Sebastian Vettel o mais célere em Barcelona

Piloto alemão e a Ferrari foram os mais rápidos em pista e também os que mais rodaram, com 169 voltas ao circuito da Catalunha.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

A temporada de Fórmula 1 arrancou com a primeira sessão de testes, que se prolonga até sexta-feira, tendo por cenário o traçado de Barcelona, onde o alemão Sebastian Vettel (Ferrari) registou o melhor tempo, no primeiro dia de trabalho.

O alemão foi o mais rápido, desde o início da sessão e só a menos de 15 minutos do final da sessão viu alguém, na circunstância o espanhol Carlos Sainz (McLaren MCL34/Renault) chegar ao segundo “18”, mas a ficar a quase meio segundo do piloto de Maranello.

Para isso muito contribuiu o facto do alemão ser o piloto que mais tempo esteve em pista, cumpriu mais de 169 voltas ao traçado catalão, o que demonstra o empenho da marca italiana de recuperar o atraso revelado no final do ano passado e que a impediu de lutar pelo título até final.

Boa estreia de Carlos Sainz, ao volante do carro da equipa de Woking, que parece bem mais competitiva com os motores franceses, com o francês Romain Grosjean (Haas VF-19/Ferrari) a registar o terceiro tempo, à frente do holandês Max Verstappen (Red Bull RB15/Honda), com os propulsores japoneses a mostrarem uma significativa evolução em relação ao ano passado.

Quinto tempo para o finlandês Kimi Raikkonen (Alfa Romeo C39/Ferrari), que faz a estreia ao volante do carro da regressada marca de Arese, que durante grande parte do dia esteve no segundo lugar da tabela de tempos, mas que na parte final da sessão foi descendo na classificação.

O russo Daniil Kvyat (Toro Rosso STR14/Honda), que está de regresso à Fórmula 1, e o mexicano Sergio Perez (Racing Point RP19/Mercedes) ocuparam as posições seguintes à frente dos pilotos da Mercedes e da Renault.

Apesar de terem tido em pista os seus dois pilotos, que alternaram no único carro disponível, Mercedes e Renault fecharam a classificação do dia, tendo ficado a sensação que as duas equipas estavam mais preocupadas em fazer evoluir o carro e perceber os pontos é que é possível melhorá-lo do que em efectuar um bom tempo.

Curiosamente, os dois pilotos ficaram separados por diferenças mínimas, 0,008” no caso dos “flechas de prata”, com o finlandês Valtteri Bottas a ser mais rápido do que o inglês Lewis Hamilton, e 0,003”, no caso da marca francesa, com o alemão Nico Hulkenberg a suplantar o australiano Daniele Ricciardo, que faz a estreia na equipa.

De assinalar que a sessão foi interrompida, um minuto antes da hora marcada, por Kimi Raikkonen ter ficado parado na pista, situação que sucedera de manhã com Carlos Sainz.

Para esta terça-feira o trabalho prossegue, mas só na quarta-feira é que a Williams inicia o desenvolvimento do FW 42 e se junta às restantes equipas.

 

TEMPOS

Sebastian Vettel (Ferrari SF90/Ferrari), 1m18,161s (169 voltas)

Carlos Sainz (McLaren MCL34/Renault), 1’18,588” (119)

Romain Grosjean (Haas VF-19/Ferrari), 1’19,159” (65)

Max Verstappen (Red Bull RB15/Honda), 1’19,426” (128)

Kimi Raikkonen (Alfa Romeo C38/Ferrari), 1’19,462” (114)

Danill Kvyat (Toro Rosso STR14/Honda), 1’19,464” (77)

Sergio Perez (Racing Point RP19/Mercedes), 1’19,944” (30)

Valtteri Bottas (Mercedes W10/Mercedes), 1’20,127” (69)

Lewis Hamilton (Mercedes W10/Mercedes), 1’20,135” (81)

Nico Hulkenberg (Renault RS19/Renault), 1’20,980” (65)

Daniel Ricciardo (Renault RS19/Renault), 1’20,983” (44)

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação