Tiago Monteiro de fora por duas vezes

O cenário das duas corridas de hoje não se alterou em relação ao de ontem, com o piloto português a ficar em branco, numa prova marcada pela mudança de comandante do campeonato: Norbert Michelisz sucede a Esteban Guerrieri.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Após uma pausa de três meses, o WTCR (Campeonato do Mundo de Carros de Turismo) voltou a entrar em acção, no traçado chinês de Ningbo, que abre a temporada asiática e que decorrerá até ao final da temporada, com Suzuka (Japão), Guia (Macau) e Sepang (Malásia) a constituírem o lote de corridas que fecha a época.

Após ter regressado às vitórias, em Vila Real, o português Tiago Monteiro (Honda Civic) não teve a sorte pelo seu lado no traçado chinês, onde, depois de ter sido 13.º na corrida de ontem, acabou fora da pista, hoje, por duas vezes, a primeira, na primeira volta, a segunda,

quando já era 13.º, na sexta volta.

As corridas chinesas provocaram não só a mudança de comandante do campeonato, com o húngaro Norbert Michelisz (Hyundai i30N) a suceder ao argentino Esteban Guerrieri (Honda Civic) que, tal como Tiago Monteiro, ficou em branco, o que lhe sucede pela primeira vez esta temporada, com a consequente descida ao segundo lugar do campeonato.

Em contrapartida, o francês Yvan Muller (Lynk & Co 03), que parecia afastado da discussão do título, com as duas vitórias alcançadas (primeira e terceira corridas) e o terceiro lugar (segunda corrida) reentra na corrida e reduziu para 17 pontos, a desvantagem pontual para o húngaro.

As corridas de hoje ficaram marcadas pelas sucessivas intervenções do “Safety” Car” que na primeira corrida entrou em acção logo na volta de abertura, para estar em pista durante cinco voltas, em consequência dos inúmeros “toques” ocorridos, para a situação repetir-se na segunda corrida, onde voltaria algumas voltas depois, neste caso por causa do acidente de Tiago Monteiro, que foi “tocado”, na traseira, pelo marroquino Mehdi Bennani (VW Golf GTi), com o Honda do português a embater com violência no muro das “boxes”.

A primeira corrida do dia foi ganha por Norbert Michlelisz, depois de suplantar o inglês Andy Priaulx (Lynk & Co 03) e de aproveitar a “oferta” do italiano Gabriele Tarquini (Hyundai i30N), que tinha aproveitado a luta entre os dois primeiros para os surpreender, mas que cederia a vitória ao húngaro, que está na discussão da sucessão do italiano. O inglês acabaria por atrasar-se por causa do “toque” com o húngaro e Yvan Muller pode chegar ao pódio.

Na segunda corrida do dia, Yvan Muller foi um vencedor “tranquilo”, por ter atrás de si o sobrinho Yann Erhlacher (Lynk & Co 03) que o protegeu dos ataques de Gabriele Tarquini.

De assinalar que, a “correr em casa”, Cyan Racing Lynk & Co conseguiu duas importantes vitórias e ascendeu ao comando do campeonato de equipas

CLASSIFICAÇÕES

CORRIDAS

CORRIDA 2 – 1.º, Norbert Michelisz (Hyundai I30N), 15 voltas (60,15 km) em 32’31,594” (127,9 km/h); 2.º, Gabriele Tarquini (Hyundai i30N), a 0,766”; 3.º, Yvan Muller (Lynk & Co 03), a 1,537”; 4.º, Thed Bjork (Lynk & Co 03), a 1,906”; 5.º, Daniel Haglof (Cupra), a 2,360”; 6.º, Atilla Tassi (Honda Civic), a 6,708”; 7.º, Robert Huff (VW Golf GTi), a 7,670”; 8.º, Nicky Catsburg (Hyundai i30 N), a 11,402”; 9.º, Tom Coronel (Cupra), a 11,623”; 10.º, Kevin Ceccon (Alfa Romeo Giulietta), a 11,961”. Classificaram-se mais cinco pilotos

CORRIDA 3 – 1.º, Yvan Muller, 18 voltas (72,18 km), em  38’40,228” (127,4 km/h); 2.º, Yann Ehrlacher (Lynk & Co 03), a 0,431”; 3.º, Gabriele Tarquini, a 1,234”; 4.º, Augusto Farfus (Hyundai i30N), a 3,830”; 5.º, Thed Bjork (Lynk & Co 03), a 4,248”; 6.º, Aurelien Panis (Cupra), a 5,064”; 7.º, Frédéric Vervisch (Audi RS3 LMS, a 5,891”; 8.º, Nestor Girolami (Honda Civic), a 11,729”; 9.º, Kevin Ceccon (Alfa Romeo Giulietta), a 12,396”; 10.º, Johan Kristoffersson (VW Golf GTi), a 13,903”. Classificaram-se mais seis pilotos.

CAMPEONATOS

PILOTOS – 1.º, Norbert Michelisz, 247 pontos; 2.º, Esteban Guerrieri, 231; 3.º, Yvan Muller, 230; 4.º, Thed Bjork, 209; 5.º, Mikel Azcona, 188; 6.º, Nestor Girolami, 186; 7.º, Yann Ehrlacher, 176; 8.º, Gabriele Tarquini, 156; 9.º, Frederic Vervisch, 150; 10.º, Augusto Farfus, 141; …; 19.º, Tiago Monteiro, 58. Estão classificados mais sete pilotos

EQUIPAS – 1.º, Cyan Racing Lynk & Co, 439 pontos; 2.º, ALL-INKL.COM Munnich Motorport, 417; 3.º, BRC Hyundai N Squadra Corse, 403; 4.º, BRC Hyundai N Lukoil Racing Team, 279; 5.º, PWR Racing, 237; 6.º, Cyan Performance Lynk & Co, 226; 7.º, Sébastien Loeb Racing Volkswagen, 200; 8.º, Mulsanne Srl, 189; 9.º, Comtoyou Team Audi Sport, 189; 10.º, Leopard Racing Team Audi Sport, 160; 11.º, Sébastien Loeb Racing Volkswagen Motorsport, 155; 11.º, Comtoyou DHL Tean Cupra Racing, 147; 13.º, KCMG, 110

PRÓXIMA PROVA – Suzuka (Japão), dia 27 de Outubro

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação