UNICEF e Fórmula E ajudam crianças vulneráveis

A Fórmula E, categoria do automobilismo em que compete o piloto português António Félix da Costa, e a UNICEF querem juntar esforços para preservar a saúde de crianças e famílias mais vulneráveis à Covid-19. Estima-se que 1,5 mil milhões de crianças estejam sem acesso à escola.

(auto.look2010@gmail.com)

Em associação com a UNICEF, a Fórmula E pretende lançar iniciativas para angariar fundos na luta contra o novo coronavírus, num momento em que se estima que 1,5 mil milhões de crianças estejam sem acesso à escola.

«Através de donativos podemos apoiar crianças e famílias em todo o mundo, com actividades que incluem cuidados médicos, kits de higiene, desenvolvimento de recursos de aprendizagem e campanhas de prevenção», explicou Sarah Ward, directora-executiva da UNICEF no Reino Unido.

Na página oficial desta categoria do automobilismo mundial é possível fazer donativos no âmbito da iniciativa. Da parte da Fórmula E, o director-executivo, Jamie Reigle, lembra que o campeonato foi criado com o objectivo de reduzir o impacto no clima, acelerando a adopção de veículos eléctricos, uma «missão que tem a meta de oferecer uma vida mais segura e limpa para gerações futuras».

«Hoje, agimos para proteger gerações futuras numa emergência sanitária global. A nossa parceria e doação inicial à UNICEF é o começo de uma longa jornada em conjunto para proteger a saúde, segurança e educação de crianças vulneráveis em todo o mundo», sublinhou o executivo da Fórmula E.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: