523″
Lando Norris  
McLaren/Renault  
1’33,967″  
  Lance Stroll
  Racing Point/Mercedes
  1’34,292″
George Russell  
Williams/Mercedes  
1’35.253″  
  Robert Kubica
  Williams/Mercedes
  1’35,281″
Antonio Giovinazzi  
Alfa Romeo/Ferrari  
sem tempo Alexander Albon
  Toro Rosso/Honda
  sem tempo

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *