Tempestade de areia volta a complicar em Doha

O português Miguel Oliveira (KTM) terminou hoje na 11.ª posição na terceira sessão de treinos livres para o Grande Prémio de Doha, no Qatar, nesta que é a segunda prova do Mundial de MotoGP.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Tem sido difícil a tarefa dos pilotos do Campeonato do Mundo de Motociclismo, na segunda prova do Losail International Circuit, no Qatar. Se, ontem, foram as altas temperaturas do ar e do asfalto a complicarem a vida aos pilotos, hoje foi o forte vento que condicionou os resultados, como o demonstra o facto dos tempos serem superiores aos registados na véspera, uma vez que para além de implicar com o equilíbrio dos pilotos em cima da moto, encheu o asfalto de areia, bem patente sempre que alguém sai da trajectória ideal.

E as condições eram tão difíceis que, no caso do MotoGP, houve quem optasse por não sair para a pista, como sucedeu com os pilotos da Ducati, com excepção dos italianos Francesco Bagnaia e Enea Bastianini.

Fábio Quartararo (Yamaha) foi o mais rápido, à frente dos espanhóis Alex Rins (Suzukl) e Joan Mir (Suzuki), com Miguel Oliveira (KTM) a registar o 11.º da sessão, a ficar a 1,158 segundos da dianteira, exatamente o seu lugar no agregado.

Em Moto2, o inglês Sam Lowes (Kalex) voltou ao topo da tabela de tempos, à frente do italiano Marco Bezzecchi (Kalex) e do australiano Remy Gardner (Kalex), mas o melhor tempo das três sessões pertenceu ao eapanhol Raul Fernandez (Kalex), um dos estreantes na categoria.

Situação semelhante viveu-se em Moto3, com o suiço Jason Dupasquier (KTM) a registar o melhor tempo da sessão, mas com o sul-africano Darryn Binder (Honda) a ser o mais rápido no conjunto dos três treinos livres.

TEMPOS DOS TERCEIROS TREINOS

MotoGP – Fábio Quartararo (Yamaha), 1’56,064”; Alex Rins (Suzuki), 1’56,347”; Joan Mir (Suzuki), 1’56,450”; Danilo Petrucci (KTM), 1’56,614”; Maverick Viñales (Yamaha), 1’56,647”; Franco Morbidelli (Yamaha), 1’56,660”; Enea Bastianini (Ducati), 1’56,668”; Alex Marquez (Honda), 1’56,701”; Valentino Rossi (Yamaha), 1’56,718”; Pol Espargaro (Honda), 1’56,789”; Miguel Oliveira (KTM), 1’56,855”. Treinaram mais sete pilotos

Moto2 – Sam Lowes (Kalex) 2’00,878”; Marco Bezzecchi (Kalex), 2’01,021”; Remy Gardner (Kalex), 2’01,127”; Aron Canet /Boscoscuro), 2’01,154”; Tony Arbolino (Kalex), 2’01,186”; Cameron Beaubier (Kalex), 2’01,201”; Xavi Vierge (Kalex), 2’01, 349”; Fábio Di Giannantonio (Kalex), 2’01,384”; Jake Dixon (Kalex), 2’01,439”; Marcel Schrotter (Kalex), 2’01,528”. Treinaram mais 18 pilotos.

Moto3 – Jason Dupasquier (KTM), 2’07,244”; Dennis Foggia (Honda), 2’07,407”; John McPhee (Honda), 2’07,557”; Izan Guevara (Gasgas) 2’07,625; Xavier Artigas (Honda), 2’07,722”; Niccolò Antonelli (KTM); 2’07,788”; Darryn Binder (Honda), 2’07,814”; Sergio Garcia (Gasgas), 2’07,873”; Andrea Migno (Honda), 2’07,907”; Pedro Acosta (KTM), 2’08,055”. Treinaram mais 18 pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *