Valtteri Bottas musculado em Silverstone

Piloto finlandês revelou-se o mais rápido na primeira sessão de treinos livres para o 70.º aniversário de Fórmula 1, a disputar este fim-de-semana em Silverstone, seguido pelo seu companheiro de equipa, o inglês Lewis Hamilton, ambos em Mercedes.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Se a Mercedes continua, como era de esperar, a dominar em Silverstone, desta vez foi o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) a registar o melhor tempo, à frente do inglês Lewis Hamilton (Mercedes), vencedor da corrida efectuada a semana passada, e do holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) que, apesar de ter sido terceiro, ficou a mais de meio segundo dos “flechas pretas”.

Excelente quarto tempo do alemão Nico Hulkenberg (Racing Point/Mercedes) que volta a substituir o mexicano Sergio Perez, que acusou, pela segunda vez, positivo no teste de covid-19 o que o vai obrigar a mais 14 dias de quarentena.

Recorde-se que Sergio Perez viajou, em avião particular, para ver a mãe, que estava doente, após o GP da Hungria e que no regresso o teste foi positivo, o que já o tinha afastado da corrida do passado fim-de-semana, situação que vai prolongar-se.

Entretanto, a FIA decidiu multar (400 mil euros) e penalizar (dedução de 15 pontos) a Racing Point, depois dos protestos da Renault, nos GP da Estíria, Hungria e Grã.Bretanha, por considerar que a equipa não cumpriu o regulamento, no que diz respeito às condutas de arrefecimento dos travões, com a entidade federativa a optar por juntá-los para tomar a decisão.

Como consequência a entidade federativa já alertou que vai mexer no regulamento, para impedir que a situação se repita, com outros protagonistas.

O monegasco Charles Leclerc (Ferrari) registou o quinto tempo, a quase um segundo do finlandês e quase meio segundo mais rápido que o alemão Sebastian Vettel (Ferrari), com o inglês Alexander Albon (Red Bull/Honda) a ficar a separar os dois homens da equipa de Maranello.

O canadiano Lance Stroll (Racing Point/Mercedes), o russo Daniil Kvyat (Alpha Tauri/Honda) e o francês Esteban Ocon (Renault) fecharam o lote dos 10 mais rápidos, com o francês a ser o melhor dos que utilizam motores da marca francesa.

TEMPOS DO TREINO

POS. PILOTO CARRO MOTOR 1.º TREINO
1.º Valtteri Bottas Mercedes W11 Mercedes 1’26,166″
2.º Lewis Hamilton Mercedes W11 Mercedes 1’26,304″
3.º Max Verstappen Red Bull RB16 Honda 1’26,893″
4.º Nico Hulkenberg Racing Point RP20 Mercedes 1’26,942″
5.º Charles Leclerc Ferrari SF1000 Ferrari 1’27,062″
6.º Alexander Albon Red Bull RB16 Honda 1’27,280″
7.º Sebastian Vettel Ferrari SF1000 Ferrari 1’27,498″
8.º Lance Stroll Racing Point RP20 Mercedes 1’27,539″
9.º Danill Kvyat Alpha Tauri AT01 Honda 1’27,653″
10.º Esteban Ocon Renault RS20 Renault 1’27,701″
11.º Pierre Gasly Alpha Tauri AT01 Honda 1’27,707″
12.º Lando Norris McLaren MCL35 Renault 1’27,846″
13.º Romain Grosjean Haas VF-20 Ferrari 1’27,908″
14.º Carlos Sainz McLaren MCL35 Renault 1’28,138″
15.º George Russell Williams FW 43 Mercedes 1’28,170″
16.º Nicholas Latifi Williams FW 43 Mercedes 1’28,266″
17.º Daniel Ricciardo Renault RS20 Renault 1’28,511″
18.º Kimi Raikkonen Alfa Romeo C39 Ferrari 1’28,655″
19.º Robert Kubica Alfa Romeo C39 Ferrari 1’28,960″
20.º Kevin Magnussen Haas VF-20 Ferrari 1’29,319″

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: