Teotónio em Trás-os-Montes para vencer

Num 2020 agridoce, que tem submetido o Macambi Racing Team a uma montanha russa de emoções, alternando a vitória com os incidentes e resultados menos bons, o Rali Alto Tâmega assume-se como uma operação fundamental para as aspirações da dupla ao título nos RC2N.

(auto.look2010@gmail.com)

O próximo fim-de-semana marca o regresso a Portugal Continental do Campeonato de Portugal de Ralis, quarta prova da temporada que decorrerá no coração do nordeste transmontano, com o regresso, 28 anos depois, do Rali Alto Tâmega ao calendário do campeonato maior.

A prova organizada pelo CAMI assume uma importância extrema para a dupla, no que concerne às aspirações do título entre os RC2N. Depois do resultado negativo no Vinho Madeira, Fernando Teotónio afirma que é imperativo «vencer os RC2N no Alto Tâmega para voltarmos à rota do título».

«Este tem sido um ano de altos e baixos no que respeita aos resultados, embora estejamos muito satisfeitos por ter estado sempre na luta pela vitória em todas as provas já realizadas», sustentou o piloto do Macambi Racing Team que antevê uma prova «muito difícil».

«Primeiro, porque será a nossa estreia absoluta naquelas estradas, ao contrário de alguns adversários que já as conhecem. Depois, a nossa concorrência é cada vez mais forte e de certeza que vamos ter muita luta pelo triunfo, ao longo de toda a prova», acrescentou o piloto do Fundão.

Para atenuar o desconhecimento das especiais, Fernando Teotónio tem «investido algum tempo a ver os vídeos que a organização disponibilizou». «Parecem-me ser troços muito desafiantes e que exigem muita concentração, mas é desse tipo de especiais que gostamos e onde nos sentimos melhor. Depois, a extensão já significativa que cada um apresenta, também é um factor que nos agrada, pois, usualmente, conseguimos ser sempre competitivos, sem perder nem o foco, nem a concentração, nos troços mais longos», sublinhou.

Este trabalho de casa foi secundado pelo navegador e team manager Luís Morgadinho que assume a importância do rali e realça o alto nível de motivação da equipa: «Este rali tem tudo para ser o nosso regresso aos bons resultados e aqui, leia-se às vitórias. Embora seja, uma vez mais, um rali em território desconhecido e só vamos treinar um dia, estamos confiantes no nosso valor e no valor da nossa equipa», disse.

Se na noite que mediou a 1.ª da 2.ª etapa do Rali Vinho Madeira, a equipa técnica da Domingos Sport assinou um verdadeiro milagre ao colocar o Mitsubishi Lancer EVO X nas mínimas condições para conseguir concluir a estreia madeirense da dupla, no regresso à oficina deu para, segundo Luís Morgadinho, perceber que «os estragos tinham sido muito grandes».

«Felizmente, a Domingos Sport conseguiu recuperar totalmente o carro, em mais um trabalho técnico notável e vamos para o Alto Tâmega com a confiança no máximo. Queremos vencer, até para lhes dedicar esse triunfo, como forma de lhes agradecer todo o trabalho que têm desenvolvido», referiu o navegador.

PROGRAMA

SÁBADO (29 DE AGOSTO)

Partida (Parque Nadir Afonso)                 15h30

PEC 1 – Alto Tâmega (15,06 Km)               16h10

PEC 2 – Chaves (18,72 km)                          16h53

Final: Parque Nadir Afonso                        18h35

DOMINGO (30 DE AGOSTO)

Partida                 (Parque Nadir Afonso)                 09h00

PEC 3 – Chaves/Boticas 1 (19,40 km)      09h48

PEC 4 – Boticas 1 (14,23km)                        11h09

PEC 5 – Chaves/Boticas 2                            13h15

PEC 6 – Boticas 2 – POWER STAGE           14h36

Final (Parque Nadir Afonso)                      15h39

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: