Sexta etapa das motos neutralizada ao km 101

A organização neutralizou hoje a sexta etapa das motas da 44.ª edição do Rali Dakar de todo-o-terreno, em Riade, devido à destruição do percurso previsto.

(auto.look2010@gmail.com) – EM ACTUALIZAÇÃO

Na quinta-feira, pela primeira vez na história da prova, os automóveis e as motos enfrentaram percursos diferentes, trocando entre si no dia de hoje. Mas a passagem dos concorrentes dos automóveis e camiões e as chuvas que afectam aquela região da Arábia Saudita tornaram o percurso que as duas rodas deveriam percorrer hoje intransitável.

Perante este cenário, a organização optou por neutralizar a etapa no primeiro ponto de abastecimento, ao quilómetro 101, depois de muitas queixas dos pilotos relativas à segurança.

O piloto do Botsuana Ross Branch (Yamaha) foi um dos apanhados nas “armadilhas” do traçado, desistindo após queda que lhe provocou lesões na mão direita. Foi transportado aos serviços médicos do acampamento pela organização.

No segundo e último ponto de controlo por que passaram as motos, ao quilómetro 81, o australiano Daniel Sanders (GasGas) liderava a classificação, com 1m26s de vantagem sobre o austríaco Mathias Walkner (KTM) e 1m47s sobre o líder da geral, o britânico Sam Sunderland (GasGas), vencedor da edição de 2017. Joaquim Rodrigues Jr. (Hero) seguia na 11.ª posição, Rui Gonçalves (Sherco) em 15.º e António Maio (Yamaha) em 21.º.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.