Três primeiros separados por 9,2 segundos

Segunda passagem pela especial de Amarante teve contornos diabólicos, estando tudo em aberto para o terceiro e último dia do Vodafone Rali de Portugal, sétima prova do Campeonato do Mundo da especialidade.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

A Toyota que parecia ter a prova controlada viu a situação complicar-se nas duas derradeiras especiais do dia, com o finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris WRC), que era segundo, a não entrar na derradeira especial do dia, com problemas na suspensão, e o estónio Ott Tanak (Toyota Yaris WRC) a perder muito tempo na mesma classificativa, pela mesma razão.

Como consequência os três primeiros, Ott Tanak, o inglês Kris Meeke (Toyota Yaris) e o belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupé WRC) vão partir para as derradeiras cinco especiais separados por 9,2”, com o francês Sébastien Ogier (Citroen C3 WRC) a 11,8” do belga.

Ou seja tudo em aberto para amanhã, com a Hyundai a não poder repetir as “jogadas tácticas” de hoje, porque isso implicará a desclassificação do espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 Coupé WRC) e do francês Sébastien Loeb (Hyundai i20 Coupé WRC) por excesso de penalização.

Para além dos problemas de suspensão dos Toyota, a segunda passagem por Amarante marcou o fim da prova do inglês Gus Greensmith (Ford Fiesta WRC), que estava a fazer a estreia ao volante de um WRC mas saiu da estrada, perdendo a oportunidade de terminar no “top ten”.

Nos RC2, o finlandês Kalle Rovampera (Skoda Fabia R5 Evo) vai partir para o derradeiro dia da prova com mais de um minuto de vantagem sobre o checo Jan Kopecky (Skoda Fabia R5 Evo), com os abandonos de Jari-Matti Latvala e Gus Greensmith e os atrasos de Dani Sordo e Sébastien Loeb a permitirem aos três primeiros da categoria fechar o lote dos 10 primeiros, com o Pierre-Louis Loubet (Skoda Fabia R5) a fechar o pódio da categoria.

Entre os portugueses, Armindo Araújo (Hyundai i20 R5), depois de ter sido o mais pontuado em termos de Campeonato de Portugal, continua a ser o “melhor português”, posição sempre desejada de ocupar pelos pilotos nacional, e tem tudo a seu favor para a manter até final, uma vez que vai partir, amanhã, com mais de dois minutos de avanço sobre Bruno Magalhães (Hyundai i20 R5).

De assinalar que Bruno Magalhães foi o mais rápido nas duas passagens por Vieira do Minho e Cabeceiras de Basto, enquanto Armindo Araújo fez o melhor tempo na dupla passagem por Amarante. Pedro Almeida (Skoda Fabia R5) deverá fechar o pódio nacional.

Em termos do Nacional, Armindo Araújo venceu a prova pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis e ascendeu à segunda posição da competição, atrás de Ricardo Teodósio (Skoda Fabia R5), que foi terceiro classificado. A quarta das nove provas do campeonato nacional terminou ao final da manhã de hoje, após a primeira passagem por Amarante.

Armindo Araújo foi o melhor piloto nacional, com 2h05m46s, terminando com 1m49s de vantagem para o segundo classificado, Bruno Magalhães (Hyundai i20).

Bruno Magalhães, que venceu as primeiras especiais do dia, acabou por superar Ricardo Teodósio, que claudicou na terceira especial da manhã e desceu para o terceiro lugar do pódio nacional, a 1m55s de Armindo Araújo.

Para este domingo estão previstas cinco especiais, com um total de 51,77 quilómetros cronometrados, incluindo os 11,18 de Fafe, que funciona como “power stage”, distribuindo cinco pontos pelos cinco mais rápidos.

TEMPOS

13.ª PC – AMARANTE 2 (37,60 KM) – 1.º, Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupé WRC), 25’02,2”; 2.º, Kris Meeke/Sebastian Marshall (Toyota Yaris WRC), 25’04,0”; 3.º, Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Citroen C3 WRC), 25’05,7”; 4.º, Esapekka Lappi/Janne Ferm (Citroen C3 WRC), 25’08,2”; 5.º, Sébastien Loeb/Daniel Elena (Hyundai i20 Coupé WRC), 25’13,7”; 6.º, Dani Sordo/Carlos Del Barrio (Hyundai i20 Coupé WRC), 25’14,6”; 7.º, Ott Tanak/Martin Jarveoja (Toyota Yaris), 25’14,9”; 8.º, Teemu Suninen/Marko Salminen (Ford Fiesta WRC), 25’20,8”; 9.º, Elfyn Evans/Scott Martin (Ford Fiesta WRC), 25’21,1”; 10.º, Kalle Rovampera/Jonne Halttunen (Skoda Fabia R5 Evo), 26’11,2; …; 22.º, Armindo Araújo/Luís Ramalho (Hyundai i20 NG R5), 27’17,8”; 23.º, José Pedro Fontes/Carlos Magalhães (Citroen C3 R5), 27’32,6”; …; 25.º, Bruno Magalhães/Hugo Magalhães (Hyundai i20 NG R5), 27’58,7”; 26.º, Pedro Almeida/Nuno Almeida (Skoda Fabia R5), 28’23,3”; 27.º, António Dias/Nuno Rodrigues da Silva (Skoda Fabia R5), 28’48,2”

GERAL APÓS A 2.ª ETAPA – 1.º, Ott Tanak/Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC), 2.47’23,1”; 2.º, Kris Meeke/Sebastian Marshall (Toyota Yaris WRC), a 4,3”; 3.º, Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupé WRC), a 9,2”; 4.º, Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Citroen C3 WRC), a 21,0”; 5.º, Esapeka Lappi/Janne Ferm (Citroen C3 WRC), a 1’37,5”; 6.º, Teemu Suninen/Marko Salminen (Ford Fiesta WRC), a 2’02,7”; 7.º, Elfyn Evans/Scott Martin (Ford Fiesta WRC), a 610,4”; 8.º, Kalle Rovampera/Jonne Halttunen (Skoda Fabia R5 Evo), a 8’33,2” (1.º RC2); 9.º, Jan Kopecky/Pavel Dresler (Skoda Fabia R5 Evo), a 9’35,3”; 10.º, Pierre-Louis Loubet/Vicent Landais (Skoda Fabia R5), a 10’04,8” …; 16.º, Armindo Araújo/Luís Ramalho (Hyundai i20 NG R5), a 15’00,0”; …; 19.º, Bruno Magalhães/Hugo Magalhães (Hyundai i20 NG R5), a 17’12,6”; …; 21.º, Pedro Almeida/Nuno Almeida (Skoda Fabia R5), a 22’10,8”; …; 23.º, José Pedro Fontes/Carlos Magalhães (Citroen C3 R5), a 24’48,2”; …; 25.º, António Dias/Nuno Rodrigues da Silva (Skoda Fabia R5), a 27’01,0”;

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação