RX Portugal bastante acalorado em Lousada

O RX Portugal by Transwhite regressou finalmente à “catedral” nacional do Ralicross para a terceira ronda da época com os pilotos a darem as primeiras mostras de argumentos.

(auto.look2010@gmail.com)

As caravanas do ralicross e do kartcross chegaram a Lousada para a primeira visita do ano à Pista da Costilha com céu pouco nublado ou limpo e temperaturas amenas, condições excelentes para a realização da terceira jornada do RX Portugal by Transwhite que, como é tradição nesta época, viu o sábado reservado aos treinos livres, treinos cronometrados e primeira corrida de qualificação.

A abrir o programa estiveram os mais novos do Troféu Júnior de Kartcross que realizam este fim-de-semana em Lousada a segunda prova do ano. Um particular muito disputado, com João Dinis a levar a melhor quase ao cair do pano depois de ir à “joker” na sua última volta para cruzar a linha de meta com pouco mais de seis décimos de segundo de vantagem sobre Guilherme Matos. Um pouco mais atrás neste pódio provisório ficou a espanhol Yéssica Lorenzo. Um resultado importante para Dinis que, de momento, fecha a tabela pontual do Troféu.

Ainda no que toca aos mais jovens, mas neste caso os Iniciados de Ralicross, domínio incontestado do líder do Campeonato Guilherme Nunes, que levou de vencida a primeira qualificação com mais de quatro segundos de margem. Atrás dele, ficou Gonçalo Rocha que ainda teve de se ver com a oposição de Rafaela Barbosa, que ficou a pouco mais de 0,6 segundos de distância.

Enquanto isso, nas Duas Rodas Motrizes, Bruno Campos foi quem ditou o ritmo este sábado e de forma absolutamente dominadora. O piloto do Peugeot 306 apresentou-se fortíssimo para triunfar com mais de 10 segundos de margem sobre os restantes rivais.

Fernando Silva foi quem mais se aproximou, com Andreia Sousa a ficar em terceiro lugar e com mais meio segundo de atraso. Já o campeão em título e atual líder da classificação ficou-se pela sexta posição depois de lograr completar apenas quatro das cinco voltas impostas.

Já entre a Nacional 1.6, Leandro Macedo revelou-se o mais forte ao levar o Citroën Saxo à vitória com 1,360s de vantagem sobre Telmo Costa, que acabou por ser um confortável segundo dados os quase seis segundos de vantagem conseguidos para Manuel Tavares. Menos bem neste arranque de competição em Lousada esteve o líder do Campeonato Ricardo Costa, que se ficou pela última posição a uns muito distantes 13,067 segundos da frente.

Nos Super Cars, José Oliveira regressou às pistas com vitória na primeira qualificação, impondo-se por quase três segundos a Oscar Ortfeldt. A fechar o programa estiveram ainda os pilotos do “Camião Cross” que voltam a acompanhar as estrelas do RX Portugal by Transwhite pela primeira vez desde a ronda de abertura da temporada em Montalegre. Um particular com vitória para Eduardo Rodrigues (MAN), que bateu Artur Fidalgo (Volvo) por 2,591 segundos, enquanto Bruno Neto (Mercedes) foi terceiro, a 2,767 segundos.

EMOÇÕES FORTES NO PRIMEIRO EMBATE DA SUPER 1600

Era difícil pedir mais do pelotão da Super 1600 nesta primeira corrida de Qualificação da categoria rainha do Campeonato de Portugal de Ralicross by Transwhite no Eurocircuito de Lousada. Joaquim Machado, Mário Barbosa e Jorge Machado foram com tudo para a pista para terminarem a qualificação 1 separados por uma margem muito curta. A vantagem no final acabou por ficar do lado do líder da classificação geral, mas o homem do Peugeot 208 não teve tarefa fácil.

Mário Barbosa, presentemente em quarto no Campeonato, foi um segundo classificado muito forte ao terminar a 0,670 segundos, mas a verdade é que também o homem do Citroën Saxo contou com forte oposição, com Joaquim Machado, o segundo da geral, a terminar a meros 38 milésimos de segundos de distância. Uma luta muito renhida entre os três que deixa antever um domingo muito quente em termos de competitividade em pista.

Um pouco mais longe, o terceiro da tabela pontual, Hélder Ribeiro foi quarto com o Saxo, já a 1,507 segundos da frente, enquanto atrás dele duas duplas deixam também antever muita animação e luta pela presença na final.

Sérgio Dias superou José Teixeira por dois décimos no embate pelo quinto posto, enquanto Leonel Sampaio levou a melhor sobre António Sousa também por dóis décimos de segundo, mas no duelo pela sétima posição.

SÉRGIO CASTRO IMPÕE-SE NO KARTCROSS EM LOUSADA

Sérgio Castro foi quem melhor respondeu às exigências da Pista da Costilha neste primeiro dia de ação do Campeonato de Portugal de Kartcross by Transwhite. O único piloto deste fim-de-semana aos comandos de um ASK Evo não se deixou atemorizar pela concorrência apresentada pelos bem competitivos LBS e Semog para terminar o dia na frente da tabela de resultados com uma margem de 1,070 segundos sobre os demais.

Atrás de Sérgio Castro ficou o campeão em título e líder da classificação geral Joca Gonzaga. A correr em casa, o homem do LBS RX01 acabou por começar esta jornada competitiva de forma um pouco mais conservadora, controlando o ritmo e poupando a máquina para domingo, que promete muitas mais corridas.

Enquanto isso, a fechar o pódio, ficou Pedro Rosário (mais 2,344 segundos), o primeiro representante dos Semog, que acabou por contar com forte oposição Alcides Calçada, que precisou de mais meio segundo para completar as cinco voltas ao traçado. Também em Semog, Alexandre Borges, segundo do campeonato, garantiu o quinto posto com margem confortável sobre os demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.