Tiago Reis campeão de TT em “dia de Ramos”

O piloto da Toyota Hilux chegou à prova da Escuderia Castelo Branco na liderança do campeonato, com 28 pontos de vantagem sobre André Amaral (Ford Ranger), mas este viu-se forçado a abandonar com uma avaria na caixa de velocidades do seu Ford.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Valter Cardoso e Tiago Reis celebram o título nacional de todo-o-terreno

Não teve história o segundo dia da Baja TT Oeste de Portugal, com os quatro primeiros a manterem as posições com que largaram para a estrada. Sem correr riscos, o que o fez perder algum tempo para os seus perseguidores, João Ramos (Toyota Hilux) alcançou a primeira vitória do ano, depois de três abandonos, 12.ª da carreira, e regressou ao lugar mais alto do pódio, o que não sucedia desde a Baja TT do Pinhal, corrida em Setembro do ano passado.

João Ramos venceu a prova com o tempo de 4h11m40,8s, deixando Alejandro Martins (Míni) em segundo, a 2m38,9s: «A prova foi feita com um andamento forte mas, a dada altura, preocupámo-nos em gerir. Apesar desta gestão, nunca baixámos muito o ritmo. Não se pode. O que mais gostei nesta prova foi o primeiro setor. Muito técnico, com curvas e contracurvas. Adorei. Foi aí que dilatámos a vantagem. Isso deu-nos a capacidade de hoje, no último setor, com mais de três minutos de distância, controlar os nossos adversários. Conseguimos a vitória, que era o objectivo», afirmou João Ramos.

João Ramos e Filipe Palmeiro conduziram o Toyota Hilux ao triunfo na Baja TT Oeste

Satisfeito com o terceiro lugar que ocupava no final do primeiro dia, Tiago Reis (Toyota Hilux) limitou-se a não correr riscos para terminar no derradeiro lugar do pódio, atrás de Alejandro Martins (Mini JCW Rally), e reconquistar o título alcançado em 2019 e que tinha perdido o ano passado para Miguel Barbosa.

A prova albicastrense disputada na região Oeste de Portugal jamais será esquecida para o piloto Tiago Reis que saiu de Torres Vedras com o título de campeão nacional de todo-o-terreno, apesar de ter terminado a Baja do Oeste, penúltima prova do campeonato, na terceira posição, a 3m03,4s do vencedor, o gaiense João Ramos.

«Arrancámos pra o último dia em terceiro. Pudemos controlar os nossos adversários porque o que mais queríamos era conquistar já o campeonato. Conseguimos fazê-lo e ainda vencemos o último setor, algo que não pensei ser possível. Estou muito contente com a conquista do título e só tenho de agradecer à minha equipa. Sem eles não era possível. Estão todos de parabéns», exclamou Tiago Reis, o novo campeão nacional de TT.

Alejandro Martins e José Marques terminaram a prova em 2.º lugar cm o Mini JCW Rally

Luis Recuenco, quarto, e Edgar Condenso, quinto, fecharam o lote dos cinco primeiros. David Spranger, com o seu Bombardier Can Am Maverick, fechou em sexto e venceu os T3. Sérgio Vitorino conseguiu terminar no “top-ten”, em oitavo, e ganhou entre os T8. Para fechar, nota para a vitória de Simão Comenda que foi o melhor concorrente com um carro mais próximo dos de série.

Por sua vez, Georgino Pedroso (Isuzu D-Max), 13.º da geral e segundo do Agrupamento T2, atrás de Simão Comenda, garantiu a conquista, antecipada, do respectivo título.

Terminada a primeira edição da Baja TT Oeste de Portugal, a Escuderia Castelo Branco aponta já todas as atenções para o Ralicross de Castelo Branco, prova pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralicross, que se realiza entre os dias 29 e 31 de Outubro.

Classificação – 1.º, João Ramos/Filipe Palmeiro (Toyota Hilux), 4.11’40”; 2.º, Alejandro Martins/José Marques (Mini JCW Rally), a 2’38”; 3.º, Tiago Reis/Valter Cardoso (Toyota Hilux), a 3’03”; 4.º, Luis Recuenco/Sergio Peinado (Mini JCW Rally), a 8’26”; 5.º, Edgar Condenso/António Serrão (Ford MO EXR05 Proto), a 13’17”; 6.º, David Spranger/Paulo Fiúza (Bombardier CAN-AM Maverick), a 22’38”; 7.º, Edgar Reis/Filipe Martins (Mitsubishi Lancer Racing), a 23’21”; 8.º, Sérgio Vitorino/Rafael Lutas (BMW X5 CC), a 32’44”; 9.º, Filipe Nascimento/Paulo Torres (DPR by PRK Sport), a 39’36”; 10.º, Ricardo Nascimento/Jorge Fernandes (BMW X5), a 42’12”. Classificaram-se mais sete equipas

Próxima prova – Baja Portalegre 500, de 28 a 30 de Outubro, organizada pelo Automóvel Club de Portugal ACP).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *