Tomás Leitão motivado para Viana do Castelo

O piloto de Oeiras, a cumprir o segundo ano no Karting de competição, não quer perder o norte e já aponta baterias para Viana do Castelo onde espera corresponder de forma cabal na categoria Sénior Max para o Campeonato Portugal de Karting, sobretudo depois das boas indicações deixadas em Portimão, no Rotax Max Challenge Portugal.

(auto.look2010@gmail.com)

Tomás Leitão volta ao activo este fim-de-semana a fim de disputar a jornada inaugural do Campeonato de Portugal de Karting da categoria X30 Sénior. Depois de ter lutado pela vitória no arranque do Rotax Max Challenge Portugal, no Kartódromo Internacional do Algarve, em Portimão, na ronda de abertura do Rotax Max Challenge Portugal, o piloto de Oeiras terá agora novo encontro, desta vez no Minho, no Kartódromo de Viana do Castelo.

As perspectivas soa boas, sobretudo depois das boas indicações deixadas no território algarvio, em Tomás Leitão recorda e que, quiçá, serve de impulso para a prova deste fim-de-semana no norte do pais. Na prova algarvia e numa competição cujo vencedor ganha o “passaporte” para disputar o Mundial da especialidade, no Bahrain, o piloto Tomás Leitão, que está a cumprir esta época o seu segundo ano no Karting ao mais alto nível, foi um protagonista que deu nas vistas na categoria rainha.

«Naturalmente que toda a equipa já está a apontar baterias para Viana do Castelo, mas gostaria de recordar que, num universo de duas dezenas de pilotos, registei o segundo crono mais rápido no treino livre oficial, o que me permitiu, legitimamente, posicionar-me numa posição privilegiada no sentido de encarar a qualificação de acesso às duas finais com outro espírito, cujos resultados ditam a classificação de cada prova no Rotax Max Challenge Portugal. No entanto, um erro na qualificação e, mais tarde, um incidente na final 2, impediram que, no mínimo, garantisse um lugar no pódio», lembrou Tomás Leitão.

De qualquer das formas, o piloto de Oeiras está esperançado que, na prova vianense, integrado na categoria X30 Sénior, não se repitam os erros, próprios, aliás, de quem está em competição. No Algarve, recorda, «cometi um desacerto na qualificação, ao realizar a sessão sozinho e, por isso, sem “o cone de ar” – que é fundamental para obter uma boa marca –, acabando no 10.º lugar, posição que tive de largar para a final 1». «Foi uma prova de trás para a frente mas que permitiu uma recuperação de oito lugares, para terminar a final 1 no lugar intermédio do pódio».

Na final 2 e também sem nunca baixar os braços, o jovem piloto de Oeiras voltou a recuperar várias posições e, numa altura em que se preparava para passar para o segundo lugar, um incidente danificou-lhe o chassis e outros componentes do kart, pelo que terminou no 15.º posto, ficando a satisfação de ostentar a segunda volta mais rápida, a somente 9 milésimos de segundo da melhor.

«Quando faltavam cinco voltas para terminar a corrida e como estava mais rápido, tentei passar para a segunda posição, mas infelizmente a tentativa resultou num acidente, uma vez que o piloto que seguia à minha frente não permitiu que eu passasse. Foi pena, pois ainda tinha tempo para depois tentar chegar ao primeiro lugar, o que me daria a vitória na prova, embora, caso fosse segundo classificado na final 2, face ao resultado que alcancei na final 1, também poderia ter ganho a prova. Assim, terminei na nona posição, curiosamente a cinco pontos do segundo classificado. De qualquer modo, fiquei muito satisfeito com a minha prestação, deixando-me, por isso, muito motivado para as próximas provas, a primeira das quais este fim-de-semana em Viana do Castelo», referiu Tomás Leitão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *