Stoffel Vandoorne dá vitória à Mercedes

O piloto português, que saiu da 19.ª posição, conseguiu recuperar dez lugares, concluindo a prova a 15,304 segundos do vencedor, o belga Stoffel Vandoorne (Mercedes).

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

A Mercedes termina o ano de estreia na Fórmula E com a primeira vitória e o primeiro 1-2, o que pode ser uma indicação para o que sucederá na próxima temporada, que tem início marcado para 16 de Janeiro, nas ruas de Santiago do Chile. Mais rápido na “Super Pole”, o belga Stoffel Vandoorne (Mercedes) assumiu o comando, posição que perdeu, quando passou pelo “Attack Mode”, mas que recuperou quando os seus adversários o fizeram, para acabar por ganhar à frente do seu colega de equipa, o holandês Nyck De Vries (Mercedes) que, nas derradeiras voltas levou a melhor sobre o suíço Sébastien Buemi (Nissan), que completou o pódio.

Como consequência da vitória, Stoffel Vandoorne assegurou o segundo lugar no campeonato, atrás de António Félix da Costa (DS), o quinto campeão da disciplina, enquanto o inglês Oliver Rowland (Nissan) que, com o triunfo de ontem, entrou para a derradeira corrida em segundo, caiu para quinto, primeiro por ter largado da última posição e depois por ter abandonado.

Tudo como consequência do facto de uma vez mais os seis primeiros do campeonato, que constituíram o primeiro grupo a entrar em pista para a qualificação, foram prejudicados, com o português António Félix da Costa (DS) a ser 19.º; inglês Oliver Rowland (Nissan), o vencedor de ontem, o que lhe permitiu ascender ao segundo lugar do campeonato, 24.º; o francês Jean-Eric Vergne (DS), 21.º; o neo-zelandês Mitch Evans (Jaguar), 23.º; o alemão André Lotterer (Porsche), 20.º; e o alemão Max Guenther (BMW), 18.º, o único dos seis que foi mais rápido que António Félix da Costa.

Dos seis, no final da corrida, o melhor foi o francês (7.º), resultado que impediu o 1-2 no campeonato da DS, à frente de António Félix da Costa (9.º), de Mitch Evans (11.º), Max Guenther (12.º) e André Lotterer (14.º)

CLASSIFICAÇÕES

CORRIDA – 1.º, Stoffel Vandoorne (Mercedes), 36 voltas, em 47’22,107”; 2.º, Nyck De Vries (Mercedes), a 1,340”; 3.º, Sébastien Buemi (Nissan), a 2,841”; 4.º, René Rast (Audi), a 3,580”; 5.º, Sam Bird (Virgin), a 8,710”; 6.º, Lucas Di Grassi (Audi), a 11,593”; 7.º, Jean-Eric Vergne (DS), a 12,895”; 8.º, Alex Lynn (Mahindra), a 14,719”; 9.º, António Félix da Costa (DS), a 15,304”; 10.º, Edoardo Mortara (Venturi), a 16,154”; Classificaram-se mais 12 pilotos

CAMPEONATOS

PILOTOS – 1.º, António Félix da Costa, 158 pontos; 2.º, Stoffel Vandoorne, 87; 3.º, Jean-Eric Vergne, 86; 4.º, Sébastien Buemi, 84; 5.º, Oliver Rowland, 83; 6.º, Lucas Di Grassi, 77; 7.º, Mitch Evans, 71; 8.º, André Lotterer, 71; 9.º, Max Guenther, 69; 10.º, Sam Bird, 63;

11.º, Nyck De Vires, 60; 12.º, Robin Frijns, 58; 13.º, Alexander Sims, 49; 14.º, Edoardo Mortara, 41; 15.º, René Rast, 29; 16.º, Jérôme D’Ambrosio, 19; 17.º, Alex Lynn, 16; 18.º, Pascal Werhlein, 14; 19.º, James Calado, 10; 20.º, Neel Jani, 8; 21.º, Daniel Abt, 8; 22.º, Felipe Massa, 3; 23.º, Brendon Hartley, 2

EQUIPAS – 1.º, DS Techeetah, 244 pontos; 2.º, Nissan E-DAMS, 167; 3.º, Mercedes-Benz EQ Formula ETeam, 147; 4.º, Envision Virgin Racing, 121; 5.º, BMW i Andretti Motorsport, 118; 6.º, Audi Sport Abt Schaeffler, 114; 7.º, Panasonic Jaguar Racing, 81; 8.º, TAG Heuer Porsche Formula E Team, 79; 9.º, Mahindra Racing, 49; 10.º, Rokit Venturi Racing, 44; 11.º, Geox Dragon, 2.

CALENDÁRIO DE 2021

Ao contrário do que sucedeu nas seis edições anteriores, que foram divididas por dois anos civis, a sétima edição da Fórmula E só vai decorrer ao longo do ano de 2021, com 12 cidades a receberem as 14 corridas do calendário, com Diriyah (Arábia Saudita) e Londres (Inglaterra) a terem o privilégio de receber duas corridas.

É este o calendário para o próximo ano, ao longo do qual António Félix da Costa vai defender o título conquistado

 

DATA PAÍS CIDADE
     
16 de Janeiro Chile Santiago
13 de Fevereiro México Cidade do México
26 de Fevereiro Arábia Saudita Diriyah
27 de Fevereiro Arábia Saudita Diriyah
13 de Março China Sanya
10 de Abril Itália Roma
24 de Abril França Paris
8 de Maio Mónaco Monte Carlo
23 de Maio Coreia do Sul Seoul
5 de Junho Não indicado  
19 de Junho Alemanha Berlim
10 de Julho Estados Unidos New York City
24 de Julho Inglaterra Londres
25 de Julho Inglaterra Londres

Sujeitos a homologação estão os traçados de Itália, Mónaco e Coreia do Sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *