Taça de Portugal de festa no AIA em Portimão

Xavier Lázaro, David Luís, Gustavo da Silva, Duarte Pinto Coelho, Tomás Caixeirinho, Ricardo Borges, Vasco Lázaro e Diogo Teixeira venceram a Taça de Portugal de Karting 2020, disputada no Kartódromo Internacional do Algarve, sob a organização do Autódromo Internacional do Algarve (AIA).

(auto.look2010@gmail.com)

Considerada a grande festa da disciplina, a Taça de Portugal de Karting de 2020, realizou-se este fim-de-semana. Um adiamento que valeu bem a pena, pois a emblemática competição foi disputada por 62 participantes, distribuídos por seis categorias.

A categoria X30 (Sénior) foi a mais concorrida com 21 pilotos e, naturalmente, uma das mais interessantes de seguir na Taça de Portugal de Karting 2020. Na Final, disputada em 12 voltas, Tomás Caixeirinho voltou a partir da “pole position” e esteve sempre na liderança até ser o primeiro a ver a bandeira xadrez, conquistando de forma categórica a edição 2020 da Taça de Portugal de Karting. Gabriel Caçoilo e Mariana Machado completaram o pódio, sendo os principais opositores de Caixeirinho, assim como Frederico Peters que acabou por terminar no quarto lugar.

Luís Caetano, também com um andamento muito forte, fechou o top-5, na frente de Miguel Silva – que rubricou a volta mais rápida em 59,385s – de Santiago Ribeiro, de Jesse Doorgeest e dos “rookies” Diogo Martins e João Miguel Oliveira, que, respectivamente, encerraram o top-10.

CATEGORIA X30 SUPER SHIFTER

Na Final da categoria X30 Super Shifter, disputada em 11 voltas, Ricardo Borges arrancou da “pole position” e voltou a impor um ritmo muito forte e constante até à bandeira xadrez – rubricando a volta mais rápida em 56,899s – o que lhe permitiu conquistar a sua primeira Taça de Portugal de Karting, à geral e na Sénior, na espectacular categoria cujos karts estão equipados com potentes motores de 175cc e caixa de velocidades.

Rodrigo Ferreira, bicampeão nacional da especialidade, foi um honroso segundo classificado à geral e na Sénior, e Rodrigo Lessa – que fez a sua estreia na X30 Super Shifter – conseguiu, com mérito, completar o pódio à geral e na Sénior. Promissor…

Elias Barros – tio de Rodrigo Lessa – cruzou a meta no quarto lugar, mas uma penalização relegou-o para o sexto posto (3.º na Master), tendo assim Vasco Lázaro sido o quarto classificado à geral e o vencedor da Taça de Portugal na classe Master, na frente de André Serafim (2.º Master).

Kevin Saraiva rodou na quarta posição, mas à passagem da terceira volta caiu para a 11.ª posição. Contudo, sem baixar os braços, ainda conseguiu recuperar até ao sétimo lugar da geral (4.º na Sénior).

Diogo Teixeira foi 8.º à geral e venceu a Taça de Portugal na classe Gentleman, seguindo-se Bruno Frota (4.º Master), Paulo Martins (2.º Gentleman), enquanto Hugo Marreiros foi forçado a abandonar à passagem da quinta volta devido a problemas mecânicos.

CATEGORIA JÚNIOR

Na categoria Júnior, Duarte Pinto Coelho largou da “pole position” e foi alternando a liderança com Santiago Alves até à passagem da quinta volta, altura em que Alves foi forçado a abandonar. A partir daí, Duarte Pinto Coelho dominou até final (com a volta mais rápida em 1m01,975s), garantindo a tão ambicionada “dobradinha”, já que também se tinha sagrado campeão nacional.

Pedro Cachada, com um andamento forte, garantiu a segunda posição e Francisco Costa assegurou o terceiro lugar, tendo Frederico Pinto Coelho e José Almeida fechado o top-5. Diogo Castro viu a bandeira xadrez na terceira posição, mas uma penalização relegou-o para o sexto lugar, numa corrida em que Miguel Santos foi sétimo classificado, na frente de Francisco Macedo. Rodrigo Vilaça teve problemas na volta de lançamento, ainda tentou correr atrás do prejuízo, mas viria a abandonar com problemas no seu kart à passagem da terceira volta.

CATEGORIA X30 MINI

Na Final, disputada em 11 voltas, Gustavo da Silva largou da “pole position” e, de novo com um forte andamento, dominou a corrida até à amostragem da bandeira xadrez, com a volta mais rápida em 1m08,245s. O piloto de Cascais conquistou assim a Taça de Portugal de Karting 2020, sendo o seu primeiro grande título na disciplina, na qual se estreou há três anos.

Martim Marques enfrentou alguns contratempos, mas, ainda assim, garantiu o lugar intermédio do pódio, contando primeiro com a oposição de Gabriela Teixeira – que na última volta caiu para o 12.º posto – e depois com a boa réplica de Romeu Mello, que nos derradeiros instantes caiu para o quarto lugar, tendo o espanhol Manuel Gayoso sido o terceiro classificado.

O “rookie” Gustavo da Cunha fechou o top-5, na frente de João Barros, enquanto o também estreante Xavier Lázaro assegurou um positivo sétimo lugar, atendendo que há poucos meses ainda alinhava na categoria Iniciação, onde se sagrou campeão nacional. Afonso Lopes foi 8.º classificado, na frente de João Maria Pereira, Tomás Lobo e Beatriz Costa.

 

CATEGORIA CADETE 4T

Na Final da categoria Cadete 4T, disputada em 8 voltas, David Luís arrancou da “pole position” e, tal como na Pré-Final, teve em Lourenço Rocha o seu principal opositor. O piloto de Braga conseguiu ser novamente o primeiro a ver a bandeira xadrez e conquistou a edição 2020 da Taça de Portugal de Karting, sendo o seu primeiro grande título na disciplina onde se iniciou há três anos.

Lourenço Rocha garantiu um meritório segundo lugar, enquanto Guilherme Morgado – sem o andamento a que nos tem habituado – e a “rookie” Leonor Rocha terminaram na terceira e quarta posição, respectivamente.

CATEGORIA INICIAÇÃO

Na Final da categoria Iniciação, disputada em 5 voltas, Xavier Lázaro a largou da “pole position” e esteve sempre na liderança até ver a bandeira xadrez – com a volta mais rápida em 1m49,316s –, conquistando assim a tão ambicionada ‘dobradinha’, já que em 2020 também se sagrou campeão nacional. Martim Gomes garantiu a segunda posição e a luta pelo terceiro lugar foi interessante de seguir, tendo Francisco Iglésias levado a melhor sobre Lourenço Antunes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *