Sébastien Loeb: «Não é fácil estar num rali desconhecido”

O piloto francês estreia-se no Norte e Centro do país, depois de ter vencido o Vodafone Rali de Portugal por dias vezes, mas no território do Algarve e Baixo Alentejo, estando, por isso, menos familiarizado com o actual modelo da prova do ACP.

(auto.look2010@gmail.com)

Sébastien Loeb, o piloto com maior número de títulos mundiais (9) da história dos ralis, regressa a Portugal ao fim de sete anos para descobrir uma prova completamente nova para si.

«Para já, a sensação é boa neste regresso a Portugal e… está tudo bem. Veremos o que pode suceder, mas não é fácil descobrir um novo rali, sobretudo um que os adversários já disputaram. Mas sempre gostei do Rali de Portugal e agora está numa região que eu não conhecia. Já vi que há umas bonitas especiais no primeiro dia, na zona de Arganil. Quanto ao resto, vamos continuar a descobrir as “especiais” neste segundo dia de treinos e espero ser capaz de fazer um bom rali», referiu o piloto da Hyundai, depois de concluído o primeiro dia de reconhecimentos.

Quando às suas ambições para esta sétima prova do Campeonato do Mundo, prefere ser realista em vez de avançar com promessas…

«É sempre difícil definir objectivos, atendendo às circunstâncias de competir com adversários que já conhecem o rali. De qualquer modo, o meu foco é fazer um bom rali e estar com os outros pilotos na luta pelos primeiros lugares. Tentarei fazer o melhor possível», sublinhou Sébastien Loeb.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação