Sam Bird: primeiro a bisar na Fórmula E, mas…

Uma manobra “musculada” na derradeira de volta de uma corrida, que foi interrompida e teve duas situações de bandeiras amarelas, permitiu ao inglês Sam Bird (Audi) ultrapassar o alemão Andre Lotterer (DS) e vencer a corrida de Hong Kong, a 50.ª da história da disciplina.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Sam Bird (Audi)

A corrida começou com o holandês Stoffel Vandoorne (Venturi) na “pole position”, mas no arranque Oliver Rowland (Nissan), que estava ao seu lado, arrancou melhor e assumiu o comando, enquanto um desentendimento no fundo do pelotão levou à interrupção da corrida logo nas primeiras voltas, com o comandante do campeonato, o francês Jérôme D’Ambrosio (Mahindra) a ser uma das vítimas, juntamente com o seu colega de equipa, o alemão Pascal Wehrlein (Mahindra).

António Félix da Costa (BMW), que não tinha conseguido melhor do que o 20.º tempo, à frente dos dois homens da Mahindra, ao fazer um bom arranque tinha ganho algumas posições e escapou ao incidente, iniciando uma recuperação que o levaria ao último lugar pontuável.

Após a interrupção Oliver Rowland não resistiu muito tempo no comando e, a partir daí, assistiu-se a um duelo cerrado entre Andre Lotterer e Sam Bird, com os dois a “cavarem” uma diferença confortável para os seus perseguidores, diferença essa que diminuiu com as bandeiras amarelas, mas que era reposta quando a corrida era relançada.

António Félix da Costa (BMW)

Na fase final Sam Bird, que dispunha de mais energia disponível do que Andre Lotterer, para as voltas finais, parecia ter tudo a seu favor para assegurar a vitória, mas o “toque” no seu adversário, que furou e perdeu a hipótese de lutar pela primeira vitória na disciplina, ensombrou o seu triunfo, cabendo ao Colégio de Comissários decidir se a manobra foi licita ou não.

Para já, o argentino Eduardo Mortara (Venturi) e o brasileiro Lucas Di Grassi (Audi) completaram o pódio, mas vai ser preciso aguardar pela decisão do Colégio de Comissários para confirmar a vitória do inglês que, no pódio, não parecia muito convencido do seu triunfo.

António Félix da Costa, depois da má qualificação, provocada pelo facto de não ter conseguido colocar os pneus à temperatura ideal, fez uma corrida de trás para a frente, recuperou 10 lugares, fechou o “top ten” e caiu para o quarto lugar no campeonato.

CLASSIFICAÇÕES

CORRIDA

POS. PILOTO CARRO TEMPO
       
1.º Sam Bird Audi E-Tron FE 05 59’34,425″
2.º Eduardo Mortara Venturi VE VFE05 a 1,694″
3.º Lucas di Grassi Audi E-Tron FE 05 a 2,282″
4.º Robin Frijins Audi E-Tron FE 05 a 3,230″
5.º Daniel Abt Audi E-Tron FE 05 a 3,679″
6.º Felipe Massa Venturi VE VFE05 a 4,952″
7.º Mitch Evans Jaguar I-Type 3 a 5,711″
8.º Gary Paffet Venturi VE VFE05 a 6,062″
9.º Oliver Turvey NIO 004 a 7,318″
10.º António Félix da Costa BMW IFE.18 a 8,186″
11.º Jose Maria Lopez Penske EV-3 a 8,912″
12.º Tom Dillmann NIO 004 a 9,519″
13.º Jean-Eric Vergne DS E-Tense FE 19 a 13,298″
14.º Andre Lotterer DS E-Tense FE 19 a 25,964″

CAMPEONATOS

PILOTOS

POS.   PONTOS
     
1.º Sam Bird 71
2.º Jerome D’Ambrosio 53
3.º Lucas di Grassi 49
4.º António Félix da Costa 47
5.º Eduardo Mortara 45
6.º Robin Frlins 40
7.º Mitch Evans 34
8.º Daniel Abt 32
9.º Pascal Wehrlein 30
10.º Andre Lotterer 29
11.º Jean-Eric Vergne 28
12.º Alexander Sims 18
13.º Sébastien Buemi 15
14.º Felipe Massa 12
15.º Oliver Turvey 6
16.º Oliver Rowland 6
17.º Gary Paffett 4
18.º Stoffel Vandoorne 3
19.º Jose Maria Lopez 2
20.º Nelson Piquet jr. 1

EQUIPAS

POS.   TOTAL
     
1.º Envision Virgin Racing 111
2.º Mahindra Racing 83
3.º Audi Sport Abt Schaeffler Formula E Team 81
4.º BMW i Andretti Motorsport 65
5.º DS Techeetah 57
6.º Venturi Formula E team 57
7.º Panasonic Jaguar Racing 35
8.º Nissan e. dams 21
9.º NIO Formula E Team 10
10.º HWA Racelab 7
11.º Geox Dragon 2

PRÓXIMA PROVA:– Sanya (China), dia 23 de Março

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *