Segundo “match point” para Sébastien Ogier

O Campeonato do Mundo de Ralis chega este fim-de-semana ao penúltimo encontro da temporada com o Rally RACC da Catalunya, na Costa Dourada. A japonesa Toyota Gazoo Racing garante o título de pilotos do WRC, resta saber se será o francês Sébastien Ogier ou ou inglês Elfyn Evans.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Sébastien Ogier e Elfyn Evans

Falhado o primeiro “match point” na Finlândia, por ter dado a sensação estar mais preocupado em não correr riscos do que em conquistar o título, o francês Sébastien Ogier (Toyota Yaris WRC) tem, em Espanha, a segunda oportunidade de deitar a mão ao seu oitavo título mundial.

E se na Finlândia havia a necessidade da conjugação de um conjunto de circunstâncias, nas estradas catalãs só precisa de somar mais seis pontos que o inglês Elfyn Evans (Toyota Yaris WRC) para alinhar em Monza, na sua despedida a tempo inteiro do “Mundial”, como a revalidação garantida.

Caso vença e mesmo que não marque pontos na “Power Stage”, Sébastien Ogier só não é campeão se Elfyn Evans for segundo e arrecadar mais de dois ou mais pontos na “Power Stage”, o que adiaria a decisão para o Rali de Monza, de novo prova de recurso, que volta a fechar o campeonato, tal como sucedeu o ano passado.

Sébastien Ogier (Toyota Yaris WRC)

Se as contas do campeonato podem ser fechadas na prova espanhola, já a luta pelo derradeiro lugar do pódio final vai estar em aberto até ao último metro. O belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupé WRC), o finlandês Kalle Rovampera (Toyota Yaris WRC) e o estónio Ott Tanak (Hyundai i20 Coupé WRC) entram na prova espanhola separados por quatro pontos, o que deixa antever um duelo cerrado entre os três.

Sem surpresa, Dani Sordo (Hyundai i20 Coupé WRC), depois da passagem pelo “Europeu”, em S. Miguel (Açores) e em Fafe e Felgueiras, regressa ao “”Mundial”, como terceiro homem da marca sul-coreana. O espanhol terá a companhia do seu compatriota Nil Solans (Hyundai i20 Coupé WRC), que faz a estreia ao volante de um RC1, em substituição do francês Pierre-Louis Loubet.

Elfyn Evans (Toyota Yaris WRC)

De regresso aos carros mais rápidos da actualidade está, também, o finlandês Oliver Solberg (Hyundai i20 Coupé WRC), inscrito tal como o espanhol, pela Hyundai 2C Competition, a segunda equipa da marca.

Entre os RC2 a luta será travada entre o boliviano Marco Bulacia Wilkinson (Skoda Fabia Rally2 Evo), o norueguês Mads Ostberg (Citroen C3 Rally2) e o russo Nikolay Gryazin (VW Polo GTi R5), com os espanhóis “Pepe” Lopez (Skoda Fabia Rally2 Evo) e Jan Solans (Citroen C3 Rally2) a puderem entrar na luta pelo pódio da categoria.

A primeira etapa do Rally RACC Catalunya – Costa Daurada fecha as contas da Peugeot Rally Cup Iberica, onde Hugo Lopes (Peugeot 208 Rally4) é o único português presente e os espanhóis Alberto Monarri (Peugeot 208 Rally4), Alejandro Cachon (Peugeot 208 Rally4) e Alvaro Muñiz (Peugeot 208 Rally4) vão decidir o sucessor do português Pedro Antunes como vencedor da competição.

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS – 1.º Sébastien Ogier, 190 pontos; 2.º Elfyn Evans, 166; 3.º Thierry Neuville, 130; 4.º Kalle Rovampera, 129; 5.º Ott Tanak, 128; 6.º Craig Breen, 76; 7.º Takamoto Katsuta, 66; 8.º Gus Greensmith, 52; 9.º Dani Sordo, 43; 10.º Adrien Fourmaux, 42; 11.º Esapekka Lappi, 22; 12.º Mads Ostberg, 15; 13.º Yohan Rossel, 12; 14.º Jari Huttunen, 10; 15.º Andreas Mikkelsen, 10; 17.º Oliver Solberg, Onkar Rai, Pierre-Louis Loubet, 6; 20.º “Pepe” Lopez, Karan Patel, Alexey Lukyanuk, Pieter Jan Michiel Cracco, 4; 24.º, Jan Solans, Carl Tundo, Fabian Kreim, Marco Bulacia Wilkinson, 2; 28.º, Eric Camilli, Nikolay  Gryazin, Vincent Verschureren, Emil Limdholm, 1

NAVEGADORES – 1.º Julien Ingrassia, 190 pontos; 2.º Scott Martin, 166; 3.º Martijn Wydaeghe, 130; 4.º Jonne Halttunen, 129; 5.º Martin Jarveoja, 128; 6.º Paul Nagle, 76; 7.º Daniel Barritt, 66; 8.º Chris Patterson, 46 ; 9.º Renaud Jamoul, 36; 10.º Janne Ferm, 22; 11.º Mikko Markkula, 21; 12.º Borja Rozada, 20; 13.º Alexandre Coria, 18; 14.º Torstein Eriksen, 15 ; 15.º Candido Carrera, 12; 16.º Carlos Del Barrio, 11; 17.º Mikko Lukka, 10; 18.º Ola Floene, Elliott Edmonson, 8; 20.º Sebastian Marshall, Drew Sturrock, Florian Haut-Labourdette, 6; 23.º Diego Valejo, Tauseef Khan, Yaroslav Fedorov Jasper Vermeulen, 4; 27.º Rodrigo Sanjuan, Tim Jessop, Frank Christian, Marcelo Der Ohannesian, Aaron Johnstone, 2; 32.º, François-Xavier Buresi, Konstantin Aleksandrov, Filip Cuvelier, Reeta Hamalainen, 1

MARCAS – 1.ª Toyota Gazoo Racing WRT, 441, pontos; 2.ª Hyundai Shell Mobis WRT, 380; 3.ª M-Sport Ford WRT, 172; 4.ª Hyundai 2C Competition, 44.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *