Tiago Monteiro de fora a abrir a segunda corrida

O italiano Gabriele Tarquini (Hyundai i30 N) e o francês Yvan Muller (Lynk & Co 03) venceram as duas corridas de hoje, da corrida marroquina, primeira do WTCR.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Na primeira corrida, o italiano Gabriele Tarquini (Hyundai i30 N) acabou por vencer, quando parecia que o triunfo não escaparia ao holandês Nicky Catsburg (Hyundai i30 N). O holandês aproveitou o facto de largar da “pole position” para assumir o comando e manter o italiano atrás de si, dando a sensação que tinha a corrida controlada, uma vez que no traçado marroquino as ultrapassagens não são fáceis.

Só que, na 10.ª volta, Nicky Catsburg embateu com violência na barreira, ficando a sensação que, no momento da travagem, algo quebrou e o Hyundai só parou após o embate, com o holandês, que já não alinhou na corrida seguinte a perder uma vitória que parecia certa.

O acidente levou à entrada do “Safety Car”, para o carro de Nicky Catsburg ser retirado e quando a corrida recomeçou, Gabriele Tarquini “explodiu” e fugiu da concorrência que estava “a dormir” ou não foi avisada pela equipa que a corrida ia ser relançada. A partir daí Gabriele Tarquini não teve dificuldade em alcançar a primeira vitória do ano.

Tiago Monteiro (Honda Civic) terminou em oitavo, depois de ter largado de sétimo, de ter caído para nono, por ter ficado “tapado” na partida, e beneficiar do abandono do holandês para subir um lugar.

No arranque para segunda corrida do dia, o francês Yvan Muller (Lynk & Co 03) saiu melhor que o belga Frédéric Vervisch (Audi RS3 LMS), que estava na “pole”, e assumiu o comando, com o sueco Thed Bjork (Lynk & Co 03) a superiorizar-se, também ele, ao belga e ascender ao segundo lugar.

Só que na 14.ª volta, o carro do francês teve um problema e Yvan Muller foi forçado a renunciar e deixou o sueco no comando, à frente do belga e do espanhol Miguel Azcona (Cupra), com os três a manterem as posições até ao final da corrida, que acabou com uma situação de bandeira amarela, porque Jean-Eric Vernay (Audi RS3 LMS), a duas voltas do fim, ficou sem travões, “bateu” e obrigou à entrada do “Safety Car”.

Por sua vez, Tiago Monteiro não passou da volta de abertura, em consequência de um “toque” no francês Yvan Ehrlacher (Lynk & Co 03), tendo os dois ficado de fora, com o português a sair de Marrocos no nono lugar do campeonato.

CLASSIFICAÇÕES

2.ª CORRIDA

1.º Gabriele Tarquini (Hyundai i30 N), 20 voltas (59,42 km), em 31’45,772” (122,3 km/h); 2.º Jean-Karl Vernay (Audi RS3 LMS), a 3,317”; 3.º Yann Ehrlacher (Lynk & Co 03), a 3,991”; 4.º Esteban Guerrieri (Honda Civic), a 4,514”; 5.º Miguel Azcona (Cupra), a 4,669”; 6.º Thed Bjork (Lynk & Co 03), a 7,064”; 7.º Yvan Muller (Lynk & Co 03), 8,197”; 8.º Tiago Monteiro (Honda Civic), a 8.496”; 9.º Frédéric Vervisch (Audi RS3 LMS), a 8,895”; 10.º Nestor Girolani (Honda Civic), a 9,439”. Classificaram-se mais 13 pilotos

3.ª CORRIDA

1.º Thed Bjork, 23 voltas (68,333 km), em 37’58,474” (122,0 km/h); a 7,064”; 2.º Frédéric Vervisch, a 0,680”; 3.º Miguel Azcona, a 3,039”; 4.º Esteban Guerrieri, a 6,182”; 5.º Gabriele Tarquini, a 10,174”; 6.º Nestor Girolani, a 12,127”; 7.º Gordon Shedden (Audi RS3 LMS), a 14,725”; 8.º Norbert Michelisz (Hyundai i30 N), a 15,455”; 9.º Ma Qing Hua (Alfa Romeo Giulietta), a 16,128”; 10.º Daniel Haglof (Cupra), a 17,233”. Classificaram-se mais 10 pilotos

CAMPEONATO

1.º Thed Bjork, 61 pontos; 2.º Esteban Guerrieri, 56; 3.º Gabriele Tarquiniu, 49; 4.º Nestor Girplami, 34; 5.º Frédéric Vervisch, 32; 6.º Jean-Karl Vernay, 29; 7.º Mikel Azcona, 29; 8.º Yann Ehrlacher, 24; 9.º Tiago Monteiro, 20; 10.º Andy Priaulx, 18. Estão classificados mais 12 pilotos.

PRÓXIMA PROVA – Hungaroring (Hungria), dia 28 de Abril.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação