Terceira vitória do italiano Enea Bastianini

Miguel Oliveira (KTM) desistiu hoje do Grande Prémio de França de MotoGP, sétima prova da temporada, devido a uma queda sofrida a três voltas do final, quando era nono classificado.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Enea Bastianini (Ducati)

Quinze dias depois de ter triunfado em Jerez de la Frontera, pelas mãos do italiano Francesco Bagnaia (Ducati), a marca italiana voltou a triunfar, desta feita, por intermédio de outro italiano, Enea Bastianini (Ducati), que somou a terceira vitória da temporada, numa corrida onde a Ducati esteve muito perto de monopolizar o pódio.

A corrida começou com os dois italianos e o australiano Jack Miller (Ducati) a destacarem-se na fase inicial da corrida, com Jack Miller a comandar durante as três primeiras voltas, para Francesco Bagnaia ocupar a primeira posição entre as voltas quatro e 20, altura em que caiu, para ser Enea Bastianini a comandar as últimas sete e a garantir a vitória.

Coube ao espanhol Aleix Espargaro (Aprilia) completar o pódio, à frente dos franceses Fabio Quartararo (Yamaha) e Johann Zarco (Suzuki) para desilusão dos milhares de franceses que estiveram em Le Mans, onde queriam festejar o triunfo dos seus pilotos.

Miguel Oliveira (KTM)

O português Miguel Oliveira (KTM) largou de 17.º, recuperou até ao nono lugar, mas a três voltas do fim experimentou a dureza do asfalto e caiu para 11.º no campeonato, onde Fabio Quartararo conservou o comando, agora, com quatro pontos de avanço sobre Aleix Espargaro e oito sobre Enea Bstianini.

Com o sol a voltar a Le Mans, a corrida de Moto2, tal como a de Moto3, teve um vencedor espanhol, na circunstância Augusto Fernandez (Kalex), depois do seu compatriota e colega de equipa, Pedro Acosta (Kalex), que largou da “pole”, ter comandado durante a fase inicial e parecer lançado para a vitória, até experimentar a dureza do asfalto do traçado francês.

A partir desse momento, Augusto Fernandez instalou-se no comando e não teve dificuldades em garantir o triunfo, enquanto atrás de si, o seu compatriota Aron Canet (Kalex), o tailandês Somkiat Chantra (Kalex) e o americano Cameron Beaubier (Kalex), com o espanhol a garantir o segundo lugar e o tailandês a ascender ao derradeiro lugar do pódio, na derradeira volta, quando conseguiu levar a melhor sobre o americano.

Augusto Fernandez (Kalex)

A corrida de Moto3 foi interrompida logo na segunda volta, em consequência do aparecimento da chuva, que surpreendeu os pilotos e levou de imediato vários deles ao chão, sem se tocarem, mas por serem surpreendidos pelo asfalto molhado.

Quando a corrida recomeçou, com 14 voltas, em lugar das 22 que estavam programadas, o italiano Dennis Foggia (Honda), que partiu pela primeira vez da “pole”, assumiu o comando, mas depressa o espanhol Jaume Masia (KTM) o ultrapassou, com o piloto da marca austríaca a travar um intenso duelo com o italiano, o japonês Ayumu Sasaki (Husqvarna) e o seu compatriota Izan Guevara (GasGas).

Após constantes trocas de posição, o japonês chegou ao comando numa das derradeiras curvas, da última volta, com o piloto da KTM a regressar à primeira posição da duas curvas do fim, para garantir o segundo triunfo do ano, o que lhe permitiu ascender ao segundo lugar do campeonato, em igualdade pontual com Dennis Foggia, a 17 pontos do espanhol Sergio Garcia (GasGas), sétimo na corrida.

Sergio Garcia foi um dos pilotos surpreendido pela chuva, o que obrigou a equipa a um intenso trabalho contra-relógio para poder estar presente na segunda partida.

CLASSIFICAÇÕES

CORRIDAS

MOTOGP – 1.º, Enea Bastianini (Ducati),27 voltas (112,995 km), em 41’34,613” (163,0 km); 2.º Jack Miller (Ducati), a 2,718”; 3.º, Aleix Espargaro (Aprilia), a 4,182”; 4.º, Fabio Quartararo (Yamaha), a 4,288”; 5.º, Johann Zarco (Ducati), a 11,139; 6.º, Marc Marquez (Honda), a 15,155”; 7.º, Takaaki Nakagami (Honda), a 16,680”; 8.º, Brad Binder (KTM), a 18,459”; 9.º, Luca Marini (Ducati), a 20,541”; 10.º, Maverick Viñales (Aprilia), a 21,486”. Classificaram-se mais sete pilotos.

MOTO2 – 1.º, Augusto Fernandez (Kalex), 25 voltas (104,625 km), em 40’31,726” (154,8 km/h); 2.º, Aron Canet (Kalex), a 3,746”; 3.º, Somkiat Chantra (Kalex), a 4,628”; 4.º, Cameron Beuabier (Kalex), a 4,745”; 5.º, Ai Ogura (Kalex), a 15,376”; 6.º, Marcel Schrotter (Kalex), a 17,547”; 7.º, Joe Roberts (Kalex), a 19,035”; 8.º, Celestino Vietti (Kalex), a 19,854”; 9.º, Jorge Navarro (Kalex), a 20,766”; 10.º, Stefano Manzi (Kalex), a 20,879”. Classificaram-se mais 11 pilotos.

MOTO3 – 1.º, Jaume Masia (KTM), 14 voltas (58,590 km), em 24’04,119” (146,0 km/h); 2.º, Ayumu Sasaki (Husqvarna), a 0,150”; 3.º, Izan Guevara (GasGas), a 0,220”; 4.º, Dennis Foggia (Honda), a 0,322”; 5.º, Tatsuki Suzuki (Honda), a 0,529”; 6.º, Carlos Tatay (CFMoto), a 1,594”; 7.º, Sergio Garcia (GasGas), a 2,007”; 8.º, Ryusei Yamanaka (KTM), a 2,275”; 9.º, Deniz Oncu (KTM), a 2,502”; 10.º, Andrea Migno (Honda), a 2,917”. Classificaram-se mais 17 pilotos

CAMPEONATOS

PILOTOS

MOTOGP – 1.º, Fabio Quartararo, 102 pontos; 2,º, Aleix Espargaro, 98; 3.º, Enea Bastianini, 94; 4.º, Alex Rins, 69; 5.º, Jack Miller, 62; 6.º, Johann Zarco, 62; 7.º, Francesco Bagnaia, 56; 8.º, Brad Binder, 56; 9.º, Joan Mir, 56; 10.º, Marc Marquez, 54; 11.º, Miguel Oliveira, 43. Estão classificados mais 12 pilotos.

MOTO2 – 1.º, Celestino Vietti, 108 pontos; 2.º, Ai Ogura, 92; 3.º, Aron Canet, 89; 4.º, Tony Arbolino, 70; 5.º, Augusto Fernandez, 69; 6.º, Joe Roberts, 66; 7.º, Somkiat Chantra, 61; 8.º, Marcel Schrotter, 57; 9.º, Jorge Navarro, 52; 10.º, Bo Bendsneyder, 36. Estão classificados mais 18 pilotos.

MOTO3 – 1.º, Sergio Garcia, 112 pontos; 2.º, Jaume Masia, 95; 3.º, Dennis Foggia, 95; 4.º, Izan Guevara, 89; 5.º, Ayumu Sasaki, 75; 6.º, Deniz Oncu, 70; 7.º, Andrea Migno, 58; 8.º, Carlos Tatay, 52; 9.º, Tatsuki Suzuki, 38; 10.º, Kaito Toba, 37. Estão classificados mais 15 pilotos.

MARCAS

MOTOGP – 1.º Ducati, 156 pontos; 2.º, Yamaha, 102; 3.º, Aprilia, 99; 4.º, KTM, 86; 4.º, Suzuki, 80; 6.º, Honda, 67

MOTO2 – 1.º, Kalex, 175 pontos; 2.º, Boscoscuro, 20; 3.º, MV Agusta, 5

MOTO3 – 1.º, GasGas, 140 pontos; 2.º KTM, 123; 3.º, Honda, 116; 4.º, Husqvarna, 86; 5.º, CFMoto, 71.

EQUIPAS

MOTOGP – 1.º, Aprilia Racing, 131 pontos; 2.º, Team Suzuki Ecstar, 125; 3.º, Monster Energy Yamaha MotoGP, 121; 4.º, Ducati Lenovo Team, 118; 5.º, Red Bull KTM Factory Racing, 99; 6.º, Gresini Racing MotoGP, 97; 7.º, Repsol Honda Team, 94; 8.º, Pramac Racing, 90; 9.º, LCR Honda, 48; 10.º, Mooney VR46 Racing Team, 40; 11.º, Withu Yamaha RNF MotoGP Team, 14; 12.º Tech3 KTM Factory Racing, 3

MOTO2 – 1.º, Idemitsu Honda Team Asia, 153 pontos; 2.º, Flexbox HP40, 141; 3.º, Mooney VR46 Racing Team, 108; 4.º, ELF Marc VDS Racing Team, 105; 5.º, Red Bull KTM Ajo, 89; 6.º, Liqui Moly Intact GP, 88; 7.º, Italtrans Racing Team, 71; 8.º, Inde GasGas Aspar Team, 61; 9.º, Pertamina Mandalika SAG Team, 42; 10.º, Yamaha VR46 Master Camp Team, 34; 11.º, America Racing, 32; 12.º, Lightech Speed Up, 25; 13.º, RW Racing GP, 15; 14.º, Gresini Racing Moto2, 11; 15.º, MV Agusta Forward Racing, 5.

MOTO3 – 1.º, Gaviota GasGas Aspar Team, 201 pontos; 2.º, Leopard Racing, 133; 3.º, Red Bull KTM Ajo, 123; 4.º, Sterilgarda Husqvarna Max, 90; 5.º CFMoto Racing PruestelGP, 89; 6.º, Red Bull KTM Tech3, 77; 7.º, MT Helmets – MSI, 66; 8.º, Rivacold Snipers Team, 58; 9.º, CIP Green Power, 51; 10.º, SIC58 Squadra Corse, 35; 11.º, Angeluss MTA Team, 22; 12.º, QJMotor Avintia Racing Team, 19; 13.º, Visiontrack Racing Team, 14; 14.º, Honda Team Asia, 2.

Próxima prova – Gran Premio d’Italia Oakley, dia 29 de Maio, no Autodromo Internazionale del Mugello.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.