Sainz lidera e Gonçalves no “fio da navalha”

Num dia de mudanças de líderes nas principais categorias da prova de todo-o-terreno, a etapa ficou também marcada pelo atraso do português Paulo Gonçalves, que viu caírem definitivamente por terra as hipóteses de chegar ao pódio.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

O motor partido, logo ao km 30 do Sector Selectivo, obrigou Paulo Gonçalves (Hero) a ficar à espera da equipa de assistência, com a organização a anunciar o abandono do português, mas a revelar, mais tarde, que vai continuar em prova, mas já sem poder aspirar a um lugar entre os 10 primeiros.

Tal como sucedeu com o seu cunhado, Joaquim Rodrigues (Hero), logo na etapa inicial, os dois vão manter-se em prova mas sem figurarem na classificação geral. Hoje, por exemplo, Joaquim Rodrigues foi 31.º, mas não está entre os 124 pilotos que estão classificados.

Surpresa, nas duas rodas, o facto do norte-americano Ricky Brabec (Honda) ter ascendido ao comando, depois de ser o mais rápido no Sector Selectivo, onde ganhou mais de cinco minutos ao chileno José Ignacio Cornejo (Honda), com a marca japonesa a monopolizar o pódio da etapa, para satisfação do português Ruben Faria, director desportivo da equipa.

Em termos gerais, a Honda ocupa quatro das cinco primeiras posições, com o austríaco Matthias Walkner (KTM), em terceiro, a ser o melhor dos pilotos da marca austríaca que tem dominado a prova desde 2001.

Sebastian Bühler (Hero), um alemão há vários anos radicado em Portugal, mas que corre com licença germânica, foi 21.º, enquanto o alentejano António Maio (Yamaha) foi o melhor português, na 25.ª posição, a 29m13s do vencedor.

Fausto Mota (Husqvarna) foi 36.º classificado, enquanto Mário Patrão (KTM) perdeu 2h22m32s, cortando a linha de chegada na 103.ª posição.

 

CARLOS SAINZ ASCENDE

À LIDERANÇA NOS AUTOMÓVEIS

Tal como nas motos, também nos automóveis houve mudança no comando, com o espanhol Carlos Sainz (Mini) a ser o mais rápido no Sector Selectivo e a ascender ao comando, à frente do qatari Nasser Al-Attiyah (Toyota), segundo no SS, com os dois a relegarem o argentino Orlando Terranova (Mini) para o terceiro lugar.

O francês Stéphane Peterhansel (Mini), navegado pelo português Paulo Fiúza, foi sétimo no Sector Selectivo e subiu para quinto da geral, a escassos dois segundos do quarto lugar, ocupado pelo saudita Yazzed Al-Rahji (Toyota Hilux), com Filipe Palmeiro, que navega o letão Benediktas Vanagas (Toyota), a ocupar o 14.º lugar.

Os irmãos de Leiria, Ricardo Porém e Manuel Porém, conduziram o Borgward ao 22.º lugar na etapa, a 41m07s do primeiro classificado, rodando na 17.ª posição em termos globais, a 1h32m46s do madrileno Carlos Sainz.

Nos SSV, o comando pertence ao norte-americano Casey Currie (Can-Am), depois do espanhol Gerard Guell (Can-Am) ter sido o mais rápido no Sector Selectivo enquanto o sul-africano Conrad Rautenbach (PH-Sport), que tem a seu lado o português Pedro Bianchi Prata, foi sétimo na tirada e é sexto da geral, depois de, ontem, ter estado muito perto de ser o mais rápido da categoria.

 

 

4.ª ETAPA EXIGE ATENÇÃO REDOBRADA NA NAVEGAÇÃO

Amanhã, a caravana deixa Neom e ruma Al-Ula, com o Sector Selectivo, de 453 km de extensão, a decorrer todo acima dos 1.000 metros, ainda sem dunas, mas com 23% de areia, 45% de terra, 18% de asfalto e 14% de pedras.

Com afeito, os pilotos são encontrar na quarta etapa inúmeras partes iguais ao longo do traçado, bastante arenoso e com secções de cascalho, principalmente em trialeiras. Trata-se de uma etapa em que a navegação é bastante exigente e a manter os índices de atenção em alta, inclusivamente com a passagem pelos templos de Nabatean.

CLASSIFICAÇÕES

3.ª ETAPA (427 KM)

MOTOS – 1.º, Ricky Brabec (Honda), 3.29’31”; 2.º, Jose Cornejo (Honda), a 5’56”; 3.º, Kevin Benavides (Honda), a 7’22”; 4.º, Matthias Walkner (KTM), a 8’13”; 5.º, Toby Price (KTM), a 8’35”; 6.º, Joan Barreda Bort (Honda), a 9’04”; 7.º, Luciano Benavides (KTM), a 12’30”; 8.º, Xavier de Soultrait (Yamaha), a 13’55”; 9.º, Skyler Howes (Husqvarna), a 15’43; 10.º, Adrien Metge (Sherco), a 18’00”; …; 21.º, Sebastian Buhler (Hero), a 27’41”…; 25.º, António Maio (Yamaha), a 29’13”; …; 31.º, Joaquim Rodrigues (Hero), a 31’03”; …; 36.º, Fausto Mota (Husqvarna), a 47’27”; …; 103.º, Mário Patrão (KTM), a 2.22’32”; …;

AUTOMÓVEIS – 1.º, Carlos Sainz/Lucas Cruz (Mini), 3.48’01”; 2.º, Nasser Al-Attiyah/Mathieu Baumel (Toyota), a 3’31”; 3.º, Jakub Przygonski/Timo Gottschalk (Orlen), a 4’19”; 4.º, Yasir Seadan/Kuzmich Alexy (Mini), a 5’28”; 5.º, Fernando Alonso/Marc Coma (Toyota), a 6’14”; 6.º, Yazzed Al-Rahji/Konstantin Zhiltsov (Toyota), a 7’36”; 7.º. Stéphane Peterhansel/Paulo Fiúza (Mini), a 10’26”; 8.º, Orlando Terranova/Bernardo Graue (Mini), a 12’52”; 9.º, Giniel De Villiers/Alex Haro (Toyota), a 16’21”; 10.º, Bernhard Ten Brinke/Tom Colsoul (Toyota), a 16’43”; …; 16.º, Benediktas Vanagas/Filipe Palmeiro (Toyota), a 26’57”; 22.º, Ricardo Porém/Manuel Porém (Borgward), a 41’07”.

SSV – 1.º, Gerard Guel/Armand Monleon (Can-Am), 4.42’47”; 2.º, Sergei Kariakin/Anton Vlasiuk (Can-Am), a 18”; 3.º, Casey Currie/Sean Berriman (Can-Am), a 1’37”; 4.º, Aron Donzala/Maciej Martin (Can-Am), a 1’55”; 5.º, Jose Antonio Lopez/Diego Gil (Can-Am), a 2’06”; …; 7.º, Conrad Rautenbach/Paulo Fiúza (PH-Sport), a 3’48”

CLASSIFICAÇÕES

GERAL

MOTOS – 1.º, Ricky Brabec (Honda), 10.39’04”; 2.º, Kevin Benavides (Honda), a 4’43”; 3.º, Matthias Walkner (KTM), a 6’02”; 4.º, Joan Barreda Bort (Honda), a 11’02”; 5.º, Jose Cornejo (Honda), a 11’19”; 6.º, Toby Pryce (KTM), a 11’58”; 7.º, Luciano Benavides (KTM), a 14’20”; 8.º, Pablo Quintanilla (Husqvarna), a 15’40”; 9.º, Sam Sunderland (KTM), a 17’10”; 10.º, Xavier De Soultrait (Yamaha), a 19’55”; …; 19.º, António Maio (Yamaha), a 1’02’41”; …; 23.º, Sebastian Buhler (Hero), a 1.12’07”; …; 42.º, Fausto Mota (Husqvarna), a 2’52’38”; …; 45.º, Mário Patrão (KTM), a 3.47’21”

AUTOMÓVEIS – 1.º, Carlos Sainz/Lucas Cruz (Mini), 11.00’20”; 2.º, Nasser Al-Attiyah/Mathieu Baumel (Toyota), a 4’55”; 3.º, Orlando Terranova/Bernardo Graue (Mini), a 8’09”; 4.º, Yazzed Al-Rahji/Konstantin Zhiltsov (Toyota), a 18’58”; 5.º. Stéphane Peterhansel/Paulo Fiúza (Mini), a 19’00”; 6.º, Mathieu Serradori/Fabian Lurquin (Century), a 20’56”; 7.º, Giniel De Villiers/Alex Haro(Toyota), a 23’42”; 8.º, Bernard Ten Brinke/Tom Colsoul (Toyota), a 33’23”; 9.º, Martin Prokop/Viktor Chytka (Ford), a 48’05”; 10.º, Vaidotas Zala/Salius Jurgelenas (Mini), a 59’59”; …; 14.º, Benediktas Vanagas/Filipe Palmeiro (Toyota), a 1.10’36”, …; 17.º, Ricardo Porém/Manuel Porém (Borgward), a 1’32’46”.

SSV – 1.º, Casey Currie/Sean Berriman (Can-Am), 13.15’16”; 2.º, Francisco Lopez/Juan Pablo Vinagre (Can-Am), a 15”; 5.º, Jose Antonio Lopez/Diego Gil (Can-Am), a 1’40”; 4.º, Sergei Kariakin/Anton Vlasiuk (Can-Am), a 7’41”; 5.º, Austin Jones/Kellon Walch (Can-Am), a 12’39”; 6.º, Conrad Rautenbach/Paulo Fiúza (PH-Sport), a 22’50”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: