Rui Gonçalves com ritmo seguro e consistente

O terceiro dia de competição do Dakar ficou marcado pela chuva que tornou impraticáveis os quilómetros iniciais da etapa, com o piloto transmontano de Vidago a imprimir um bom ritmo.

(auto.look2010@gmail.com)

O dia desta terça-feira seria bem mais curto do que seria de esperar, com a organização a encurtar o troço cronometrado em cerca de 110 km por motivos de segurança. Ainda extremamente motivado pela prestação de segunda-feira, Rui Gonçalves entrou na especial com a certeza de que é possível rolar ao mesmo ritmo dos seus adversários fruto do intenso trabalho que tem vindo a ser efectuado nos últimos dias por parte da sua equipa.

Rui Gonçalves sentiu-se confiante e aplicou-se no piso de areia, num dia em que as diferenças entre pilotos foram extremamente reduzidas como consequência da rapidez da mesma.

«A especial desta terça-feira foi mais curta devido à chuva intensa que se abateu durante a noite na parte inicial da etapa fazendo com que só tivéssemos que percorrer 255 km dos 368 km que estavam inicialmente programados. Foi uma etapa extremamente rápida, toda ela em areia e com algumas dunas, especial onde me senti sempre bem tendo optado por um adoptar ritmo seguro e regular ao longo do dia. Mantive sempre a concentração tendo desta forma chegado ao final no 22.º lugar da geral», revelou o piloto de Vidago.

«Neste momento o mais importante é enfrentar cada dia, cada etapa, cada km de forma segura sabendo desde já que as coisas estão a correr muito melhor fruto, igualmente, do forte empenho por parte da equipa Sherco. O nosso objectivo mantém-se, esperando poder contar com o vosso importante apoio até ao final deste Dakar. Gostaria também de felicitar o Joaquim Rodrigues pela vitória na etapa, vitória que nos deixou a todos orgulhosos», sublinhou o experiente piloto de Vidago.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *