Suzuki com a chave para reduzir emissões de CO2

Depois de cumprir todos os objectivos do Plano Ambiental 2020 e disponibilizar uma gama de modelos completamente híbrida, a Suzuki lança um novo plano para 2050 para reduzir as emissões de CO2 dos seus veículos em 90%, em 80% a quantidade de CO2 por veículo produzido.

(auto.look2010@gmail.com)

A Suzuki Motor Corporation tem um firme compromisso com o meio ambiente, que se rege sob o Estatuto Geral do Meio Ambiente da empresa e que é uma realidade com amplos planos nos quais as medidas aprovadas são implementadas.

Cumprindo todos os objectivos do “Plano Ambiental Suzuki 2020” (redução de 28% das emissões de CO2 dos nossos automóveis e 10% dos que respeitam às outras fábricas, bem como o desenvolvimento de uma gama de veículos electrificados, entre outros), a Suzuki lança um novo plano que define os objetivos ambientais a serem alcançados pela empresa em 2030 e 2050.

O plano “Suzuki Environmental Vision 2050” é uma bússola que irá guiar os nossos passos para nos convertermos numa empresa sustentável que irá continuar a contribuir para a sociedade durante os próximos 100 anos.

“Compacto, mais leve, mais curto, com menos material e mais engenhoso”: Estes são os termos pelos quais a Suzuki definiu seu processo de fabricação desde o início dos anos 90. Enquanto maximiza o valor oferecido aos clientes, estes princípios visam tornar o processo menor e mais leve, com menos recursos, mas mais engenho, e usando menos tempo e distância, tanto quanto possível. Isto tem um reflexo directo nos nossos produtos.

O peso e as emissões médias de um automóvel Suzuki comercializado na Europa em 2017 foi de 1.080 quilos e 114,9 g/km de CO2, enquanto a média para o mercado europeu foi de 1.395 quilos e 118,6 g/km.

A Suzuki também apostou fortemente na electrificação com a tecnologia híbrida, a solução que melhor se adapta aos tempos actuais e melhor satisfaz as necessidades dos utilizadores. A Suzuki comercializa em Portugal uma gama de automóveis totalmente híbridos: Ignis, Swift, Swift Sport, Vitara, S-Cross, Across e Swace têm sistemas de propulsão híbridos com diferentes tecnologias adaptadas às diferentes filosofias destes modelos.

Desde a hibridização leve, com sistemas de 12 e 48 V, até híbridos com recarga automática, passando pela tecnologia híbrida plug-in, a Suzuki oferece todos os sistemas de hibridização existentes na sua gama de modelos.

Acreditamos que estes conceitos são perfeitamente aplicáveis para lidar com os problemas ambientais globais, como mudanças climáticas, escassez de água e esgotamento de recursos. Os nossos automóveis compactos, leves e electrificados não emitem apenas menos CO2, como também minimizam os recursos necessários para produzi-los.

Dando continuidade à nossa filosofia principal, a Suzuki irá continuar na constante procura de um futuro melhor reduzindo o impacto das nossas actividades comerciais e encurtando o tempo para combater os problemas ambientais.

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

Emissões de CO2 dos veículos: Os objectivos do “Suzuki Environmental Plan 2020” para o ano de 2050 são reduzir em 90% as emissões totais de CO2 dos automóveis novos (desde a sua fabricação à reciclagem final). A médio prazo, esta redução será de 40% em 2030, em relação aos dados de 2010.

Emissões de CO2 das nossas actividades empresariais: O objectivo é reduzir em 80% as emissões de CO2 das actividades empresariais por veículo produzido em 2050. Esta redução será de 45% em 2030, em comparação com os dados do ano fiscal de 2016.

CONSERVAÇÃO DO AR

Minimizar ao máximo a poluição do ar causada pelas nossas actividades e produtos em 2050. Até 2030, o uso de combustíveis fósseis nas actividades comerciais já será reduzido, o uso de energias renováveis será expandido e o desenvolvimento de produtos limpos será promovido. A utilização de compostos orgânicos voláteis (VOCs) também será reduzida quer na fabricação quer nos produtos.

RECURSOS HÍDRICOS

Utilizar os recursos hídricos de forma sustentável, minimizando a carga sobre os ecossistemas aquáticos até 2050. O objectivo para 2030 é reduzir o consumo de água e purificar a água descartada nos centros fabris, realizando um estudo dos riscos hídricos relacionados com as nossas fábricas.

RECICLAGEM

Promover a redução de resíduos, a reciclagem e o tratamento adequado de resíduos resultantes das actividades de fabricação e dos produtos por meio de tecnologias e sistemas de reciclagem desenvolvidos no Japão, que se distribuirão pelo mundo em 2050.

Até 2030, irá ampliar-se o sistema de reciclagem de automóveis a nível mundial, irá promover-se a reciclagem, a reconstrução e reutilização de baterias usadas para a propulsão de veículos eléctricos e irá reduzir-se a quantidade de resíduos nos centros de produção de todo o mundo e os materiais de embalagem de plástico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *