Tänak vence na Sardenha e Rovanperä mais líder

A prova ficou marcada pelos problemas do belga Thierry Neuville (Hyundai i20 N Rally1) e do britânico Elfyn Evans (Toyota GR Yaris Rally1), que capotaram no sábado.

(auto.look2010@gmail.com)

Festa da Hyundai Motorsport na Sardenha

O piloto estónio Ott Tänak (Hyundai i20 N Rally1) venceu hoje o Rali da Sardenha, quinta prova do Campeonato do Mundo, no qual o finlandês Kalle Rovanperä (Toyota GR Yaris Rally1) cimentou a liderança. Ott Tänak terminou a prova italiana com o tempo de 3h10m59,1s, deixando na segunda posição o irlandês Craig Breen (Ford Puma Rally1), a 1m03,2s, com o espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 N Rally1) novamente em terceiro, depois de já ter subido ao pódio em Portugal, na ronda anterior, agora a 1m33s.

A prova ficou marcada pelos problemas do belga Thierry Neuville (Hyundai i20 N Rally1) e do britânico Elfyn Evans (Toyota GR Yaris Rally1), que capotaram no sábado, regressando hoje em super-rally mas com uma penalização que os afundou na classificação.

Craig Breen (Ford Puma Rally1)

Desta forma, o quinto lugar de Kalle Rovanperä permitiu ao piloto finlandês, que vinha de três vitórias consecutivas (Suécia, Croácia e Portugal), aumentar a vantagem no Mundial de pilotos, até porque somou quatro pontos extra na “power stage” final, em que foi segundo.

«O mais importante é que somámos mais pontos do que o Thierry (Neuville). Não consegui fazer mais. Lutei muito com o carro», disse Kalle Rovanperä, que terminou a 53,4 segundos do quarto lugar do francês Pierre Loubet (Ford Puma Rally1), que conseguiu, aqui, o melhor resultado da carreira.

Dani Sordo (Hyundai i20 N Rally1)

Ott Tänak, que não vencia na Sardenha desde 2017 e no Mundial desde o Rali do Ártico de 2021, somou a 15.ª vitória na carreira mas não se livrou de um susto nos metros finais da “power stage”, com um pequeno toque na lateral da pista que deixou alguns pedaços de plástico do seu Hyundai a voar.

«Foi um desafio incrível, sobretudo desde o início desta geração híbrida (de carros). Estamos muito contentes, sobretudo pelos mecânicos. Tiveram um esforço incrível. Esta prova não era fácil e fizeram um excelente trabalho a manter o carro operacional», disse o vencedor.

Com estes resultados, Kalle Rovanperä tem, agora, 120 pontos contra os 65 de Thierrry Neuville, que venceu a “power stage”, e os 62 de Ott Tänak. Entre os construtores, a Toyota lidera, com 200 pontos, contra os 161 da Hyundai. A M-Sport Ford tem 120.

A próxima ronda será o Rali do Safari, no Quénia, de 23 a 26 de junho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.