Tiago Monteiro em busca do título

O piloto português não esconde que o objectivo é conquistar o ceptro, porque, segundo o próprio, «continuo com a sensação de ter sido roubado em 2017 e porque não quero ser apenas um número».

Texto: PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com) – Fotos: FREDERIC LE FLOC’H / DPPI

Seis circuitos (Zolder – Bélgica, Nordschleife – Alemanha, Slovakia Ring – Eslováquia, Hungaroring – Hungria, Aragon – Espanha e Adria – Itália) e 16 corridas (duas em Zolder e no Nordschleife e quatro nos restantes traçados garantem a realização do WTCR de 2020, no qual o português Tiago Monteiro (Honda Civic Type R) volta a estar envolvido.

Para o piloto português «o objectivo é conquistar o título, porque continuo com a sensação de ter sido roubado em 2017 e porque não quero ser apenas um número»

E se Tiago Monteiro não esconde o desejo de conquistar o título, o húngaro Norbert Michelisz (Hyundai i30N) inicia a defesa do ceptro, conquistado, num traçado que chegou a integrar o calendário do extindo WTCC, mas que faz a estreia no campeonato, em consequência do traçado de Salzburgring ter deixado cair a realização da prova, por causa do Covid-19.

Na luta pelo título e para além do duo luso-hungaro estarão o francés Yvan Muller (Lynk & Co 03), o italiano Gabriele Tarquini (Hyundai i30 N), os argentinos Esteban Guerrieri (Honda Civic Type R) e Néstor Girolami (Honda Civic Type R), o sueco Thed Bjork (Lynk & Co 03), sendo de assinalar a primeira presença de um Renault, que será guiado pelo jovem británico Jack Young (Renault Mégane RS), de 18 anos, o terceiro mais novo de sempre a alinhar na competição.

Relembre-se que o campeonato devia ter começado nas ruas de Marrakech, a 5 de Abril, e que devia ter passado por Vila Real, Macau e Malásia e China, mas as circunstancias levaram a que ficasse circunscrito à Europa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: