Sébastien Ogier entra a ganhar

O gaulês Sébastien Ogier (Citroën C3 WRC) não podia desejar melhor regresso à marca francesa ao vencer o Rali de Monte Carlo, prova de abertura do WRC (Campeonato do Mundo de Ralis).

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Sebastien Ogier e Julien Ingrassia conduziram o Citroën C3 WRC ao triunfo

É a sétima vitória do campeão do mundo, na prova monegasca, conseguidas com carros de quatro marcas diferentes (Peugeot – 2009, Volkswagen – 2013, 2014, 2015 e 2016, Ford – 2017 e 2018 e Citroën – 2019), o que lhe permite igualar o número de triunfos do seu compatriota Sébastien Loeb, e mantendo a invencibilidade que dura desde 2013.

Mas foi uma vitória sofrida face à réplica dada pelo belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupé WRC), que chegou a passar pelo comando, na fase inicial da prova.

O belga entrou ao “ataque” no derradeiro dia da competição e, depois de ter partido de Monte Carlo a 4,3 segundos do francês, à partida para a derradeira especial, La Cabanette – Col de Braus (13,58 km) a vitória estava a escassos 0,4 segundos.

Thierry Neuville, Nicolas Gilsoul e Hyundai i20 Coupé WRC terminaram em segundo lugar

Era o tudo ou nada para os dois pilotos, com Sébastien Ogier a entrar melhor e Thierry Neuville a responder, tendo chegado a estar na frente, para, na fase final da especial, o piloto da marca francesa a conseguir ganhar 1,8 segundos ao seu adversário, para garantir o triunfo, o 45.º da carreira, por escassos 2,2 segundos.

O estónio Ott Tanak (Toyota Yaris WRC), que foi o primeiro comandante da prova e que perdeu tempo em consequência de um furo, completou o pódio, ocupado por carros de três marcas diferentes, impondo-se ao francês Sébastien Loeb (Hyundai i20 Coupé WRC), que cumpriu a primeira das seis provas agendadas, e do finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris WRC) com os três a ficarem separados por 14,7 segundos, diferença que traduz o que foi o duelo pela posição.

Ott Tanak e Martin Jarveoja terminaram em terceiro em Toyota Yaris WRC

O inglês Kris Meeke (Toyota Yaris WRC) teve uma boa estreia ao volante do carro da marca japonesa e foi o mais rápido na “Power Stage”, batendo Sébastien Ogier, por 3,9 segundos.

Mau começo da Ford, que viu o finlandês Teemu Suninen (Ford Fiesta WRC) terminar num discreto 11.º lugar, mas marcando um ponto por ter sido o quinto mais rápido na “Power Stage”, atrás não só do vencedor e dos dois primeiros da geral, mas também de Ott Tanak.

Entre os RC2, o inglês Gus Greensmith (Ford Fiesta R5) confirmou a vitória com 51,9 segundos de avanço sobre o francês Yoann Bonato (Citroën C3 R5), com outro o francês, Stéphane Sarrazin (Hyundai i20 Coupé WRC), a completar o pódio da categoria que, tal como no caso da classificação absoluta, é ocupado por carros de três marcas diferentes.

FICHA DA PROVA

Rali – Monte Carlo

Data – 24,/27 de Janeiro

Organizador – Automobile Club de Monaco

Estrutura – 1 366,43 km divididos por quatro etapas: Gap – Gap (127,27 km); Gap – Gap (457,06 km); Gap – Mónaco (557,52 km); Mónaco – Mónaco (224,58 km)

PC – 16 (2 + 6 + 4 + 4) previstas, 15 (2 + 5 + 4 + 4) percorridas

Extensão das PC – 323,83 km (41,35 km + 125,12 km + 93.38 km + 63,98 km) regulamentados, 303,79 km (41,35 + 105,08 km + 93,38 km + 63,98 km) cumpridos

Percentagem das PC – 23,69 % idealizada, 22,23 % concretizada

Inscritos – 84 (12 RC1, 31 RC2, 10 RC3, 24 RC4, 5 RC5, 2 RGT)

Participantes – 84 (12 RC1, 31 RC2, 10 RC3, 24 RC4, 5 RC5, 2 RGT)

Classificados – 57 (9 RC1, 24 RC2, 5 RC3, 15 RC4, 3 RC5, 1 RGT)

COMANDANTES SUCESSIVOS

Absoluto – Ott Tanak, da 1.ª à 3.ª PC; Thierry Neuville, da 4.ª à 6.ª PC; Sébastien Ogier, da 7.ª à 16.ª PC

RC1 – Ott Tanak, da 1.ª à 3.ª PC; Thierry Neuville, da 4.ª à 6.ª PC; Sébastien Ogier, da 7.ª à 16.ª PC

RC2 – Yoann Bonato, da 1.ª à 7.ª PC; Gus Greensmith, da 8.ª à 16.ª PC

RC3 – Cédric Durand, da 1.ª à 8.ª PC; Federico Gasperetti, na 9.ª PC; Cédric Duran, da 10.ª à 16.ª PC

RC4 – Yohan Rossel, na 1.ª PC; Nicolas Latis, da 2.ª à 5.ª PC; Yohan Rossel, da 6.ª à 16.ª PC

RC5 – Richard Desbordes, da 1.ª à 16.ª PC

RGT – Enrico Brazzoli, da 1.ª à 16.ª PC

VENCEDORES

Absoluto – Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Citroen C3 WRC)

RC1 – Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Ford Citroen C3 WRC)

RC2 – Gus Greensmith/Elliott Edmondson (Ford Fiesta R5)

RC3 – Cédric Duran/Caroline Mazet (Renault Clio R3)

RC4 – Yoann RosselBenoit Fulcran (Peugeot 208 R2)

RC5 – Richard Desbordes/Steven Desbordes (Citroen DS3 R1)

RGT – Enrico Brazzoli/Manuel Fenoli (Fiat 124 Abarh RGT)

CLASSIFICAÇÃO

POS.EQUIPACARROTEMPO
1.ºSebastien Ogier/Julien IngrassiaCitroen C3 WRC3.21’15,9″
2.ºThierry Neuville/Nicolas GilsoulHyundai i20 Coupé WRCa 2,2″
3.ºOtt Tanak/Martin JarveojaToyota Yaris WRCa 2’15,2″
4.ºSébastien Loeb/Daniel ElenaHyundai i20 Coupé WRCa 2’28,2″
5.ºJari-Matti Latvala/Mikka AntillaToyota Yaris WRCa 2’29,9″
6.ºKris Meeke/Paul NagleToyota Yaris WRCa 5’36,2″
7.ºGus Greensmith/Elliot EdmondsonFord Fiesta R5a 13’04,6″
8.ºYoann Bonato/Benjamin BoulloudCitroen C3 R5a 13’56,5″
9.ºStéphane Sarrazin/Jacques-Julien RenucciHyundai i20 R5a 14’06,8″
10.ºAdrien Fourmaux/Renaud JamoulFord Fiesta R5a 16’03,4″

OS MAIS RÁPIDOS

1.º2.º3.º4.º5.º6.º
Ott Tanak712111
Thierry Neuville343320
Sébastien Ogier237120
Sébastien Loeb200142
Kris Meeke140420
Jari-Matti Latvala112124
Elfyn Evans010004
Andreas Mikkelsen001301
Esapekka Lappi000100
Teemu Suninen000122

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”, DEPOIS DA PROVA MONEGASCA

PILOTOS

1.º, Sébastien Ogier, 29 pontos; 2.º, Thierry Neuville, 21; 3.º, Ott Tanak, 17; 4.º, Kris Meeke, 13; 5.º, Sébastien Loeb, 12; 6.º, Jari-Matti Latvala, 10; 7.º, Gus Greensmith, 6; 8.º, Yoann Bonato, 4; 9.º, Stéphane Sarrazin, 2; 10.º, Adrien Fourmaux, Teemu Suninen, 1

MARCAS

1º., Hyundai Shell Mobis WRT, 30 pontos; Citroen Total WRT, 25; 3.º, Toyota Gazoo Racing WRT, 25; 4.º, M-Sport Ford WRT, 14

Citroen 25; Hyundai, 18 + 12; Toyota 15 + 10

Próxima prova – Rali da Suécia, de 14 a 17 de Fevereiro

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação