Rui Madeira nas Camélias: que sabe não esquece

Rui Madeira e Nuno Rodrigues da Silva enfrentaram as duas primeiras especiais do Rali das Camélias com a determinação que lhes é reconhecida, desfrutando já de uma vantagem de 17,5 para Pedro Clarimundo e Mário Castro, ambos em Skoda Fabia R5.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com) – Fotos: RUI REIS

Mais rápido nas duas primeiras especiais do Rali das Camélias, que tiveram por palco as conhecidas classificativas de Sintra – a primeira com a tradicional de Sintra feita em sentido inverso e a segunda a junção das provas de classificação da Peninha e da Lagoa Azul –, Rui Madeira (Skoda Fabia R5) mostrou que quem sabe não esquece.

O piloto de Almada, navegado por Nuno Rodrigues da Silva, instalou-se no comando da prova, com 17,5 segundos de vantagem sobre Pedro Clarimundo (Skoda Fabia R5) que, no arranque para a primeira especial, deixou o motor ir abaixo e perdeu algum tempo.

Apesar do tempo perdido, o piloto do Skoda conseguiu ser segundo na especial, ao bater por 0,3 segundos Gil Antunes (Dacia Sandero R4), com os dois a secundarem Rui Madeira na classificativa seguinte. Um cenário que deu a entender que as três primeiras posições poderão estar definidas, já que o quarto, André Cabeças (Mitsubishi Mirage Evo), está a 33,7” do piloto da marca romena, parecendo ter essa posição assegurada.

Intensa está a ser a luta pelo quinto lugar entre João Rodrigues (Peugeot 106), que foi o primeiro a ocupá-lo, Tiago Magalhães (Kia Rio), que na segunda especial ascendeu a esse lugar, Alexandre Ramos (Peugeot 208 VTi), Pedro Lança (Citroen Saxo) e Gonçalo Figueiroa (Ford Escort MK II), com os cinco a rumarem à região de Mafra separados por 10 segundos.

CLASSIFICAÇÕES

1.ª PC – Sintra – Pé da Serra (10,11 km) – 1.º Rui Madeira/Nuno Rodrigues da Silva (Skoda Fabia R5), 6’37,8”; 2.º Pedro Clarimundo/Mário Castro (Skoda Fabia R5), 6’49,2”; 3.º Gil Antunes/Diogo Correia (Dacia Sandero R4), 6’49,5”; 4.º André Cabeças/Ilberino Santos (Mitsubishi Mirage Evo), 7’10,7”; 5.º João Rodrigues/Manuel Santos (Peugeot 106), 7’11,9”; 6.º Tiago Magalhães/Tiago Carvalho (Kia Rio), 7’15,1”; 7.º Pedro Lança/Paulo Marques (Citroen Saxo), 7’17,4”; 8.º Diogo Mil Homens/Pedro de Oliveira (Fiat Uno), 7’17,5”; 9.º Alexandre Ramos/Ricardo Domingos (Peugeot 208 VTi), 7’17,7”; 10.º Vasco Emílio/João Jardim Pereira (Ford Escort RS 2000), 7’22,2”; 10.º Gonçalo Figueiroa/Miguel Duarte (Ford Escort MK II), 7’23,3”.

2.ª PC – Azóia – Cascais (9,26 km) – 1.º Rui Madeira/Nuno Rodrigues da Silva (Skoda Fabia R5), 5’29,4”; 2.º Pedro Clarimundo/Mário Castro (Skoda Fabia R5), 5’35,5”; 3.º Gil Antunes/Diogo Correia (Dacia Sandero R4), 5’41,0”; 4.º André Cabeças/Ilberino Santos (Mitsubishi Mirage Evo), 5’53,5”; 5.º Tiago Magalhães/Tiago Carvalho (Kia Rio), 5’56,3”; 6.º Gonçalo Figueiroa/Miguel Duarte (Ford Escort MK II), 5’58,6”; 7.º Alexandre Ramos/Ricardo Domingos (Peugeot 208 VTi), 5’59,4”; 8.º Pedro Lança/Paulo Marques (Citroen Saxo), 6’00,2”; 9.º Gonçalo Boa Ventura/Rodrigo Silva, 6’01,5”; 10.º João Rodrigues/Manuel Santos (Peugeot 106), 6’02,3”.

Classificação geral após duas especiais – 1.º Rui Madeira/Nuno Rodrigues da Silva (Skoda Fabia R5), 12’07,2”; 2.º Pedro Clarimundo/Mário Castro (Skoda Fabia R5), a 17,5”; 3.º Gil Antunes/Diogo Correia (Dacia Sandero R4), a 23,3”; 4.º André Cabeças/Ilberino Santos (Mitsubishi Mirage Evo), a 57,0”; 5.º Tiago Magalhães/Tiago Carvalho (Kia Rio), a 1’04,2”; 6.º João Rodrigues/Manuel Santos (Peugeot 106), a 1’07,0”; 7.º Alexandre Ramos/Ricardo Domingos (Peugeot 208 VTi), a 1’09,9”; 8.º Pedro Lança/Paulo Marques (Citroen Saxo), a 1’10,4”; 9.º Gonçalo Figueiroa/Miguel Duarte (Ford Escort MK II), a 1’14,7”; 10.º Gonçalo Boa Ventura/Miguel Duarte, a 1’19,1”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *