Sérgio Rego com duplo triunfo de Supermoto em Montemor

A 5.ª prova do Campeonato Nacional de Supermoto, que marcou a estreia do Open no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho, o piloto Sérgio Rego registou dois triunfos em outras tantas mangas para gáudio dos seus seguidores.

Texto: CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt) – Fotos: JOSÉ MOURA

O piloto de Armamar, Sérgio Rego, conseguiu a “dobradinha” e adiou a discussão do título para a derradeira jornada. Sob a égide da Federação Motociclismo Portugal (FMP), na prova do Moto Clube de Coimbra, disputada no traçado da capital do Baixo Mondego, Sérgio Rego batalhou “ferozmente” com Nuno Pinto nas duas “mangas”, com este último a ter de contentar-se com a segunda posição.

Tratou-se de uma animada e brava discussão pela vitória, em que Nuno Pinto ainda passou fugazmente pela liderança a cerca de três voltas do final, empolgando o muito público que emoldurou o Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho. Todavia, na pista desenhada a

“régua e esquadro” pela estrutura organizativa do Moto Clube de Coimbra, coadjuvada pelos promotores Clube Motorizado do Troço, de S. João da Madeira, bem como o Moto Galos de Barcelos, Sérgio Rego não baixou os braços e desferiu um ataque que lhe possibilitou vencer com alguma autoridade.

Já a terceira posição foi reclamada por Filipe Marques nas duas “mangas”, numa prova marcada pela ausência de Luís Ferreira, mas que permitiu a Fábio Felícia (1.ª manga) e Sébastian Gil (2.ª manga) a quarta posição, respectivamente, com Hélder Baptista a encerrar o top five nas duas mangas.

Na jornada rica em emoções que atraiu muito público ao concelho, estiveram os pilotos do Mini-Supermoto e, à semelhança do que sucedeu na classe maior, as vitórias nas duas corridas ficaram entregues ao mesmo piloto, nomeadamente David Dias. Com o jovem piloto de Espinho a garantir a dupla vitória, não restou outra alternativa a Tiago João que cotar-se o segundo mais rápido, ao passo que Rafael Sousa foi terceiro na manga inaugural e, na segunda, foi Henrique Luís a garantir essa posição, com o jovem piloto de Marco de Canavezes a ficar fora da classificação.

Uma palavra de incentivo a Afonso Henriques que, apesar de tenra idade, revelou enorme aptidão. Uma queda na primeira manga que o fez “desligar” da prova, quando se procedia as derradeiras voltas, não foi suficiente para desviar as suas atenções competitivas. Apesar de alguns condicionalismos da sequência da queda, o jovem piloto de Maçãs de D. Maria regressou empenhado à pista e cotou-se o quarto mais rápido.

Interessante de seguir foi, igualmente, a prova destinada ao pelotão do Mini Motard. Adelino Patronilho foi o mais rápido na primeira manga, com Bruno Salreta a classificar-se como o segundo mais rápido. Já a segunda e derradeira manga o figurino alterou-se, com Bruno Salreta a

ser o mais lesto e Adelino Patronilho a destacar-se no lugar intermédio do pódio.

A luta pela terceira posição também conheceu um cenário idêntico. Na primeira manga Vasco Monteiro ficou à frente de Rui Branquinho e, na segunda, inverteram-se as posições.

BAIXO MONDEGO DE ALTO RENDIMENTO

O piloto Sérgio Rego, vencedor das duas mangas em Supermoto, não escondeu a sua satisfação pelo duplo triunfo, «os quais foram muito bonitos com muita gente a assistir, o que evidencia ainda mais a nossa

atitude ao longo dos dois dias de prova».

Com palavras de elogios às condições encontradas no Centro Náutico de Montemor-o-Velho para a prática da modalidade, o piloto de Armamar evidenciou que «a pista era muito técnica e a segunda manga foi disputada até à última volta com Nuno Pinto».

Visivelmente «satisfeito pela adesão demonstrada e pela prova ter decorrido sem incidente de maior», José Valença, presidente do Moto Clube de Coimbra, aproveitou o momento para agradecer o apoio prestado pelo município de Montemor-o-Velho que, sem o qual, «não

teria sido possível realizar o Open de Supermoto».

Também o presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, acompanhado do vereador Décio Matias, deixou «um agradecimento ao Moto Clube de Coimbra e à sua equipa de grande qualidade que garantiu uma organização de excelência».

«O Centro Náutico de Montemor-o-Velho demonstrou, mais uma vez, que tem enormes potencialidades e tem que ser aberto a todas as modalidades possíveis para rentabilizar o investimento que aqui foi feito», sublinhou o autarca socialista, reforçando que «foi com muito agrado que presenciámos esta prova a contar para os campeonatos nacionais».

CLASSIFICAÇÕES

SUPERMOTO

1.ª MANGA

1.º Sérgio Rego, 17m59.685s; 2.º Nuno Pinto, 18m04.343; 3.º Filipe Marques, 18m30.418; 4.º Fábio Felícia, 18m38.572; 5.º Hélder Baptista, 18m38.768.

2.ª MANGA

1.ºSérgio Rego, 17m28.758; 2.º Nuno Pinto, 17m28.930; 3.º Filipe Marques, 17m44.071; 4.º Sébastian Gil, 17m44.873; 5.º Hélder Baptista, 18m17.249.

MINI-SUPERMOTO

1.ª MANGA

1.º David Dias, 12m25.497; 2.º Tiago João, 13m13.917; 3.º Rafael Sousa, 10m03.941; 4.º Henrique Luís, 13m14.505; 5.º Afonso Henriques (a uma volta)

2.ª MANGA

1.º David Dias, 2m39.246; 2.º Tiago João, 13m04.454; 3.º Henrique Luís a (2 voltas); 4.º Afonso Henriques (a 2 voltas).

MINI MOTARD

1.ª MANGA

1.º Adelino Patronilho, 17m30.609s; .º Bruno Salreta, 17m39.666s; 3.º Vasco Monteiro, 17m50.947s; 4.º Rui Branquinho, 17m51.263s; 5.º Gabriel Oliveira (a uma volta).

1.ª MANGA

1.º Bruno Salreta, 17m48.936s; 2.º Adelino Patronilho, 17m54.070s; 3.º Rui Branquinho, 18m37.550s; 4.º Vasco Monteiro, 18m57.953s; 5.º Carlos Hermosa, 18m01.400.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação