Single Seater Series com icónica ronda em Portimão

António Correia (F+), Fernando Cordeiro (FL), Al Capone (FR), Fernando M. Gaspar/Duarte Pires (ZT), Paulo Vieira (VJ) e Diogo Matos (KT) assinam vitórias. Moldura icónica de monolugares proporciona corridas empolgantes ao cronómetro, com os pilotos, equipas e adeptos a prestar a última homenagem a Paulo Alves.

(auto.look2010@gmail.com)

O Autódromo Internacional do Algarve foi o palco da segunda jornada da época das Single Seater Series, competição organizada pela Motor Sponsor e único troféu de monolugares em Portugal. Um evento que reuniu monolugares que escreveram a história do automobilismo, numa ronda marcada pela diversidade e simbolismo dos fórmulas presentes.

Uma prova em que o leque de 13 monolugares presentes, separados por 34 anos, cruzaram épocas na discussão dos melhores tempos. Uma ação que teve início oficial com os treinos cronometrados, com Fernando Cordeiro Filho a carimbar a melhor marca da classe Fórmula Livre, e de todo o plantel, ao volante de um Fórmula Novis PNC1.

Já na Fórmula Mais foi António Correia, num Funspeed FS 2019, a ditar o ritmo, seguido na classe pelo Funspeed D&D F01 de Aslam Jamal, que fez o regresso à competição em Portimão.

Uma sessão em que Paulo Vieira, num Van Diemen Vauxhall JR 16V, assinou o melhor registo da classe VJ, num feito replicado por Diogo Matos na KT, com o seu Van Diemen RF85, que foi seguido pelo Quest MT86 de Fernando Gaspar.

Na Fórmula Renault, Arnaldo Van Dunem, que fez na jornada algarvia a sua estreia absoluta em competição, carimbou a melhor marca com o Fórmula Renault Caparo, ao passo que Miguel Abreu, conhecido por Al Capone, acabaria por não concluir a sessão, na sequência de uma saída de estrada devido a problemas de travões no seu Fórmula Renault.

Na classe mais concorrida do fim de semana, a ZT, o topo da tabela de tempos foi alcançado pelo Mygale SJ00, de Fernando Mayer Gaspar e Duarte Pires, seguido pelo Mygale SJ04 de Rui Silva e do Vector MG01 de Vítor Sampaio e Vasco Sampaio. A quarta marca foi alcançada pelo Swift ST97 de António Rodrigues e Pedro Rodrigues, com Filipe Graça, num Mygale SJ00, a fechar o lote dos cinco mais rápidos.

Lançados os ingredientes para uma jornada dupla de muita ação, chegava a hora da corrida 1, de sábado. Um desafio que proporcionou uma luta de gerações em pista. Na Fórmula Mais, António Correia levou o seu Funspeed FS 2019 à vitória, com Aslam Jamal, num Funspeed D&D F01, a ser segundo da classe.

Já na disputada classe ZT foi Fernando Mayer Gaspar a vencer, ao volante do Mygale SJ00. O lugar intermédio do pódio coube ao Swift ST97, pilotado em prova por Pedro Rodrigues, seguido do Mygale SJ04 de Rui Silva. A fechar o top 5 na ZT ficou o Vector MG01 de Vítor Sampaio e Vasco Sampaio e o Mygale SJ00 de Filipe Graça.

Na Fórmula Livre, Fernando Cordeiro alcançou uma difícil vitória na classe, devido a problemas na caixa de velocidades do Fórmula Novis PNC1, que acabariam por impedir o piloto de alinhar na corrida 2, de domingo.

Na classe VJ, Paulo Vieira impôs o Van Diemen Vauxhall JR 16V, num feito replicado por Al Capone na Fórmula Renault, ao volante do seu Fórmula Renault 2.0. Classe em que o estreante Arnaldo Van Dunem acabaria por não vir a completar qualquer volta com o seu Fórmula Renault Caparo, na sequência de uma falsa partida.

Na classe KT, Diogo Matos voltaria a ser o mais rápido com o seu Van Diemen RF85. Já Fernando Gaspar acabaria por não voltar ao traçado algarvio com o Quest MT86, devido a um problema na junta da cabeça no motor do monolugar.

Um sábado que terminaria com um momento simbólico de grande importância, uma homenagem a Paulo Alves, membro da direção da ANPAC, recentemente falecido. Um momento que juntou em pista uma moldura de amigos, pilotos, equipas e adeptos para um minuto de silêncio em sua memória.

No domingo, o plantel das Single Seater Series voltaria ao traçado algarvio para a corrida 2, o derradeiro desafio da jornada. Em pista, António Correia, com o Funspeed FS 2019, seria o primeiro a cruzar a meta, assinando a segunda vitória do fim de semana na Fórmula Mais, classe em que Aslam Jamal, no Funspeed D&D F01, terminaria no lugar intermédio do pódio.

Já na concorrida classe ZT, a vitória foi assinada por Duarte Pires, ao volante do Mygale SJ00. Rui Silva, num Mygale SJ04, foi segundo, com o terceiro lugar a ser alcançado pelo Mygale SJ00 de Filipe Graça, seguido do Swift ST97 de António Rodrigues e Pedro Rodrigues, quarto classificado.

Na classe Fórmula Renault, o ritmo foi ditado pelo Fórmula Renault 2.0 de Al Capone, piloto que repetiu o triunfo da primeira corrida, seguido do estreante Arnaldo Van Dunem, num Fórmula Renault Caparo. Na VJ, Paulo Vieira, com um Van Diemen Vauxhall JR 16V, foi o mais rápido, num feito replicado por Diogo Matos na classe KT, com um Van Diemen RF 85.

Em números, a jornada de Portimão das Single Seater Series traduziu-se por uma dupla vitória para António Correia na Fórmula Mais, com o Funspeed FS 2019: “Foram corridas com resultados bastante positivos, disputadas sob condições meteorológicas muito exigentes e nas quais tive que dar o meu máximo. No final, fica a satisfação de termos evoluído e de tudo ter corrido conforme esperávamos.”

Um saldo igualmente obtido na classe ZT pela dupla Fernando Mayer Gaspar/Duarte Pires, a qual regressou nesta ronda à ação no troféu com o Mygale SJ00. Um fim de semana de conquistas que começou a ser desenhado por Fernando Mayer Gaspar, que venceu a corrida 1.

«É sempre um prazer estar ao volante de um fórmula e tive a sorte de ter o António Correia mesmo à minha frente, o que foi um estímulo para tentar atacar, apesar das diferenças entre os monolugares», referiu.

Na corrida 2, o triunfo na classe sorriu a Duarte Pires: «Portimão tem um traçado onde é sempre giro pilotar e por isso foi bom. No entanto, para o futuro estamos a considerar desenvolver um modelo para disputar a Fórmula Mais, que se assume como uma classe bastante interessante», sublinhou.

Já Paulo Vieira, autor de um duplo triunfo na classe VJ com um Van Diemen Vauxhall JR 16V, referiu que «foi um fim de semana muito quente e estar dentro do carro era um esforço tremendo». «Mas o mais importante é que o fórmula esteve impecável, com a equipa a fazer um grande trabalho, o que me permitiu rodar e divertir-me, que era o principal objetivo».

Pelo mesmo diapasão alinha o duplo vencedor da classe KT e piloto que militou um Van Diemen RF85, Diogo Matos: «Uma jornada muito gira, com várias lutas em pista e só espero voltar a ter mais fins de semana destes, foi fabuloso».

Uma satisfação partilhada por Al Capone, piloto que assinou a vitória na classe FR em ambas as corridas com o Fórmula Renault 2.0: «Foi um fim de semana de altos e baixos. Tive o meu primeiro acidente de fórmula, devido a um problema mecânico, mas, em oposição, triunfei nas duas corridas e melhorei de forma constante os tempos, o que foi bom».

Já Fernando Cordeiro, vencedor da Fórmula Livre na corrida 1, com o Fórmula Novis PNC1, afirma: «Foi uma corrida exigente, tive problemas de caixa, ficando apenas com 2.ª e 4.ª velocidades. Felizmente consegui levar o carro até ao fim e ainda vencer a minha classe».

A ronda de Portimão foi a segunda jornada da temporada de 2022 das Single Seater Series. Um evento importante no calendário da competição, conforme o responsável máximo da Motor Sponsor, André Marques.

«Conseguimos aumentar a grelha para esta prova, o que é positivo, e reunimos um leque variado de monolugares. Agradecemos a todos os que estiveram presentes e agora o objetivo é conseguirmos voltar a ter uma moldura de fórmulas que nos permita viabilizar a terceira prova do ano, que está agendada para setembro. Estamos comprometidos em trabalhar nesse sentido, mas sabemos que iremos precisar que os pilotos e as equipas estejam connosco. Se assim acontecer, dentro de dois meses vemo-nos seguramente no Estoril. Obrigado a todos».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.