Rolo e Barreiros no Africa Eco Race

 Criado em 2009, por René Metge, para substituir o “Dakar”, depois deste ter trocado o continente africano pela América do Sul, o Africa Eco Race vai ter a sua 12.ª edição, com a particularidade dos portugueses João Rolo (motos) e Fernando Barreiros (automóveis) alinharem na prova.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Ao contrário do que tem sucedido nos últimos anos, Elisabete Jacinto, José Marques e Marco Cochinho não vão integrar a caravana do Africa Eco Race e, por isso, não vão poder defender a vitória nos camiões. A renuncia tem a ver com a falta de patrocínios para a equipa lusitana que, na última edição, logo no início deste ano, suportou todas as dificuldades e logrou o triunfo entre os “pesos pesados”

A exemplo do que sucede desde a sua criação a prova mantêm-se junto ao Atlântico, com Marrocos, Mauritânia e Senegal a serem os países atravessados, por continuar a não ser seguro sair das suas fronteiras.

Apesar disso, a prova apresenta um traçado renovado em cerca de 70% do percurso, com um aumento das pistas de areia e de dunas, o que aumenta a importância da navegação, ao longo dos mais de 6500 km do traçado, que inclui uma nova “boucle” na Mauritânia.

De assinalar, ainda, que aumenta o número de etapas começa e acaba no acampamento, fazendo com que o percurso seja todo cumprido em Sector Selectivo. Tal como no ano passado, o arranque das hostilidades acontecerá em Monte Carlo, com as verificações, documentais e técnicas, a decorrerem no Stade Rondelli, nos dias 3 e 4 de Janeiro, e o parque fechado, situado no quai Antoine 1er, a acolher os concorrentes após cumpridas as formalidades iniciais.

A partida será dada, às 19h00 (18h00 em Portugal), do dia 4 de Janeiro, no quai Antoine 1er, com a caravana a rumar a Savone (Itália), onde decorrerá o embarque rumo a Tanger, já no dia 5, com a travessia do Mediterrâneo a durar dois dias, estando o desembarque na cidade marroquina agendado para dia 7, altura em que a prova começa a sério.

Nas motos o norueguês Pal Anders Ullevalseter (KTM), o único a conseguir duas vitórias na história da competição, parte em busca do terceiro triunfo, com o italiano Alessandro Botturi (Yamaha), vencedor do ano passado, a assumir o papel de maior opositor, enquanto o argentino Fernando Arredondo (KTM), o norueguês Felix Jensen (J.I. Bygg As) e o sérvio Jan Zatko (KTM) parecem ser os mais sérios candidatos a um lugar no pódio final. O piloto de Anadia, João Rolo, apresenta-se na prova aos comandos de uma SWM 450 R Factory, com a qual espera conduzir com sucesso ao Lago Rosa, nos arredores de Dakar, capital do Senegal.

Nos automóveis, dos seis vencedores anteriores, uma vez que o francês Jean-Louis Schlesser venceu as seis primeiras edições, só o francês Jean-Pierre Strugo (Optimus) já ganhou a prova, e parte como “o homem a bater”, com o seu compatriota Dominique Housieaux (Optimus) e o russo Sergey Kuprianov (Optimus) a perfilarem-se como os seus mais directos opositores. O português Fernando Barreiros vai estar também à partida ao volante de uma Izusu da edição deste ano do Africa Eco Race com o objectivo, claro e legítimo, de alcançar com êxito a capital senegalesa.

Nos pesos pesados, o checo Tomas Tomecek (Tatra) pode desempatar a seu favor a igualdade em número de triunfos (três) que tem com o russo Anton Shibalov, que não alinha, restando saber de onde virá a maior oposição.

O percurso

O traçado deste ano integra 12 etapas, sendo cinco corridas em Marrocos, seis na Mauritânia e uma no Senegal.

E se no primeiro dia o SS é curto (23,18 km), com o objectivo dos homens e máquinas puderem adaptar-se ao que os espera, a partir dai e até ao último dia, o SS quase coincide com a extensão da etapa

DIA ETAPA TOTAL SS
       
7 Tanger – Tarda 754,24 23,18
8 Tarda – Mahmid 333,13 329,47
9 Mahmid – Assa 516,32 497,44
10 Assa – Smara 404,52 385,38
11 Smara – Daklha 686,1 473,17
12 Descanso    
13 Dakhla – Chami 559,93 383,36
14 Chami – Aidzidine 477,95 477,95
15 Aidzidine – Tidjikja 450,83 429,01
16 Tidjikja – Tidjikja 469,1 415,07
17 Tidjikja – Idini 600,59 499,46
18 Idini – St. Louis 473,66 187,17
19 St. Louis – Dakar 291,97 21,93

Vencedores

Autos

ANO EQUIPA CARRO
     
2009 Jean-Louis Schlesser/Arnaud Debron Schlesser
2010 Jean-Louis Schlesser/Arnaud Debron Schlesser
2011 Jean-Louis Schlesser/Céline Merle-Beral Schlesser
2012 Jean-Louis Schlesser/Cyril Esquirol Schlesser
2013 Jean-Louis Schlesser/Cyril Esquirol Schlesser
2014 Jean-Louis Schlesser/Thierry Magnaldi Schlesser
2015 Jean-Antoine Sabatier/Jean-Luc Rojat Bugga One
2016 Kanat Shagirov/Vitaliy Yevtyekhov Toyota
2017 Vladimir Vasilyev/Konstantin Zhiltosv Mini
2018 Mathieu Serradori/Fabian Lurquin MCM
2019 Jean-Pierre Strugo/François Borsotto Optimus

Motos

ANO PILOTO MOTO
     
2009 Jose Manuel Pellicer BMW
2010 Marco Capodacqua KTM
2011 Willy Jobard KTM
2012 Oscar Poli KTM
2013 Martin Fontyn KTM
2014 Michael Pisano Honda
2015 Pal Anders Ullvalseter KTM
2016 Pal Anders Ullvalseter KTM
2017 Gev Teddy Sella KTM
2018 Paolo Ceci KTM
2019 Alessandro Botturi Yamaha

Camiões

ANO EQUIPA CAMIÃO
     
2009 Jan De Rooy/Dany Colebunders/Darek Rodewald Iveco
2010 Miklos Kovacs/Peter Czegledi/TomasToth Scania
2011 Tomas Tomecek/Vojtech Moravek Tatra
2012 Tomas Tomecek/Vojtech Moravek Tatra
2013 Anton Shibalov/Evegny Yakolev/Dmitry Sotnikov Kamaz
2014 Tomas Tomecek/Vojtech Moravek Tatra
2015 Anton Shibalov/Robert Amatych/Almaz Khisamiev Kamaz
2016 Anton Shibalov/Robert Amatych/Almaz Khisamiev Kamaz
2017 Andrey Karginov/Andrey Mokeev/Dmitrii Nikitin Kamaz
2018 Gerard De Rooy/Darek Rodewald/Moi Torrellardona Iveco
2019 Elisabete Jacinto/Marco Cochinho/José Marques MAN

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: