Rui Gonçalves fecha etapa no “top-10”

Ao terminar em nono no Sector Selectivo, o piloto Rui Gonçalves (Sherco Factory) subiu para 22.º da geral e é o segundo português a terminar um SS nos 10 primeiros, depois de Sébastian Buhler (Hero) ter sido quinto no Prólogo.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Ao quarto dia de competição quarta mudança de comandante nas duas rodas, com a KTM a responder ao domínio da véspera da Honda, ao colocar quatro motos nas cinco primeiras posições do SS, onde o australiano Toby Price (KTM) foi o mais rápido, à frente do argentino Kevin Benavides (Honda), o único a intrometer-se entre os pilotos da marca austríaca o que lhe permitiu manter o segundo lugar da geral.

Quarto no SS, o americano Skyler Howes (KTM) sucede ao espanhol Joan Barreda Bort (Honda), que caiu para oitavo, penalizado por abrir a pista, situação que tem sido comum ao longo dos dias, como o demonstra o facto de dos 10 primeiros de ontem só três terem voltado a ficar no “top ten”.

O espanhol e o americano Rickt Brabec (Honda), que tinham partido para o SS nas duas primeiras posições, perderam-se e gastaram mais de 20 minutos que o australiano no SS, com o americano a cair para 13.º.

Para além de Rui Gonçalves, que fez um excelente SS, Joaquim Rodrigues (Hero) foi 20,º no SS e é 19.º na geral, Sébastian Buhler (Hero) foi 21.º no SS e manteve o 24.º lugar na geral, e Alexandre Azinhais (KTM), 67.º no SS desceu cinco posições e ocupa a mesma posição na geral.

Nos automóveis, o qatari Nasser Al-Attiyah (Toyota Hilux) somou terceira vitoria, em quatro dias, e reduziu para pouco mais de cinco minutos o atraso em relação ao francês Stéphane Peteransel (Mini JCW Buggy), terceiro no SS, atrás do sul-africano Henk Lategan (Toyota Hilux), que conservou o comando, que, pela primeira vez, não mudou de mãos.

Tal como ontem o qatari reconheceu que «voltei a atacar, sem cometer erros e o facto de abrir a pista e ter sido o mais rápido, só pode significar que fizemos um excelente trabalho, tanto mais que penso que a navegação é parte mais difícil da prova»

Mau dia para o espanhol Carlos Sainz (Mini JCW Buggy) que começou o dia a ser o segundo mais rápido, mas que, ao perder-se, cedeu mais de 30 minutos. Uma prestação que o fez cair para o 21.º lugar na tirada e para a quarta posição geral, estando agora a mais de meia-hora dos dois homens da frente, o que faz com que tudo aponte para um duelo entre Nasser Al-Attiyah e Stéphane Peterhansel pela sucessão de Carlos Sainz na lista de vencedores.

Entre os portugueses, Filipe Palmeiro, que navega o lituano Benediktas Vanagas (Toyota Hilux) continua a ser o melhor (15.º), com o leiriense Ricardo Porém (Borgward), 29.º no SS, a ganhar quatro posições e a subir para 33.º da geral.

Nos SSV, o espanhol Francisco Lopez Cortado (Can-Am) foi o mais rápido no SS, cimentou a posição de comandante e passou a ter mais de seis minutos de vantagem sobre o polaco Aron Domzala (Can-Am).

Décimo segundo no SS, Lourenço Rosa (Can-Am) é agora 15.º da geral, enquanto Rui Carneiro (MMP9 relegado para o fundo da tabela, depois dos problemas sentidos no segundo dia, está a recuperar e é 34.º

CLASSIFICAÇÕES

Sector Selectivo (403 km)

Motos – 1.º, Toby Price (KTM), 3.33’23”; 2.º, Kevin Benavides (Honda), a 1’16”; 3.º, Matthias Walkner (KTM), a 2’36”; 4.º, Skyler Howes (KTM), a 6’16”; 5.º, Sam Sunderland (KTM), a 8,24”; 6.º, Xavier De Soultrait (Husqvarna), a 8’50”; 7.º, Franco Caimi (Yamaha), a 10’04”; 8.º, Daniel Sanders /KTM), a 11’22”; 9.º, Rui Gonçalves (Sherco Factory), a 12’19”; 10.º, Jose Cornejo (Honda), a 13’09”; …; 20.º, Joaquim Rodrigues (Hero), a 17’28”; 21.º, Sebastian Buhler (Hero), a 18’03”; …;  67.º, Alexandre Azinhais (KTM), a 1.41’54”.

Automóveis – 1.º, Nasser Al-Attiyah/Matheu Baumel (Toyota Hilux), 3.17’39”; 2.º, Henk Lategan/Brett Cummings (Toyota Hilux), a 2’27”; 3.º, Stéphane Peterhansel/Edouard Boulanger (Mini JCW Buggy), a 4’05”; 4.º, Yaisr Seaidan/Alexey Kuzmich (Century CR6), a 7’09”; 5.º, Khalid Al Qassimi/Xavier Panseri (Peugeot 3008 DKR), a 12’31”; 6.º, Sébastien Loeb/Daniel Elena (Hunter BRX), a 13’14”; 7.º, Martin Prokop/Viktor Chytka (Ford RS Cross Country), a 13’42”; 8.º, Mathieu Serradori/Fabian Lurquin (Century), a 16’05”; 9.º, Wei Han/Min Liao (SMG Hanwei), a 17’49”; 10.º, Cyril Despres/Micahel Horn (Peugeot 3008 DKR), a 19’05”; …; 15.º, Benediktas Vanagas/Filipe Palmeiro (Toyota Hilux), a 26’22”; …; 29.º, Ricardo Porém/Jorge Monteiro (Borgward), a 39’43”; …; 41.º, Gintias Petrus/José Marques (Optimus), a 1.15’51”.

SSV – 1.º, Francisco Lopez/Juan Pablo Latrach (Can-Am), 4.20’57”; 2.º, Austin Jones/Gustavo Gugelmin (Can-Am), a 23”; 3.º, Michal Goczal/Szymon Gospodarczyk (Can-Am), a 24”; 4.º, Seth Quintero/Dennis Zenz (OT3), a 1’40”; 5.º, Khalifa Al-Attiyah/Paolo Ceci (Can-Am), a 2’33”; …; 12.º, Lourenço Rosa/Joaquim Dias (Can-AM), a 10’21”; …; 26.º, Rui Carneiro/Filipe Serra (MMP), a 23’59”

GERAL

Motos – 1.º, Skyler Howes (KTM), 12.04’48”; ; 2.º, Kevin Benavides (Honda), a 33”; 3.º, Xavier De Soultrait (Husqvarna), a 1’28”; 4.º, Toby Price (KTM), a 1’52”; 5.º, Sam Sunderland (KTM), a 5’27”; 6.º, Ross Branch (Yamaha), a 7’14”; 7.º, Luciano Benavides (Husqvarna), a 7’56”; 8.º, Joan Barreda Bort (Honda), a 9’02”; 9.º, Adrien Van Beveren (Yamaha), a 9’09”; 10.º, Jose Cornejo (Honda), a 9’24”; …; 19.º, Joaquim Rodrigues (Hero), a 21’02”; …; 22.º, Rui Gonçalves (Sherco Factory), a 36’41”; …; 24.º, Sebastian Buhler (Hero), a 40’16”; 67.º, Alexandre Azinhais (KTM), a 5.31’55”.

Automóveis – 1.º, Stéphane Peterhansel/Edouard Boulanger (Mini JCW Buggy), 10.39’02”; 2.º, Nasser Al-Attiyah/Matheu Baumel (Toyota Hilux), 5’09”; 3.º, Mathieu Serradori/Fabian Lurquin (Century), a 26’21”; 4.º, Carlos Sainz/Lucas Cruz (Mini JCW Buggy), a 33’34”; 5.º, Jakub Przygonski/Timo Gottschalk (Toyota Hilux), a 44’22”; 67.º, Sébastien Loeb/Daniel Elena (Hunter BRX), a 45’49”; 7.º, Henk Lategan/Brett Cummings (Toyota Hilux), a 47’25”; 8.º, Yasir Seaidan/Alexey Kuzmich (Century CR6), a 51’50”; 9.º, Khalid Al Qassimi/Xavier Panseri (Peugeot 3008 DKR), a 52’08”; 10.º, Martin Prokop/Viktor Chytka (Ford RS Cross Country), a 56’30”;  …; 21.º, Benediktias Vanagas/Filipe Palmeiro (Toyota Hilux), a 1.35’29”; …; 33.º, Ricardo Porém/Jorge Monteiro (Borgward), a 2.28’03”; …;  42.º, Gintias Petrus/José Marques (Optimus), a 3.49’29”.

SSV – 1.º, Francisco Lopez/Juan Pablo Latrach (Can-Am), 13.19’10”; 2.º, Aron Donzala/Maciej Marton (Can-Am), a 6’08”; 3.º, Austin Jones/Gustavo Guglemin (Can-Am), a 7’13”; 4.º, Cristina Gutierrez/François Cazalet (OT3), a 13’47”; 5.º, Sergei Kariakin/Anton Vlasiuk (Can-Am), a 16’33”; …;. 15.º, Lourenço Rosa/Joaquim Dias (Can-Am), a 1.20’52”…; 34.º, Rui Carneiro/Filipe Serra (MMP), a 6’34’32”

Etapa de amanhã

Os 813 km que ligam Wadi Ad-Dawasir a Riyadh, a capital saudita constituem a etapa mais extensa da prova, mas o SS tem, apenas, 337 km, por pistas sinuosas, que vão obrigar a muito cuidado com a navegação, a exemplo do que tem sucedido nos dias anteriores, sendo essa a maior dificuldade num SS rápido, mas com algumas “armadilhas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *